Por prisão do proprietário e problemas com patrocinadores, Forward anuncia que está fora do GP de Indianápolis

A Forward anunciou que vai ficar de fora da etapa de Indianápolis da MotoGP, programada para dia 9 de agosto, por conta da prisão de Giovanni Cuzari, proprietário da equipe. O dirigente foi detido na Suíça por suspeita de fraude fiscal e lavagem de dinheiro. A esquadra, entretanto, pretende voltar à competição no GP da República Tcheca

A Forward não vai correr em Indianápolis, na próxima etapa da temporada 2015 da MotoGP, devido à prisão do proprietário da equipe, Giovanni Cuzari. No início deste mês, o dirigente foi detido na Suíça por suspeita de fraude fiscal e lavagem de dinheiro. A investigação também aborda suspeita de patrocínios fictícios, ainda de acordo com a imprensa suíça.

Por meio de comunicado, a esquadra revelou que, apesar dos esforços para manter o time operando normalmente, alguns patrocinadores não efetuaram os pagamentos devidos em resposta à prisão de Cuzari e que, portanto, a situação pode não se resolver a tempo da etapa norte-americana, marcada para dia 9 de agosto.

"Infelizmente, a reação dos patrocinadores, a principal fonte de renda de uma equipe independente, foi imediata e resoluta", afirmou o comunicado. "Inevitavelmente, alguns cancelaram os contratos existentes e interromperam os pagamentos, criando mais problemas financeiros e que comprometem completamente a sobrevivência da equipe", completou.

Forward está fora da etapa de Indianápolis da MotoGP (Foto: Mirco Lazzari/Forward)

"As atividades nestes últimos dias estiveram focadas na reconstrução do relacionamento com os patrocinadores. A equipe também foi capaz de chegar a um consenso para recuperar a ajuda econômica vital para cobrir os custos das próximas corridas. Novos processos de cobrança e pagamentos foram ativados e novas modalidades operacionais foram acordadas com o Ministério Público de Lugano (na Suíça)", acrescentou a nota.

A Forward também entrou em acordo com a Associação das Equipes da MotoGP e vai se ausentar da etapa em Indianápolis no dia 9 de agosto, "com o objetivo de reunir todos os recursos necessários e organizar melhor as próximas viagens. Ainda assim, a intenção é voltar em Brno, na República Tcheca, na semana seguinte".

A decisão vai afetar a operação da esquadra também na Moto2. Portanto, Stefan Bradl, que já havia ficado ausente da etapa na Alemanha devido a uma lesão, Loris Baz, além de Simone Corsi e Lorenzo Baldassarri, ambos da classe intermediária, estão fora da corrida em Indy.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube