Pedrosa confirma desempenho e lidera dobradinha da Honda em Le Mans. Rossi é 3º, à frente de Lorenzo

Dani Pedrosa voltou a exibir um bom ritmo na segunda sessão livre desta sexta-feira (17) e fechou o dia com a melhor marca. Marc Márquez melhorou em seu último giro e ficou com o segundo posto, 0s004 à frente de Valentino Rossi

As imagens da sexta-feira no Mundial de Motovelocidade em Le Mans
Acompanhe a cobertura do GP da França no GRANDE PRÊMIO
Automobilismo na TV: a programação do fim de semana

A vitória em Jerez de la Frontera parece mesmo ter devolvido a confiança a Dani Pedrosa. Depois de liderar o primeiro treino do dia, o espanhol voltou para a pista na tarde desta sexta-feira (17) em Le Mans para mais uma vez exibir um ritmo forte e consistente. 
 
Aproveitando o bom desempenho da RC213V na França, o espanhol anotou 1min34s035 na melhor de suas 21 voltas e ficou com o melhor tempo da segunda sessão livre. Já com o cronometro zerado, Marc Márquez aproveitou seu último giro para registrar 1min34s169 e garantir o segundo lugar ao superar Valentino Rossi por 0s004.
Pedrosa voltou a exibir um bom ritmo nesta tarde em Le Mans (Foto: MotoGP)

Jorge Lorenzo se esforçou para baixar sua marca, mas, perdendo tempo nos últimos dois setores do circuito, não conseguiu nada além de 1min34s201. 0s166 mais lento que Pedrosa, o bicampeão ficou com o quarto lugar na folha de tempos. 

Stefan Bradl também exibiu um bom ritmo na tarde desta sexta-feira no circuito francês e garantiu a quinta posição, 0s264 atrás do líder. Cal Crutchlow não conseguiu ter um desempenho tão forte quanto seus colegas com as M1 oficiais e fez o sexto melhor registro.
 

As Ducati também não conseguiram exibir o mesmo desempenho da primeira sessão. Desta vez, Andrea Dovizioso foi o melhor classificado com o protótipo de Borgo Panigale e ficou com o sétimo tempo, uma posição à frente de Nicky Hayden, seu companheiro na esquadra vermelha.
 
Com 1min34s739, Álvaro Bautista garantiu o nono posto da tabela, à frente de Aleix Espargaró, que completa o top-10 e é o melhor entre os pilotos com motos CRT.
Saiba como foi o segundo treino da MotoGP em Le Mans:
 
A chuva que encerrou o treino da Moto3 cinco minutos mais cedo também afetou o início das atividades da MotoGP. Assim que o cronometro foi acionado, Hiroshi Aoyama foi para a pista sozinho para verificar as condições do asfalto. O nipônico logo ganhou a companhia de Randy De Puniet, que corre em casa neste fim de semana.
 
Na sequência, Márquez, Pedrosa e Iannone também deixaram a garagem para se juntar aos colegar no traçado francês. De Puniet liderava com 1min37s515, seguido por Dani e Aoyama. 
 
Márquez logo registrou 1min36s049 e assumiu a ponta. Lorenzo logo deixou o box da Yamaha e tomou a liderança da sessão ao anotar 1min34s304. Bradl vinha em terceiro.
 
Pedrosa baixou seu tempo de volta e se instalou no terceiro lugar, à frente de Bradl, Rossi, Crutchlow, Bautista. Barberá, Hayden e De Puniet. Não demorou, Márquez estabeleceu 1min34s286 como melhor marca da sessão, abrindo 0s018 para Lorenzo. 
Rossi mostrou bom ritmo no primeiro dia de treinos em Le Mans (Foto: MotoGP)
Perto da marca de 15 minutos para o fim, Lorenzo tomou a ponta ao anotar 1min34s201. Márquez vinha em segundo, 0s085 atrás do bicampeão. Pedrosa tinha o terceiro tempo, à frente de Bradl, Crutchlow d Rossi.
 
Na sequência, Dovizioso anotou 1min34s661 e assumiu o quarto posto, logo atrás de Márquez, que foi superado por Pedrosa. Com 1min34s155, Dani assumiu o comando da sessão. 
 
Faltando menos de dez minutos para o encerramento da sessão, Iannone sofreu uma queda na curva 14. O piloto deixou a pista visivelmente com dores.
 
Na sequência, Valentino anotou 1min34s455 e subiu para o quarto posto, 0s300 atrás de Pedrosa. No giro seguinte, o italiano anotou 1min34s173 e assumiu o segundo posto, apenas 0s018 atrás de Dani. O multicampeão abriu um novo giro, baixando as parciais de Le Mans o suficiente para ameaçar a liderança de Pedrosa. O piloto da Yamaha, entretanto, pegou tráfego e não conseguiu melhorar.
 
Com pouco menos de um minutos para a bandeira quadriculada, Pedrosa baixou seu tempo de volta para 1min34s079, abrindo 0s094 para Rossi. Lorenzo tentou melhorar sua marca, mas perdeu tempo no miolo e não conseguiu. Já com o cronometro zerado, Márquez e Jorge abriram boas voltas. O piloto da Yamaha não conseguiu melhorar, mas o novato da Honda pegou o segundo posto de Rossi.
 

MotoGP, GP da França, Le Mans, 2º Treino Livre:

 
1
Dani PEDROSA
ESP
Honda
 
1:34.035
 
21
2
Marc MÁRQUEZ
ESP
Honda
 
1:34.169
+0.134
18
3
Valentino ROSSI
ITA
Yamaha
 
1:34.173
+0.138
21
4
Jorge LORENZO
ESP
Yamaha
 
1:34.201
+0.166
16
5
Stefan BRADL
ALE
LCR Honda
 
1:34.299
+0.264
20
6
Cal CRUTCHLOW
ING
Tech3 Yamaha
 
1:34.512
+0.477
20
7
Andrea DOVIZIOSO
ITA
Ducati
 
1:34.578
+0.543
20
8
Nicky HAYDEN
EUA
Ducati
 
1:34.590
+0.555
20
9
Álvaro BAUTISTA
ESP
Gresini Honda
 
1:34.739
+0.704
19
10
Aleix ESPARGARÓ
ESP
Aspar
 
1:35.045
+1.010
18
11
Bradley SMITH
ING
Tech3 Yamaha
 
1:35.362
+1.327
19
12
Andrea IANNONE
ITA
Pramac Ducati
 
1:35.433
+1.398
13
13
Randy DE PUNIET
FRA
Aspar
 
1:35.447
+1.412
20
14
Michele PIRRO
ITA
Ducati
 
1:35.864
+1.829
17
15
Héctor BARBERÁ
ESP
Avintia
 
1:35.940
+1.905
16
16
Colin EDWARDS
EUA
Forward
 
1:36.449
+2.414
18
17
Claudio CORTI
ITA
Forward
 
1:36.643
+2.608
16
18
Karel ABRAHAM
TCH
AB
 
1:36.759
+2.724
18
19
Danilo PETRUCCI
ITA
Ioda
 
1:36.764
+2.729
20
20
Hiroshi AOYAMA
JAP
Avintia
 
1:36.821
+2.786
19
21
Yonny HERNÁNDEZ
COL
Paul Bird
 
1:37.104
+3.069
18
22
Bryan STARING
AUS
Gresini Honda
 
1:37.878
+3.843
18
23
Michael LAVERTY
ING
Paul Bird
 
1:38.023
+3.988
15
24
Lukas PESEK
TCH
Ioda
 
1:38.818
+4.783
15
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Condições do tempo
 
PISTA SECA
 
ar: 19°C | pista: 35ºC
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
MV
Dani PEDROSA
ESP
Honda
 
1:32.647
162.6 km/h
REC
Dani PEDROSA
ESP
Honda
 
1:33.617
160.9 km/h

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube