Quartararo bate Viñales por só 0s044 e lidera TL3 na Catalunha. Dovizioso é 13º

Na última volta, o francês da SRT destronou o piloto da Yamaha ao cravar 1min39s418. Miguel Oliveira colocou a KTM no terceiro posto, enquanto Andrea Dovizioso terá de passar pelo Q1

A terceira sessão de treinos livres para o GP da Catalunha terminou com um embate da Yamaha. Na volta final na manhã deste sábado (26), Fabio Quartararo acertou as duas últimas parciais do traçado localizado em Montmeló para bater Maverick Viñales por só 0s044.

Com a melhor de suas 18 voltas em 1min39s418, o francês de Nice ficou com o melhor tempo do fim de semana, ligeiramente melhor que Viñales. Mais 0s045 atrás, Miguel Oliveira colocou a Tech3 na terceira colocação.

Fabio Quartararo foi o mais rápido no TL3 (Foto: SRT)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Melhor Ducati, Danilo Petrucci fez o quarto tempo, 0s007 melhor que Johann Zarco, o quinto. Pol Espargaró aparece em sexto, à frente de Franco Morbidelli. Valentino Rossi chegou a avançar mais, mas teve a volta cancelada por exceder os limites da pista e acabou em oitavo.

Brad Binder foi 0s423 mais lento que Quartararo e ficou com o nono tempo, 0s021 melhor que Joan Mir, o décimo. Por só 0s035, Francesco Bagnaia acabou fora da lista dos dez mais rápidos e foi o 11º.

Líder do Mundial, Andrea Dovizioso fez a melhor de suas 20 voltas em 1min39s963 em 0s545 mais lento que o líder, ficou só em 13º. Assim, terá de passar pelo Q1 para tentar uma das últimas duas vagas na fase final da classificação.

GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do GP da Catalunha, nona etapa do Mundial de Motovelocidade 2020.

Saiba como foi o treino livre 3 da MotoGP na Catalunha:

Exatamente como aconteceu na sexta-feira, o sábado começou com sol em Montmeló, mas as temperaturas estavam ainda mais baixas. Quando o relógio passar a contar os 45 minutos do TL3, os termômetros mediam 13°C, com o asfalto chegando aos 14°C. A velocidade do vento era de 8 km/h.

Danilo Petrucci abriu a sessão no topo da tabela e logo emendou outra volta rápida para manter a posição, chegando a 1min40s783. Quartararo vinha em segundo, à frente de Viñales e Bradley Smith.

Viñales, então, foi a 1min40s619 e tomou a liderança por 0s164 de diferença para o piloto da Ducati, com Binder aparecendo logo depois para ocupar o segundo posto, 0s010 melhor que Danilo.

A liderança de Maverick, contudo, foi breve, já que Quartararo virou 0s143 melhor para assumiu a ponta de um top-10 formado ainda por Binder, Petrucci, Nakagami, Crutchlow, Rins, Smith, Rossi e Pol Espargaró.

Ainda no início da sessão, Mir e Viñales tiveram um desentendimento na curva 9. O piloto da Yamaha se desculpou por atrapalhar, mas encontrou o representante da Suzuki bastante irritado. Maverick, aliás, tinha escapado da pista pouco antes, na curva 4.

Quartararo conseguiu outro bom giro para chegar em 1min40s359 e conservar a liderança, agora com 0s218 de margem para Mir. Viñales caiu para terceiro, com Pol Espargaró subindo para quarto, à frente de Binder e Petrucci.

Antes de parar nos boxes da Yamaha, Viñales retomou o segundo lugar, 0s086 mais lento que Quartararo. Mais atrás, Morbidelli assumiu o sexto posto, 0s397 atrás do companheiro de SRT Yamaha.

Restando pouco mais de 20 minutos para o fim da atividade, Iker Lecuona perdeu a frente da KTM da Tech3 na curva 2 e caiu. O espanhol não se feriu com seriedade, mas ficou claramente irritado com o incidente.

Minutos depois, Aleix Espargaró caiu na curva 5. O catalão ficou alguns instantes na brita, impactado pelo susto, já que a queda veio sem aviso. A temperatura tem sido uma rival importante neste fim de semana.

Logo em seguida, Quartararo, com um par de macios novos, baixou para 1min39s768 e manter a ponta e abrir 0s677 de margem para Viñales. Já era a melhor volta do fim de semana.

Nakagami, então, apertou o passo e assumiu o segundo posto, 0s277 atrás de Fabio. Viñales caiu para terceiro, à frente de Binder, que também foi mais rápido. Mir vinha em quinto, com Álex Márquez subindo para a sexta colocação.

Pol Espargaró também pegou a rota da melhora e avançou para o segundo lugar, apenas 0s066 mais lento que Quartararo. Márquez também foi mais veloz e agora tinha o quarto posto.

Com pneus macios novos, o catalão da KTM insistiu em um novo giro e chegou a 1min39s756 para assumir a ponta. Pol fez a volta usando Mir como referência. O piloto da Suzuki, por sua vez, subiu para terceiro, à frente de Nakagami, Petrucci, Álex Márquez e Dovizioso, que tinha acabado de melhorar.

Quem também conseguiu melhorar foi Cal Crutchlow. Mesmo um tanto machucado, o britânico avançou para o sexto lugar, 0s315 atrás do líder.

Bagnaia avançou na tabela e agora aparecia como a melhor Ducati, em quarto, 0s022 melhor que Miller, o quinto. Oliveira também tinha melhorado e agora vinha em sexto.

Viñales, então, virou 1min39s687 e assumiu a ponta, 0s069 melhor que Pol. Logo em seguida, Rossi avançou para a quarta colocação, 0s149 mais lento que o parceiro de Yamaha.

Maverick manteve o bom ritmo para chegar em 1min39s462, 0s294 melhor que Pol. Quartararo era o terceiro, com Rossi e Mir aparecendo em seguida.

Com seis minutos para o fim, Nakagami caiu na curva 2, mas apesar das piruetas na brita, escapou sem maiores lesões. Pouco depois, foi Crutchlow quem caiu, agora na curva 5.

Ainda buscando uma vaga direto no Q2, Dovizioso cavou 1min40s102 e avançou para a 11ª colocação. 0s640 mais lento que Viñales.

Pouco antes de o cronômetro zerar, Zarco saltou para o quarto posto, 0s331 mais lento que o líder. Pouco depois, já com a bandeira quadriculada tremulando, Morbidelli subiu para a quarta posição, com Johann melhorando para o terceiro posto.

Oliveira, então, saltou para terceiro, com Quartararo virando o jogo para cima de Viñales ao passar 0s044 melhor.

LEIA TAMBÉM
Com Dovizioso, MotoGP tem menor pontuação na liderança após sete etapas em 35 anos

MotoGP 2020, GP da Catalunha, Barcelona, treino livre 3

1F QUARTARAROSRT Yamaha1:39.418 
2M VIÑALESYamaha1:39.462+0.044
3M OLIVEIRATech3 KTM1:39.507+0.089
4D PETRUCCIDucati1:39.702+0.284
5J ZARCOAvintia Ducati1:39.709+0.291
6P ESPARGARÓKTM1:39.756+0.338
7F MORBIDELLISRT Yamaha1:39.774+0.356
8V ROSSIYamaha1:39.836+0.418
9B BINDERKTM1:39.841+0.423
10J MIRSuzuki1:39.862+0.444
11F BAGNAIAPramac Ducati1:39.897+0.479
12J MILLERPramac Ducati1:39.919+0.501
13A DOVIZIOSODucati1:39.963+0.545
14A RINSSuzuki1:40.016+0.598
15T NAKAGAMILCR Honda1:40.023+0.605
16C CRUTCHLOWLCR Honda1:40.071+0.653
17A ESPARGARÓAprilia Gresini1:40.133+0.715
18B SMITHAprilia Gresini1:40.226+0.821
19A MÁRQUEZHonda1:40.283+0.865
20T RABATAvintia Ducati1:40.341+0.923
21S BRADLHonda1:40.898+1.480
22I LECUONATech3 KTM1:40.977+1.559

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube