Pilotos apontam falta de segurança e criticam rodada dupla na “assustadora” Áustria

A Áustria vai receber duas corridas da MotoGP em 2021. O retrospecto recente de acidentes perigosos no Red Bull Ring, porém, preocupa os pilotos para as etapas desta temporada

Franco Morbidelli se acidentou enquanto praticava a troca de motos no fim do TL3 (Vídeo: MotoGP)

A pandemia de Covid-19 forçou o Mundial de Motovelocidade a fazer uma mudança no calendário. Saiu o GP da Finlândia, entrou o GP da Estíria, formando assim uma rodada dupla no Red Bull Ring, na Áustria. A pista, no entanto, não traz boas lembranças aos pilotos após os graves acidentes vistos em 2020.

No ano passado, três incidentes marcaram a passagem do Mundial pela Áustria, sendo dois na MotoGP. O principal deles foi um acidente envolvendo Johann Zarco e Franco Morbidelli. As motos dos dois pilotos se chocaram com a proteção de pneus e voltaram capotando para a pista, passando próximas de Maverick Viñales e Valentino Rossi. Ninguém se feriu com gravidade.

A segurança no Red Bull Ring foi debate entre pilotos e comissários após o acidente. Apesar da inclusão de novas proteções na área, a solicitada modificação nas curvas 2 e 3 para 2021 não foi iniciada. O tópico preocupa alguns pilotos para a rodada dupla que se aproxima.

Álex Rins foi um dos críticos da decisão da MotoGP (Foto: Suzuki)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

“Com certeza não é a melhor pista para nós, da Suzuki. E olhando para a segurança, falamos muito sobre a Áustria na última reunião. Conversamos sobre um possível traçado novo, para evitar a curva onde [Franco] Morbidelli e [Johann] Zarco sofreram acidente. E o que posso dizer? Prefiro outra pista do que essas duas corridas”, disse Álex Rins ao site The Race.

Aleix Espargaró, da Aprilia, compartilha o mesmo sentimento do compatriota e não mostrou muita empolgação com a escolha da organização do Mundial. “Sei que a Dorna está fazendo o melhor no campeonato com toda a situação da Covid, mas não gosto de duas corridas na mesma pista”, afirmou o espanhol.

Franco Morbidelli e Johann Zarco após o acidente no GP da Áustria (Foto: Divulgação/MotoGP)

“Na Áustria é ainda pior porque são retas com apenas três curvas. A coisa boa é que falamos sobre isso em todas as reuniões de segurança, mas infelizmente não teremos nenhuma mudança para 2021. As corridas em sequência sem alterações obviamente deixam os pilotos insatisfeitos”, pontuou.

Apesar do histórico domínio da Ducati na pista austríaca, Jack Miller foi mais um crítico da segunda etapa no Red Bull. “Eu prefiria ter seis semanas de folga no verão. É uma pista assustadora. Eu preferia que tivesse uma chicane entre as curvas um e três, algo para diminuir um pouco a velocidade”, declarou o australiano.

LEIA MAIS
⇝ Sorte sorri para Miller, que apazigua críticos e sai protagonista do GP do Espanha
⇝ Falta de segurança irrita pilotos e coloca futuro da MotoGP em Jerez em xeque
⇝ Red Bull Rookies Cup: a categoria de base de ouro do Mundial de Motovelocidade
⇝ Pol Espargaró escancara frustração após quatro GPs e se mostra perdido na Honda
⇝ Ducati consegue raro desempenho em Jerez e se permite sonhar com título em 2021
⇝ Lado a lado: as vitórias de Jack Miller na classe rainha do Mundial de Motovelocidade
⇝ Azar desprestigia Morbidelli em 2021. Mas Yamaha tem obrigação de corrigir futuro
⇝ KTM sofre com novos pneus e desmancha evolução obtida em 2020 após quatro etapas

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar