“Nada é impossível”, tentam falar rivais sobre bater Márquez em Austin. Mas Rossi é franco: “Ele é imbatível”

A MotoGP chegou novamente a Austin e, como de costume, já é esperado que Marc Márquez vença mais uma disputa em solo norte-americano. Na coletiva de imprensa, os adversários tentaram mostrar otimismo dizendo que pode não ser impossível bater o espanhol

Resultado de imagem para emoji microfonePaddockast #14: O melhor piloto de MotoGP de todos os tempos



A MotoGP desembarca em Austin no final de semana para disputar o GP das Américas. Durante a coletiva de imprensa desta quinta-feira (11), os pilotos comentaram como Marc Márquez tem claro domínio na pista norte-americana, mas ressaltaram que não é impossível bater o espanhol.
 
O titular da Honda tem um currículo impressionante nas pistas estadunidenses. Desde 2012, quando ainda corria na Moto2, venceu todas as provas realizadas no país, seja em Laguna Seca, Indianápolis ou na cidade texana.
Márquez no GP das Américas de 2018 (Foto: Michelin)

É por isso que muitos acreditam ser impossível superar o pentacampeão na terra do Tio Sam. Quando questionados na coletiva de imprensa, os adversários tentaram mostrar otimismo, apesar de reconhecerem o desafio. “Acho que pode ser muito, muito difícil, mas não impossível”, disse Andrea Dovizioso.
 

“Nada é impossível nas corridas de moto. Claro que ele tem uma boa velocidade aqui em Austin, mas acho que todos devem ir ao limite para tentar batê-lo”, seguiu com a opinião Álex Rins.
 
“Os números até o momento mostram que Márquez é imbatível, pois ele venceu sempre. Mas você sempre tenta melhorar e tentar ser forte para poder chegar na frente”, concluiu Valentino Rossi.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar