Pedrosa segura dupla da Yamaha e anota melhor tempo no primeiro treino em Le Mans. Márquez é 7º

Dani Pedrosa conseguiu segurar Jorge Lorenzo e Valentino Rossi e ficou com a melhor marca na manhã desta sexta-feira (17). Ducati exibiu bom ritmo em Le Mans e Nicky Hayden ficou com o quarto posto da tabela de tempos

As imagens da sexta-feira no Mundial de Motovelocidade em Le Mans
Acompanhe a cobertura do GP da França no GRANDE PRÊMIO
Automobilismo na TV: a programação do fim de semana

Dani Pedrosa conseguiu segurar a dupla da Yamaha e garantir a melhor marca na primeira sessão de treinos livres para o GP da França de MotoGP. Em seu último giro pela pista de Le Mans, o espanhol registrou 1min34s645 como sua melhor marca nesta sexta-feira (17), conquistando o primeiro lugar da lista de tempos. 

Cientes da previsão de chuva para o sábado, os pilotos da classe rainha se apressaram em encontrar um bom acerto para as motos para tratar de logo garantir vaga no Q2, a fase decisiva do treino classificatório. Pelo novo formato, os dez mais rápidos no resultado combinado dos três primeiros treinos livres passam direto ao Q2. 
Pedrosa colocou Honda na frente das Yamaha em Le Mans (Foto: MotoGP)

Os pilotos com equipamento Yamaha começaram a sessão mostrando força, mas não demorou para que Pedrosa aparecesse para brigar pela ponta. Em seu último giro, Jorge Lorenzo ainda tentou destronar o rival da Honda, mas acabou perdendo tempo no miolo de Le Mans e ficou com a segunda marca. 

Valentino Rossi também imprimiu um ritmo forte na atividade e se mostrava em condições de brigar pelo primeiro posto, mas também perdeu tempo em sua última tentativa, assegurando o terceiro tempo, 0s293 atrás do líder.

A Ducati, por sua vez, também conseguiu exibir uma forma consistente. Mesmo longe de conseguir fazer frente à Honda e Yamaha em todos os circuitos, a moto de Borgo Panigale trabalhou bem em Le Mans, com Nicky Hayden garantindo a quarta posição na tabela de tempos. Andrea Dovizioso conseguiu acompanhar o ritmo de seu companheiro e ficou com o quinto tempo. 

Com uma M1 satélite, Cal Crutchlow anotou 1min35s149 e ficou com o sexto tempo, à frente de Marc Márquez, que foi 0s525 mais lento que seu companheiro de HRC. Álvaro Bautista registrou a oitava marca, seguido por Stefan Bradl. 
 
Héctor Barberá foi o melhor entre os pilotos que contam com equipamento CRT. O piloto da Avintia anotou 1min35s949 e ficou à frente de Aleix Espargaró por 0s134.
Saiba como foi o primeiro treino livre da MotoGP em Le Mans:
 
A chuva que começou pouco antes do início do treino da Moto3 não foi o bastante para molhar o asfalto de Le Mans. Assim, os pilotos da MotoGP logo puderam começar a trabalhar no acerto das motos.
 
A Yamaha começou a sessão domingo, primeiro com Lorenzo e depois com Crutchlow, que passou à frente do espanhol por uma diferença de 0s155. Hayden tinha o terceiro tempo, à frente de Rossi, Bradl e Márquez.
 
Lorenzo logo recuperou a ponta, com Bautista subindo para o segundo posto. Márquez vinha em terceiro, seguido por Crutchlow, Dovizioso, Hayden e Rossi. 
 
Com 1min35s749, Dovizioso assumiu a liderança, mas logo perdeu a ponta para Pedrosa, que foi seguido por Bradl. O piloto da LCR, aliás, baixou seu tempo de volta no giro seguinte, passando a comandar a atividade. Lorenzo vinha em quarto, à frente de Rossi. 
 
Dani respondeu de imediato e recuperou a ponta sendo 0s103 mais rápido que o piloto do time de Lucio Cecchinello. Pedrosa baixou sua marca na sequência e logo viu Márquez assumiu o segundo posto da tabela. Hayden vinha em quarto, seguido por Crutchlow, Dovizioso, Lorenzo, Rossi, Bautista e Barberá. 
 
Após uma rápida passagem pelos boxes da Yamaha, Lorenzo anotou 1min35s139 e assumiu a liderança da sessão. Marc também foi mais rápido e passou Pedrosa pelo segundo posto da tabela. 
 
Na sequência foi a vez de Pedrosa melhorar. O piloto da moto 26 anotou 1min34s681 e tomou a liderança da atividade com 0s414 de folga para Jorge. Márquez tinha o terceiro tempo. 
 
Com a previsão indicando chuva para os treinos de sábado, os pilotos se preocuparam em trabalhar bem no acerto das motos desde a primeira sessão para poderem garantir vaga direto no Q2, a fase decisiva do treino classificatório. 
 
De volta à pista após uma passagem pelos boxes da Yamaha, Rossi voltou para a pista, anotou 1min35s074 e assumiu o segundo posto da folha de tempos, 0s393 atrás de Pedrosa. Na sequência, o italiano saiu da pista na curva 6 e precisou dar meia volta para retornar ao traçado normal. 
 
Faltando pouco mais de três minutos para o fim, Bautista anotou a primeira melhor parcial da sessão, mas perdeu tempo nos trechos intermediários e conseguiu subir apenas para o sexto posto. 
 
Em seguida foi a vez de Lorenzo melhorar, subindo para a segunda posição com 1min35s0s46, 0s028 mais rápido que seu companheiro de Yamaha. Márquez vinha em quarto, à frente de Crutchlow e Dovizioso. 
 
Perto da bandeira quadriculada, Dovizioso abriu uma ótima volta, mas perdeu tempo no último setor e não conseguiu melhorar seu sexto posto na folha de tempos. 
 
Hayden então anotou as duas primeiras melhores parciais, e subiu para terceiro. Rossi também fez um bom giro e passou à frente de seu antigo companheiro de Ducati antes de abrir uma última volta na sessão. 
 
Em seu último giro, Lorenzo cravou 1min34s685 e assumiu o segundo posto. Ainda na pista, Pedrosa vinha baixando as parciais e anotou 1min34s654, garantindo a ponta da tabela. 
 
Valentino ainda abriu uma boa volta, mas não conseguiu manter o mesmo bom ritmo e ficou com a terceira marca.
 
MotoGP, GP da França, Le Mans, 1º Treino Livre:

 

1
Dani PEDROSA
ESP
Honda
 
1:34.645
 
19
2
Jorge LORENZO
ESP
Yamaha
 
1:34.685
+0.040
16
3
Valentino ROSSI
ITA
Yamaha
 
1:34.938
+0.293
22
4
Nicky HAYDEN
EUA
Ducati
 
1:34.972
+0.327
19
5
Andrea DOVIZIOSO
ITA
Ducati
 
1:35.072
+0.427
20
6
Cal CRUTCHLOW
ING
Tech3 Yamaha
 
1:35.149
+0.504
20
7
Marc MÁRQUEZ
ESP
Honda
 
1:35.170
+0.525
19
8
Álvaro BAUTISTA
ESP
Gresini Honda
 
1:35.285
+0.640
20
9
Stefan BRADL
ALE
LCR Honda
 
1:35.478
+0.833
20
10
Héctor BARBERÁ
ESP
Avintia
 
1:35.949
+1.304
21
11
Aleix ESPARGARÓ
ESP
Aspar
 
1:36.083
+1.438
18
12
Andrea IANNONE
ITA
Pramac Ducati
 
1:36.211
+1.566
18
13
Michele PIRRO
ITA
Ducati
 
1:36.607
+1.962
15
14
Randy DE PUNIET
FRA
Aspar
 
1:36.745
+2.100
20
15
Bradley SMITH
ING
Tech3 Yamaha
 
1:36.790
+2.145
21
16
Hiroshi AOYAMA
JAP
Avintia
 
1:36.872
+2.227
21
17
Claudio CORTI
ITA
Forward
 
1:37.325
+2.680
19
18
Colin EDWARDS
EUA
Forward
 
1:37.431
+2.786
17
19
Yonny HERNÁNDEZ
COL
Paul Bird
 
1:37.597
+2.952
20
20
Danilo PETRUCCI
ITA
Ioda
 
1:37.620
+2.975
20
21
Karel ABRAHAM
TCH
AB
 
1:38.209
+3.564
16
22
Bryan STARING
AUS
Gresini Honda
 
1:38.516
+3.871
17
23
Michael LAVERTY
ING
Paul Bird
 
1:39.325
+4.680
19
24
Lukas PESEK
TCH
Ioda
 
1:39.710
+5.065
16
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Condições do tempo
 
PISTA SECA
 
ar: 12°C | pista: 14ºC
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
MV
Dani PEDROSA
ESP
Honda
 
1:32.647
162.6 km/h
REC
Dani PEDROSA
ESP
Honda
 
1:33.617
160.9 km/h

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube