Na frente dos fãs espanhóis, Rossi supera Lorenzo por 0s049 e volta liderar treino da MotoGP

Valentino Rossi voltou a comandar um treino da MotoGP nesta sexta-feira (14). O piloto da Yamaha anotou 1min42s297 em seu melhor giro e liderou a dobradinha da Yamaha. Dani Pedrosa completa a lista dos três primeiros

As imagens da sexta-feira no Mundial de Motovelocidade na Catalunha
Acompanhe a cobertura do GP da Catalunha no GRANDE PRÊMIO
Automobilismo na TV: a programação do fim de semana

O palco da festa é espanhol, mas quem fez a alegria do público foi um italiano. Valentino Rossi voltou a liderar a MotoGP nesta sexta-feira (14) ao anotar a melhor volta no segundo treino livre em Montmeló. O desempenho no circuito catalão marca a primeira vez do italiano de volta ao primeiro posto da folha de tempos desde seu retorno à Yamaha. 

No segundo treino desta sexta, o italiano anotou 1min42s297 – marca que é abaixo do recorde de volta da pista – e superou Jorge Lorenzo por 0s049.A última vez que Valentino liderou uma sessão com pista seca, tinha sido no warm-up do GP da Malásia de 2010, a última de sua primeira passagem por Iwata. Dani Pedrosa ficou com o terceiro tempo, 0s260 atrás do italiano. 
Circuito da Catalunha é um dos preferidos de Rossi  (Foto: Yamaha)

A galeria exclusiva do GP da Catalunha, por Xavi Bonilla

Álvaro Bautista também mostrou um desempenho muito bom na Catalunha e fechou a sessão com a quarta colocação, 0s024 à frente de Cal Crutchlow, o quinto mais rápido.
 
Marc Márquez voltou a exibir uma atuação discreta e ficou com o sexto tempo, com sua melhor volta em 1min42s857. Nicky Hayden foi o melhor representante da Ducati e fez o sétimo tempo, 0s098 à frente de Andrea Dovizioso, seu companheiro de equipe. 

Com 1min43s005, Stefan Bradl foi o último dos protótipos no top-10. Aleix Espargaró foi mais uma vez o melhor entre os pilotos CRT e ficou com a décima colocação, 0s907 atrás de Rossi.
Saiba como foi o segundo treino livre da MotoGP em Montmeló:
 
Conforme indicado pela previsão do tempo, o segundo treino em Montmeló começou com sol e a temperatura do asfalto na casa dos 40°C. Com o piso em boas condições, os pilotos logo iniciaram os trabalhos, com Bradl sendo o primeiro a ocupar o primeiro posto da tabela. 
 
Lorenzo logo anotou 1min43s355 e assumiu a ponta, mas foi superado por Bradl e Dovizioso na sequência. Rossi baixou seu tempo de volta e subiu para segundo, enquanto seu companheiro retomou a liderança. 
 
Com dez minutos de treino, Bradl perdeu a frente da RCV na curva 10 de Montmeló e caiu, mas não se feriu. Lorenzo tinha a liderança, seguido por Dovizioso, Rossi, Crutchlow, Bradl, Hayden, Bautista, Márquez, Espargaró e Pedrosa. 
 
Pedrosa melhorou sua marca e subiu para a terceira colocação, 0s680 atrás de Lorenzo. Rossi vinha em quarto, à frente de Crutchlow e Bradl. Com pouco menos de 25 minutos para o fim, Valentino baixou sua marca para 1min42s997 e assumiu o terceiro lugar, 0s651 atrás de Jorge. 
 
Bautista também foi mais veloz e subiu para o segundo posto da tabela depois de anotar 1min42s752, 0s406 atrás de Lorenzo. Na sequência foi a vez de Márquez melhorar. O novato anotou 1min42s857 e assumiu o terceiro posto, 0s511 atrás de Lorenzo. Dovizioso vinha em quarto, à frente de Rossi, Pedrosa, Bradl, Crutchlow, Hayden e Espargaró. 
 
Com menos de 20 minutos para o fim, Bradley Smith, que ainda se recupera de uma séria lesão no dedo mindinho, sofreu uma queda na curva três de Montmeló, mas não aparenta ter se ferido com gravidade. 
 
Em seguida foi a vez de Pedrosa baixar seu tempo de volta. O espanhol registrou 1min42s557 e assumiu o segundo posto, 0s211 atrás de Lorenzo. 
Pedrosa fará seu GP de número 200 neste fim de semana (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)
Depois de uma nova parada nos boxes, Crutchlow voltou para a pista para anotar 1min42s881 e assumiu o quinto posto, à frente de Dovizioso e Rossi, que também deixava os boxes da Yamaha. 
 
Faltando menos de três minutos para o fim, Rossi anotou 1min42s297 e assumiu a liderança da atividade, com 0s049 de vantagem para Lorenzo. Pedrosa tinha o terceiro posto, seguido por Bautista e Márquez. 
 
Com o cronometro zerado, Rossi não conseguiu melhorar sua marca, mas manteve a ponta da tabela de tempos.
 
MotoGP, GP da Catalunha, Montmeló, 2º Treino Livre:
1
Valentino ROSSI
ITA
Yamaha
 
1:42.297
 
19
2
Jorge LORENZO
ESP
Yamaha
 
1:42.346
+0.049
18
3
Dani PEDROSA
ESP
Honda
 
1:42.557
+0.260
17
4
Álvaro BAUTISTA
ESP
Gresini Honda
 
1:42.752
+0.455
18
5
Cal CRUTCHLOW
ING
Tech3 Yamaha
 
1:42.776
+0.479
19
6
Marc MÁRQUEZ
ESP
Honda
 
1:42.857
+0.560
18
7
Nicky HAYDEN
EUA
Ducati
 
1:42.890
+0.593
20
8
Andrea DOVIZIOSO
ITA
Ducati
 
1:42.988
+0.691
16
9
Stefan BRADL
ALE
LCR Honda
 
1:43.005
+0.708
16
10
Aleix ESPARGARÓ
ESP
Aspar
 
1:43.204
+0.907
17
11
Andrea IANNONE
ITA
Pramac Ducati
 
1:43.272
+0.975
18
12
Randy DE PUNIET
FRA
Aspar
 
1:43.644
+1.347
17
13
Michele PIRRO
ITA
Pramac Ducati
 
1:43.648
+1.351
19
14
Bradley SMITH
ING
Tech3 Yamaha
 
1:44.247
+1.950
11
15
Héctor BARBERÁ
ESP
Avintia
 
1:44.461
+2.164
17
16
Colin EDWARDS
EUA
Forward
 
1:44.586
+2.289
17
17
Karel ABRAHAM
TCH
AB
 
1:44.599
+2.302
17
18
Danilo PETRUCCI
ITA
Ioda
 
1:44.609
+2.312
20
19
Michael LAVERTY
ING
Paul Bird
 
1:45.337
+3.040
19
20
Claudio CORTI
ITA
Forward
 
1:45.513
+3.216
18
21
Hiroshi AOYAMA
JAP
Avintia
 
1:45.834
+3.537
19
22
Yonny HERNÁNDEZ
COL
Paul Bird
 
1:46.216
+3.919
9
23
Bryan STARING
AUS
Gresini Honda
 
1:46.577
+4.280
19
24
Lukas PESEK
TCH
Ioda
 
1:47.239
+4.942
17
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Condições do tempo
 
Pista Seca
 
ar: 28°C | pista: 49°C
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
VMR
Valentino ROSSI
ITA
Yamaha
 
1:42.297
166.3 km/h
REC
Dani PEDROSA
ESP
Honda
 
1:42.358
166.2 km/h
MV
Casey STONER
AUS
Ducati
 
1:41.186
168.1 km/h

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube