Quartararo comanda treino 3 de muitas quedas na França. Oliveira põe KTM em 2º

O piloto da SRT Yamaha passou quase que o treino todo se revezando com o companheiro de equipe no topo da tabela de tempos, mas levou a melhor com 1min32s319. Nos instantes finais da sessão, o português da Tech3 separou os parceiros na equipe malaia

Fabio Quartararo aproveitou a melhora nas condições climáticas para mostrar força em casa. Depois de encarar o primeiro dia em Le Mans com cautela, o francês aproveitou o céu claro e, mesmo no frio de 10°, esquentou o terceiro treino para o GP da França na manhã deste sábado (10).

Com a melhor de suas 21 voltas em 1min32s319, Quartararo assegurou a ponta com 0s130 de margem para Miguel Oliveira, que apareceu no final para separar o francês de Franco Morbidelli. O duo da SRT Yamaha brigou pela liderança praticamente por todos os 45 minutos da atividade.

Fabio Quartararo, MotoGP 2020, GP da França, Treino
Fabio Quartararo foi o mais rápido nesta manhã (Foto: SRT)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Jack Miller sofreu uma queda nos minutos finais deste TL3, mas acabou em quarto, à frente de Maverick Viñales. Ainda lesionado, Cal Crutchlow conseguiu o sexto posto, seguido por Johann Zarco.

Valentino Rossi também se acidentou no final, mas acabou em oitavo, com Pol Espargaró e Andrea Dovizioso fechando o top-10. Brad Binder ainda tentou garantir vaga direto na fase final da classificação, mas foi empurrado para o Q1 por só 0s053.

Quem também terá de passar pela fase inicial do treino que define o grid é Joan Mir. O vice-líder do Mundial foi 12º na sessão, com Álex Rins em 14º. Os dois pilotos da Suzuki também caíram no treino matinal em Le Mans.

GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do GP da França, décima etapa do Mundial de Motovelocidade 2020.

Saiba com foi o treino livre 3 da MotoGP em Le Mans:

Depois de um primeiro dia de chuva, a MotoGP encontrou céu azul em Le Mans para os treinos de sábado. O frio, porém, seguia, com os termômetros marcando 10°C antes do início da atividade desta manhã. A velocidade do vento também era baixa, medida em 2 km/h.

Quartararo abriu a sessão no topo da tabela, já 0s970 melhor que Morbidelli. Franco, porém, respondeu de imediato e virou 0s338 mais rápido que o companheiro de SRT para retomar a ponta, onde ficou apenas por alguns segundos, uma vez que o líder do Mundial virou 0s632 melhor. Viñales e Rossi agora apareciam para compor um top-4 totalmente dominado pela Yamaha.

Ainda nos primeiros minutos da sessão, Álex Rins sofreu uma queda na curva 3. O piloto da Suzuki escapou de lesões maiores, mas a GSX-RR vai precisar da atenção dos mecânicos.

Quartararo baixou para 1min33s400 para manter a ponta, com Franco sustentando o segundo posto, apenas 0s051 atrás. Pol Espargaró agora tinha a terceira colocação, seguido por Álex Márquez, Danilo Petrucci, Cal Crutchlow, Jack Miller, Andrea Dovizioso, Rossi e Johann Zarco.

Novato na MotoGP, o caçula dos Márquez sofreu um revés ainda no início da sessão: uma queda na curva 3. O irmão de Marc, contudo, escapou de ferimentos maiores e retornou aos boxes de carona com o mentor Emilio Alzamora.

Morbidelli, então, baixou para 1min33s279 e assumiu a ponta, superando Quartararo por 0s022. O troco francês, no entanto, foi imediato, com o líder do Mundial retomando o comando ao bater o ítalo-brasileiro por 0s071. Viñales também avançou e era agora o terceiro.

Rodando com um par de slicks macios, Quartararo melhorou ainda mais na volta seguinte, aumentando para 0s265 a margem em relação a Morbidelli. Viñales fvinha 0s484 atrás do piloto de Nice.

Na décima volta nesta manhã, Dovizioso dividiu a dupla da SRT. Com 1min33s143, o experiente italiano avançou para a segunda colocação, 0s169 mais lento que Quartararo.

Quem também melhorou foi Danilo Petrucci, que subiu para a quarta colocação, 0s323 mais lento que Quartararo. O francês, porém, não manteve a liderança por muito mais tempo. Parado nos boxes, Fabio viu Morbidelli anotar 1min32s839 e assumir o comando, 0s135 mais rápido.

Joan Mir também aproveitou para subir algumas posições na tabela. Com 1min32s875, o espanhol separou o duo da SRT e assumiu o segundo lugar, 0s036 atrás de Franco. Mais atrás, Nakagami apertou o passo para ocupar a sétima colocação.

Com pouco mais de 13 minutos para o fim da sessão, Pol Espargaró saltou para a quarta colocação, 0s163 mais lento que Morbidelli. Mais atrás, Rossi também melhorou para sexto, emendando outra boa volta na sequência para pular para o terceiro lugar.

Quartararo, todavia, estava de volta à pista para chegar em 1min32s509 e retomar a liderança, 0s330 melhor que Morbidelli. Mir, Rossi e Pol Espargaró formavam o top-5.

Com pneus novos, Fabio deu outra boa volta para chegar em 1min32s319, 0s357 melhor que Jack Miller, que tinha acabado de subir de oitavo para segundo.

Nos minutos finais, o ataque à tabela se intensificou, mas vários pilotos pintando a tabela de laranja, um indicativo de melhora nas parciais de cada um.

Mir foi o primeiro a melhor, assumindo o terceiro posto. Na sequência, porém, foi derrubado para sexto, já que Viñales, Pol Espargaró e Dovizioso viraram melhor.

Rossi também foi mais ligeiro e, com 1min32s640, saltou para terceiro, Mais atrás, Tito Rabat subiu para nono, mas logo caiu uma posição, já que Zarco passou 0s209 mais rápido.

Já na reta final da sessão, das quedas: Jack Miller e Valentino Rossi. O piloto da Pramac caiu mais feio na Garage Vert, a curva 8, enquanto o italiano foi ao chão na 4. Bradley Smith, aliás, precisou evitar o contato com o multicampeão.

Na sequência, Mir também aumentou a estatística de tombos. O piloto da Suzuki caiu na curva 3, seguiu escorregando na brita e acabou levantando num movimento impressionante. Ileso, mas irritado.

Instantes antes da bandeirada, Morbidelli retomou o segundo posto, com Crutchlow e Oliveira aparecendo em quarto e quinto respectivamente. Mais atrás, Binder se colocou em décimo.

Com a bandeira quadriculada tremulando, Oliveira pulou para segundo, 0s130 atrás de Quartararo. Viñales também foi melhor e agora era o quinto, com Zarco subindo para a sétima colocação.

LEIA TAMBÉM
Peter Pan, Rossi ainda tem espaço na MotoGP. Mesmo aos 41 anos
Viñales mostra velocidade e talento de Top Gun, mas decepciona com irregularidade
Dovizioso desperdiça chance de ouro e nem experiência parece ajudar na busca do título
27 anos após Schwantz x Rainey, Suzuki e Yamaha reeditam rivalidade na MotoGP
Bola da vez na MotoGP, Mir cresce e vira elemento surpresa na briga pelo título
Novos talentos e velhos conhecidos: MotoGP une experiência e frescor no grid de 2021

MotoGP 2020, GP da França, Le Mans, treino livre 3

1F QUARTARAROSRT Yamaha1:32.319 
2M OLIVEIRATech3 KTM1:32.449+0.130
3F MORBIDELLISRT Yamaha1:32.476+0.157
4J MILLERPramac Ducati1:32.503+0.184
5C CRUTCHLOWLCR Honda1:32.558+0.239
6J ZARCOAvintia Ducati1:32.631+0.312
7V ROSSIYamaha1:32.640+0.321
8M VIÑALESYamaha1:32.648+0.329
9P ESPARGARÓKTM1:32.660+0.341
10A DOVIZIOSODucati1:32.686+0.367
11B BINDERKTM1:32.739+0.420
12J MIRSuzuki1:32.792+0.473
13A RINSSuzuki1:33.204+0.885
14F BAGNAIAPramac Ducati1:33.290+0.971
15T RABATAvintia Ducati1:33.293+0.974
16D PETRUCCIDucati1:33.297+0.978
16I LECUONATech3 KTM1:33.376+1.057
17A MÁRQUEZHonda1:33.470+1.033
18A ESPARGARÓAprilia Gresini1:33.482+1.163
19T NAKAGAMILCR Honda1:33.499+1.180
21S BRADLHonda1:33.686+1.367
22B SMITHAprilia Gresini1:33.757+1.438

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube