Quartararo bate Viñales e puxa 1-2-3 da Yamaha no grid da Malásia. Márquez cai e é 11º

Fabio Quartararo aproveitou a última de suas sete voltas para cravar 1min58s303 e tomar a pole-position de Maverick Viñales por 0s103. Mias 0s026 atrás, Franco Morbidelli completa uma primeira fila dominada pela Yamaha. Marc Márquez sofreu uma queda feia e vai largar apenas em 11º

A MotoGP teve uma classificação daquelas em Sepang. Na tarde deste sábado (2), a Yamaha confirmou o favoritismo, e Fabio Quartararo fez a festa da SIC em casa ao conquistar a pole na última de suas sete voltas no Q2 desta tarde.
 
Confirmando o que foi visto nos treinos até aqui, a Yamaha se pôs forte ao longo de toda a sessão, mas a definição veio apenas nos instantes finais. Pouco antes da bandeirada, Franco Morbidelli tomou a ponta, mas foi superado por Maverick Viñales por 0s026 pouco depois.
 
Em volta, Quartararo não aliviou e tomou a posição de honra do #12 por uma diferença de 0s103. Assim, Morbidelli foi empurrado para a terceira posição para fechar uma primeira fila dominada pela YZR-M1.
Fabio Quartararo (Foto: SIC)
0s422 mais lento do que Quartararo, Jack Miller vai abrir a segunda fila do grid, seguido por Cal Crutchlow. Valentino Rossi ficou com o sexto posto.
 
Com 1min59s090, Álex Rins colocou a Suzuki no sétimo posto, seguido por Danilo Petrucci. Depois de conquistar vaga direto no Q2, Johann Zarco aparece como a segunda Honda do grid, em nono lugar. Andrea Dovizioso completa o top-10.
 
Campeão antecipado, Marc Márquez teve um sábado doloroso. O #93 tentou tudo que pode para seguir Quartararo, que não conseguiu se livrar da sombra do espanhol. Em sua sexta volta, porém, o piloto da Honda sofreu uma queda fortíssima na curva 2 e não conseguiu voltar para a pista. Assim, o irmão de Álex larga só em 11º, à frente de Francesco Bagnaia.
Depois de uma intensa briga pelas últimas duas vagas no Q2, Joan Mir acabou barrado na fase inicial da classificação por só 0s038 e, assim, vai largar só em 13º, à frente de Aleix e Pol Espargaró. Karal Abraham sai em 16º, seguido por Andrea Iannone.
 
Na esteira de uma queda no TL4, Jorge Lorenzo fez uma sessão apagada e, com 2min00s478, vai largar apenas em 18º, à frente só de Mika Kallio e Hafizh Syahrin.
 

O GP da Malásia de MotoGP está marcado para o domingo, às 4h (de Brasília). Acompanhe aqui a cobertura do GRANDE PRÊMIO.

Paddockast #40
QUEM VOCÊ ENTREVISTARIA NO GP DO BRASIL?

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Morbidelli mostra força da Yamaha e lidera quarto treino na Malásia

No início do quarto treino livre, uma leve chuva caia em Sepang. Com isso, as temperaturas caíram ligeiramente, com o termômetro apontando 28ºC e o asfalto chegando a 39ºC. O vento soprava a 3 km/h.
 
A bandeira verde autorizou os pilotos a deixarem os boxes para os últimos trinta minutos de treino livre antes da classificação. Não demorou para que os primeiros competidores logo fossem para o traçado.
 
Com uma pista já bastante úmida, Morbidelli foi o primeiro nome que figurou na ponta da tabela com 2min02s535. Bagnaia, Miller, Petrucci e Lorenzo completavam os cinco primeiros do início do ensaio.
 
A medida que o tempo ia correndo em Sepang, as coisas iam mudando. O #9 da Ducati tratou de se colocar na ponta ao fazer 2min01s124, uma diferença mínima de 0s005 para o adversário da SIC.
 
Com pouco menos de metade de treino já completado, a ordem na pista era Márquez com 2min00s520, Petrucci, Bagnaia, Morbidelli, Miller, Quartararo, Dovizioso, Rossi, Rins e Syahrin fechando o top-10.
O titular da Honda tratava cada vez mais de baixar seu tempo, sustentando 1min59s980 com 13 minutos para o fim. Dovizioso, Morbidelli, Petrucci e Miller eram os demais nomes que fechavam o top-5.

Faltando oito minutos para a bandeira quadriculada, os pilotos começaram a ir para os boxes. Márquez seguia puxando o pelotão, com Andrea, Franco, Danilo, Mil, Miller, Viñales, Rossi, Bagnaia e Pol Espargaró fechando o top-10.

Mas na reta final, voltou a repetir o que tem sido visto durante todo o final de semana malaio. Quartararo tratou de virar 1min59s973 e bateu Márquez por míseros 0s007 para assumir a ponta do treino.

Os instantes finais da atividade em Sepang ainda reservaram dois tombos. Um de Francesco Bagnaia na curva 5, e outro de Jorge Lorenzo, que acabou parando na caixa de brita da curva 1. Os pilotos nada sofreram.
 

Com o encerramento da sessão, Morbidelli foi quem ficou com o primeiro posto, seguido por Rossi, Dovizioso, Quartararo, Márquez, Viñales, Mir, Petrucci, Miller e Bagnaia completando o top-10.
Crutchlow aparece no fim e se junta a Petrucci para garantir vaga no Q2

Mir, Crutchlow, Aleix Espargaró, Petrucci, Abraham, Pol Espargaró, Lorenzo, Kallio e Syahrin eram os pilotos que já voltariam ao traçado para brigar pelas duas últimas vagas para o Q2 da classificação.
 

Na escolha dos pneus, a maior parte do pelotão optou pelo traseiro macio, com exceção de Aleix e Kallio, que foram de médio. No pneu dianteiro, Mir, Abraham e Lorenzo optaram pela borracha macia, Syahrin pela macia de chuva e o restante pela média.
 
Com os primeiros tempos anotados na folha, Petrucci e Mir garantiam o avanço para a fase final da classificação com 1min59s606 e 1min59s715, respectivamente.
 
Atrás da dupla mais veloz do momento, as posições do grid que ia se formando eram Crutchlow, Aleix, Pol, Abraham, Lorenzo, Iannone, Kallio e Syahrin.
 

Bandeira quadriculada na Malásia e de forma totalmente impressionante, com o cronômetro zerado, Crutchlow saltou para o primeiro posto, passando para o Q2 junto com Petrucci. Enquanto isso, Mir, Aleix, Pol, Krel, Iannone, Lorenzo, Kallio e Syahrin já haviam definido seus postos.

A dupla então se juntou a Quartararo, Morbidelli, Rossi, Viñales, Márquez, Dovizioso, Rins, Zarco, Bagnaia e Miller para brigar pela posição de honra e definir as posições finais do grid de largada.
 
Na escolha dos pneus, a maior parte dos competidores optou pelo macio traseiro, só com Crutchlow e Viñales indo de médio. No dianteiro, a borracha escolhida pela maioria foi a média, com Dovizioso e Miller indo de macia.
 
A Yamaha seguia mostrando sua força no circuito malaio. Rossi anotou o melhor tempo para ficar provisoriamente na pole, seguido por Quartararo e Morbidelli. Rins e Miller completavam o top-5 do momento.
 
No segundo giro rápido do pelotão, as coisas seguiram mudando na Malásia. A SIC seguia dominando a ponta como fez durante todo o final de semana, com Fabio e Franco nos dois primeiros postos.
 
Mas os companheiros logo trataram de serem superados por Viñales, que cravou 1min58s676 para tomar para si a pole provisória. Crutchlow, Márquez, Miller, Rossi, Petrucci, Rins, Dovizioso, Zarco e Bagnaia fechavam o restante do grid.

Com seis minutos para a bandeira quadriculada, todo o pelotão estava nos boxes para a parada programada antes da reta final da classificação. O titular da Yamaha sustentava 0s087 de vantagem para o #20.
 

Enquanto isso, a transmissão mostrava um grande susto vivido por Quartararo. Quando estava na curva 15, acelerando a mais de 310 km/h, o francês acabou balançando em cima da moto, mas evitando a queda.

Nos últimos minutos, a maioria dos pilotos foi de pneu macio traseiro novo, com Morbidelli escolhendo médio. No dianteiro, a maior parte escolheu médio usado, com Dovizioso e Miller indo de macio.
 

Então, uma grande reviravolta foi vista na sessão. Com pouco mais de dois minutos para a bandeira quadriculada, Márquez sofreu uma forte queda na curva 2 após um highside quando estava no quinto posto. Apesar do acidente, saiu andando do traçado.
Mas a briga pela pole-position continuava animada em Sepang. Os representantes da Yamaha viviam trocando de posições na ponta, com Maverick tomando a ponta com a bandeira quadriculada ao fazer 1min58s406.
 
Mas com o cronômetro zerado, Quartararo fez uma volta voadora de 1min58s303 para quebrar o recorde da pista e ficar com a pole. Viñales e Morbidelli completam a primeira fila totalmente da Yamaha.Miller, Crutchlow, Rossi, Rins, Petrucci, Zarco, Dovizioso, Márquez e Bagnaia completam o grid.

MotoGP 2019, GP da Malásia, Sepang, Grid de largada:
1 F QUARTARARO SIC Yamaha 1:58.303  
2 M VIÑALES Yamaha 1:58.406 +0.103
3 F MORBIDELLI SIC Yamaha 1:58.432 +0.129
4 J MILLER Pramac Ducati 1:58.725 +0.422
5 C CRUTCHLOW LCR Honda 1:58.951 +0.648
6 V ROSSI Yamaha 1:59.000 +0.697
7 A RINS Suzuki 1:59.090 +0.787
8 D PETRUCCI Ducati 1:59.097 +0.794
9 J ZARCO LCR Honda 1:59.139 +0.836
10 A DOVIZIOSO Ducati 1:59.173 +0.870
11 M MÁRQUEZ Honda 1:59.178 +0.875
12 F BAGNAIA Pramac Ducati 1:59.640 +1.337
13 J MIR Suzuki 1:59.374 +1.071
14 A ESPARGARÓ Aprilia Gresini 1:59.435 +1.132
15 P ESPARGARÓ KTM 1:59.812 +1.509
16 K ABRAHAM Avintia Ducati 2:00.072 +1.769
17 A IANNONE Aprilia Gresini 2:00.205 +1.902
18 J LORENZO Honda 2:00.478 +2.175
19 M KALLIO KTM 2:00.644 +2.341
20 H SYAHRIN Tech3 KTM 2:01.045 +2.742
         
MV J LORENZO Yamaha 2:00.606 165.4  km/h
REC F QUARTARARO SIC Yamaha 1:58.303 168.6 km/h
         
  Condições do tempo PISTA SECA   ar: 26ºC | pista: 35ºC

SEPANG WEATHER
!function(d,s,id){var js,fjs=d.getElementsByTagName(s)[0];if(!d.getElementById(id)){js=d.createElement(s);js.id=id;js.src=’https://weatherwidget.io/js/widget.min.js’;fjs.parentNode.insertBefore(js,fjs);}}(document,’script’,’weatherwidget-io-js’);

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube