Pedrosa revela que foi rejeitado pela Honda como piloto de testes por conta de baixa estatura

Em entrevista ao jornal espanhol ‘Marca’, Dani Pedrosa revelou que foi rejeitado pela Honda para o posto de piloto de piloto de testes por conta de seu tamanho. Espanhol contou que presidente da HRC afirmou que suas indicações não dariam a direção de que Marc Márquez e Jorge Lorenzo vão precisar

Dani Pedrosa revelou que foi rejeitado pela Honda como piloto de testes por conta de seu tamanho. Depois de uma relação de 18 anos com a marca da asa dourada, o #26 assinou com a KTM.
 
Pedrosa viveu uma temporada 2018 bastante difícil e, mesmo com opções de seguir no grid, acabou optando pela aposentadoria. O espanhol, porém, não se afastará completamente da MotoGP, já que vai trabalhar com a fábrica austríaca. 
 
Entretanto, o início dos trabalhos com a fábrica de Mattighofen teve de ser adiado por conta de uma fratura na clavícula.
Dani Pedrosa revelou que Honda não o quis como piloto de testes por conta de tamanho (Foto: Divulgação/MotoGP)
Falando ao jornal espanhol ‘Marca’, Pedrosa explicou que sua saída da Honda não tem relação com ressentimentos, mas, sim, com as oportunidades que teve em mãos.
 
“As razões da minha mudança de equipe são outras”, disse Dani ao diário espanhol ‘Marca’. “A KTM me ofereceu um bom projeto e toda sua confiança, enquanto que o presidente da HRC, Yoshihige Nomura, me disse que ele não acreditava que meu físico fosse indicar a direção quer seria necessária para os pilotos atuais da equipe, Márquez e Lorenzo, que, fisicamente, são maiores do que eu”, revelou.
 
“Eles consideravam que para esta função, Stefan Bradl estava mais alinhado”, seguiu.
 
Na mesma entrevista, Pedrosa voltou a reconhecer a importância de Alberto Puig em sua carreira esportiva, mas evitou rebater as críticas feitas pelo chefe da Honda ao fim da temporada 2018.
 
“Em relação a Alberto Puig, ele foi uma parte vital da minha carreira esportiva, nunca vou negar. Todo mundo sabe e eu jamais tentei esconder isso”, comentou. “Mas, depois dos acontecimentos deste último ano, esse é um capítulo encerrado. Não há motivo para entrar em polêmicas estéreis”, concluiu.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube