Pol Espargaró escapa de cirurgia após fratura na clavícula, mas está fora do GP da Áustria

Pol Espargaró recebeu a confirmação de que não vai poder correr o GP da Áustria deste final de semana. Após sofrer uma queda na Tchéquia, o espanhol sofreu uma fratura em sua clavícula. Apesar de ter escapado de uma possível cirurgia, precisa de repouso absoluto para se recuperar

Após suspeitas, chegou a confirmação de que Pol Espargaró não vai poder correr o GP da Áustria da MotoGP. Com uma fratura em sua clavícula esquerda causada pelo acidente que sofreu na Tchéquia, o espanhol não vai alinhar no grid em Spileberg.
 
O titular da KTM sofreu uma forte queda na curva 3 ainda no warm-up para a prova em Brno. Logo após o acidente foi levado ao centro médico para os primeiros exames e depois transferido para um hospital da região. Lá, confirmou-se a fratura, além de sentir muita dor na sua coluna.

Pol Espargaró está se recuperando bem do acidente (Foto: Reprodução/Instagram)

Depois, viajou para Barcelona, onde se realizaram alguns testes mais exaustivos, que determinou que os danos vertebrais, apesar de não serem graves, exigem um maior descanso. Os médicos ainda informaram que o piloto não terá que passar por procedimento cirúrgico, mas deve ficar de repouso absoluto até a prova em Silverstone, no final do mês.
 

O GP da Áustria marca a disputa caseira da KTM, que além de não poder contar com Pol Espargaró, também não vai ter a presença do competidor de testes Mika Kallio, também em recuperação de uma lesão.
 
“Pol passou por exames em Barcelona na manhã da segunda e o positivo é que não precisa de cirurgia para a clavícula, que é apenas uma fissura e não uma fratura completa. Também não viram outros danos em outros ossos nem na coluna vertebral. Quando a inflamação passar, serão realizados novos testes”, explicou Mike Leitner, chefe da KTM.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube