Pedrosa não descarta voltar a tempo do GP das Américas após queda na Argentina e cirurgia no punho direito

Dani Pedrosa passou por cirurgia no punho direito na última terça-feira (10), em Barcelona, e agora tenta se recuperar a tempo de participar do GP das Américas da MotoGP, já na próxima semana

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Dani Pedrosa sfreu queda no GP da Argentina da MotoGP no último domingo (8) e, na terça-feira seguinte, fez exames que detectaram lesão no punho direito. No mesmo dia, em Barcelona, o espanhol da Honda passou por cirurgia.

Agora, ele busca um 'milagre': tentar se recuperar para disputar o GP das Américas da categoria, já na próxima semana (corrida no dia 22 de abril).

A lesão foi no rádio, o maior dos ossos do punho, de acordo com a Honda. O local está imobilizado desde a intervenção cirúrgia feita no Instituto Catalão de Traumatologia e Medicina do Esporte.

Dani Pedrosa caiu no GP da Argentina e lesionou o punho (Foto: Twitter/MotoGP)

O próximo passo, segundo a equipe, é uma reavaliação do local em 48 horas – ou seja, já na próxima quinta-feira. A partir daí será iniciada a reabilitação e a tentativa de estar em possibilidade de participar da próxima etapa.

Caso não seja possível, a Honda deve optar por escalar Stefan bradl, seu piloto reserva, com Pedrosa voltando ao grid no GP da Espanha, dia 6 de maio.

”O IMPORTANTE NÃO É SÓ LEVAR DINHEIRO”

SETTE CÂMARA TRAÇA F1 COMO META E MIRA CARREIRA SÓLIDA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube