MotoGP tem cinco casos positivos de coronavírus em rodada dupla em Misano

Dois técnicos da Dorna, promotora do Mundial, e três engenheiros de diferentes equipes, entre eles Jarno Polastri, da KTM, ficaram isolados na cidade de Cattolica, na Itália

A MotoGP voltou a apresentar casos positivos do novo coronavírus. Durante a rodada dupla em Misano, nas duas últimas semanas, cinco pessoas apresentaram a Covid-19 e estão em isolamento no Hotel Royal, na cidade de Cattolica.

As informações são do jornal italiano Il Resto del Carlino. Os infectados são dois técnicos da Dorna, promotora do Mundial de Motovelocidade, e três engenheiros de diferentes equipes, entre eles Jarno Polastri, da KTM. Todos estiveram assintomáticos.

Polastri descobriu estar com o coronavírus assim que chegou a Misano. Já os outros quatro infectados só detectaram a doença após o GP de San Marino e Riviera de Rimini, a primeira prova da rodada dupla no circuito.

MotoGP 2020, Jarno Polastri, Misano
O quarto em que Jarno Polastri ficou isolado (Foto: Reprodução)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Na manhã desta quarta-feira, o engenheiro da equipe austríaca postou em sua rede social que “depois de 17 dias, passei a Covid-19. Obrigado ao Hotel Royal, de Cattolica, e a todos os funcionários. Foi difícil, mas consegui. Agora rumo a Montmeló”.

Esses não são os primeiros casos do vírus no paddock da categoria. Na Tchéquia, um funcionário da TV da Dorna deu positivo, sendo colocado em isolamento. Entre os pilotos, Jorge Martín, da KTM Ajo na Moto2, foi diagnosticado com o Sars-CoV2 e perdeu as duas corridas em Misano.

O Mundial de Motovelocidade desembarca neste final de semana em Barcelona para o GP da Catalunha, a nona etapa da temporada 2020.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube