MotoGP

Quartararo bate Viñales e comanda TL1 marcado por quedas de Lorenzo e Petrucci em Assen

Fabio Quartararo aproveitou o cronômetro zerado para cravar 1min33s909 e assegurar a liderança do primeiro treino livre da MotoGP ao bater Maverick Viñales por 0s077 nesta sexta-feira (28). 0s260 mais lento, Danilo Petrucci superou uma forte queda para ficar em terceiro. Jorge Lorenzo também sofreu uma queda forte

Grande Prêmio / JULIANA TESSER, de São Paulo
Fabio Quartararo mostrou que a boa fase veio mesmo para ficar. Vindo de um pódio na Catalunha, o piloto da SIC aproveitou a penúltima de suas 22 voltas nesta manhã de sexta-feira (28) para assegurar a liderança do primeiro treino livre da MotoGP em Assen.
 
Em uma manhã nublada na Holanda, Maverick Viñales passou a maior parte dos 45 minutos da atividade no topo da tabela, mas, nos minutos finais, assistiu ao crescimento de Fabio, que chegou a 1min33s909 em 21ª volta para tomar a liderança por 0s077.
 
0s260 mais lento que o líder, Danilo Petrucci deixou para trás uma forte queda ainda na primeira parte da atividade para assegurar o terceiro posto, à frente de Álex Rins.
Fabio Quartararo (Foto: Michelin)
Takaaki Nakagami também foi ao chão no início da sessão, mas assegurou o quinto tempo, à frente de Marc Márquez. O líder do Mundial teve uma manhã discreta e ficou a 0s613 do ponteiro.
 
Cal Crutchlow cravou 1min34s589 e arrematou a sétima colocação, seguido por Karel Abraham, Pol Espargaró e Jack Miller.

Valentino Rossi também fez uma sessão discreta depois de adiar a entrada na pista por conta de um problema de sensor, mas aproveitou a última de suas 19 voltas para saltar para 12º, 0s837 atrás de Quartararo.
 
Andrea Dovizioso andou mais à frente, mas acabou em 13º, à frente de Aleix Espargaró, que, ainda lesionado, sofreu uma queda em meados da sessão.
 
Falando em tombo, Jorge Lorenzo sofreu um forte nesta manhã. Estreando novidades desenvolvidas pela Honda, o #99 foi levado ao centro médico de Assen após uma série de piruetas na brita holandesa.
 
O GP da Holanda de MotoGP está marcado para o domingo, às 9h (de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO.

Paddockast #23
Lágimas em Le Mans



Saiba como foi o treino livre 1 do GP da Holanda de MotoGP:
 
Com o céu repleto de nuvens, o dia não começou lá muito bonito em Assen. Na hora do primeiro treino da MotoGP, os termômetros marcavam 16°C, como o asfalto chegando a 23°C. A velocidade do vento era de 8 km/h.
 
Com 1min36s891, Álex Rins abriu o fim de semana na Holanda na liderança da MotoGP, 0s544 melhor que Marc Márquez, o segundo colocado. Franco Morbidelli vinha em terceiro, seguido por Maverick Viñales e Danilo Petrucci.
 
Ainda nos primeiros minutos da sessão, Takaaki Nakagami sofreu uma queda na curva 8, mas escapou de lesões e deixou a pista correndo.
 
Enquanto isso, Márquez, que tinha um par de pneus macios na RC213V, foi a 1min35s327 e assumiu a ponta, 0s688 melhor que Cal Crutchlow, o segundo colocado. Pouco depois, Andrea Iannone, Viñales e Aleix Espargaró passaram o #35, se instalando atrás de Marc.
 
Em sua quinta volta nesta manhã, Viñales, que tinha um pneu macio na frente e um médio atrás, foi a 1min35s323 e assumiu a liderança, só 0s004 melhor que Márquez. Iannone caiu para terceiro, com Pol Espargaró aparecendo para colocar a KTM na quarta colocação. 
 
Márquez, então, respondeu com 1min34s682 e reassumiu a ponta, agora com 0s028 de margem para Crutchlow, que avançou para o segundo lugar. Viñales caiu para terceiro, seguido por Aleix, Andrea Dovizioso, Iannone, Jack Miller, Fabio Quartararo, Karel Abraham e Johann Zarco. Valentino Rossi ainda não tinha marcado tempo com mais de dez minutos de sessão.
 
Com 15 minutos de sessão, Danilo Petrucci deu um belo susto ao aparecer estirado na brita da curva 14. Ejetado da Desmosedici, o italiano permaneceu de bruços por alguns segundos, mas levantou e deixou a pista de carona apenas do forte impacto que sofreu no acidente.
Danilo Petrucci sofreu uma queda violenta no TL1 em Assen (Foto: Reprodução)
Com a maioria dos pilotos parados nos boxes, Viñales aproveitou para cravar 1min34s477 e recuperar o comando, abrindo 0s045 de margem para Márquez. Crutchlow era terceiro, seguido por Aleix e Dovizioso.
 
Rins, então, começou a avançar na tabela. Em sua décima volta, o #42 cravou 1min34s423 e assumiu o segundo posto, baixando para 0s011 a margem de Viñales na ponta da tabela.
 
Enquanto isso, Aleix Espargaró, que ainda se recupera de uma fratura no fêmur, caiu na curva 5. O catalão deixou a pista amparado pelos médicos, mas caminhando sozinho. 
 
De volta à pista, Petrucci aproveitou o vácuo de Dovizioso para saltar para a sétima colocação, 0s437 mais lento que Viñales, que tinha acabado de baixar a melhor marca da sessão para 1min34s325.
 
Rossi, que deixou os boxes da Yamaha tarde por conta de um problema num sensor na roda dianteira da YZR-M1, vinha em uma sessão para lá de apagada. Com 12 voltas completadas, o #46 tinha apenas o 20º tempo, 1s814 mais lento que o companheiro de equipe.

Ainda na liderança, Maverick conseguiu uma nova melhora em sua 20ª volta nesta manhã, chegando a 1min33s986, 0s437 melhor que Rins, o segundo colocado. Nakagami vinha agora em terceiro, à frente de Márquez, Crutchlow, Miller, Dovizioso, Petrucci, Iannone e Aleix.
 
Restando pouco mais de cinco minutos para o fim, Jorge Lorenzo caiu na curva 7 de Assen. O #99, que neste fim de semana estreia uma série de atualizações desenvolvidas pela Honda, deu uma sequência de piruetas na brita holandesa e deixou a pista visivelmente dolorido. O espanhol de Palma de Maiorca se sentou próximo à proteção de pneus e recebeu os cuidados da equipe médica local.
Jorge Lorenzo caiu no TL1 em Assen (Foto: Reprodução)
Enquanto isso, Quartararo saltou para o segundo posto, 0s411 mais lento que Viñales. Dois giros depois, Fabio foi a 1min33s909 para tomar a ponta de Maverick por 0s077.
 
Já com o cronômetro travado, Petrucci cravou 1min34s169 e saltou para a terceira colocação, 0s260 mais lento que o líder. Mais atrás, Rossi avançou para 12º.

MotoGP 2019, GP da Holanda, Assen, treino livre 1:

1 F QUARTARARO SIC Yamaha 1:33.909  
2 M VIÑALES Yamaha 1:33.986 +0.077
3 D PETRUCCI Ducati 1:34.169 +0.260
4 A RINS Suzuki 1:34.423 +0.514
5 T NAKAGAMI LCR Honda 1:34.441 +0.532
6 M MÁRQUEZ Honda 1:34.522 +0.613
7 C CRUTCHLOW LCR Honda 1:34.589 +0.680
8 K ABRAHAM Avintia Ducati 1:34.596 +0.687
9 P ESPARGARÓ KTM 1:34.659 +0.750
10 J MILLER Pramac Ducati 1:34.674 +0.765
11 A IANNONE Aprilia Gresini 1:34.698 +0.789
12 V ROSSI Yamaha 1:34.746 +0.837
13 A DOVIZIOSO Ducati 1:34.756 +0.847
14 A ESPARGARÓ Aprilia Gresini 1:34.921 +1.012
15 T RABAT Avintia Ducati 1:34.988 +1.079
16 J MIR Suzuki 1:35.134 +1.225
17 F MORBIDELLI SIC Yamaha 1:35.500 +1.591
18 J LORENZO Honda 1:35.661 +1.752
19 J ZARCO KTM 1:35.759 +1.850
20 M OLIVEIRA Tech3 KTM 1:35.769 +1.860
21 F BAGNAIA Pramac Ducati 1:36.168 +2.259
22 H SYAHRIN Tech3 KTM 1:36.321 +2.412
         
REC V ROSSI Yamaha 1:32.627 176.5  km/h
MV F QUARTARARO SIC Yamaha 1:33.909 174.1 km/h
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.