Quartararo sobra e comanda primeiro treino na Catalunha. Dovizioso é segundo

Piloto da SRT Yamaha fechou o primeiro treino desta sexta-feira (25) com 0s430 de vantagem para o líder do Mundial. Joan Mir ficou em terceiro

Fabio Quartararo abriu o fim de semana do GP da Catalunha com o pé direito. O piloto da SRT Yamaha, que na quinta-feira falou em um compromisso com a imprensa por conta de um mal-estar, comandou o primeiro treino livre desta sexta-feira (25) em Barcelona com folga.

O francês completou a melhor das 20 voltas desta manhã em 1min40s431, 0s430 mais rápido que Andrea Dovizioso. O líder do Mundial começou a sessão na base da tabela, mas melhorou no terço final, quando foi para a pista com um par de pneus macios.

Fabio Quartararo, SRT, MotoGP 2020, GP de San Marino, Corridação
Fabio Quartararo liderou o TL1 (Foto: SRT)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Joan Mir sofreu uma queda nesta manhã, mas acabou em terceiro, à frente de Maverick Viñales. Aleix Espargaró avançou na volta final para ficar em quinto, seguido por Franco Morbidelli.

0s885 atrás do líder, Álex Rins fez o sétimo melhor registro, 0s220 melhor que Valentino Rossi, o oitavo. Mesmo lesionado, Cal Crutchlow colocou a Honda na nona colocação, com Miguel Oliveira fechando o rol dos dez primeiros.

GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do GP da Catalunha, nona etapa do Mundial de Motovelocidade 2020.

Saiba como foi o treino livre 1 da MotoGP na Catalunha:

A sexta-feira amanheceu com sol em Montmeló. Quando o relógio passou a contar os 45 minutos da sessão, os termômetros marcavam 18°C, com a velocidade do vento chegando a 6 km/h.

Quartararo abriu os trabalhos no topo em uma dobradinha da Yamaha com Rossi, algo que a dupla reconfirmou no giro seguinte, quando Morbidelli melhorou para formar um 1-2-3. Rins avançou para quarto, seguido por Aleix Espargaró.

Na sequência, Quartararo baixou para 1min41s377 para manter a ponta, agora em um 1-2-3-4, com Morbidelli, Viñales e Rossi aparecendo na sequência. Maverick, porém, tomou a ponta por 0s105 de margem logo em seguida.

Fabio não tardou em responder e, 0s133 mais rápido que Viñales, recuperou a ponta. Mais atrás, Álex Rins e Joan Mir furaram o bloqueio da Yamaha na parte de cima da tabela, se instalando em quarto e quinto, à frente de Rossi.

Alguns minutos depois, Mir caiu na curva 5 do traçado catalão, mas não sofreu ferimentos maiores. O espanhol, porém, deixou a pista a pé, com a GSX-RR sendo recolhida pelos fiscais após uma sequência de piruetas na brita.

No cenário oposto da Yamaha, a Ducati teve um início de sessão bastante apagado. Em meados do TL1, Johann Zarco, com uma Desmosedici do ano passado, vinha em décimo, com Danilo Petrucci em 16º, Jack Miller em 18º, Andrea Dovizioso em 20º e Francesco Bagnaia em 21º.

A fase intermediária do treino não viu grandes mudanças na tabela de tempos. Com 1min40s972, Quartararo manteve a ponta, à frente de Viñales, Morbidelli, Rins, Mir e Rossi. Mas, já com pouco menos de 15 minutos para o fim, o lesionado Cal Crutchlow anotou 1min41s549 e saltou para a sétima colocação, com Miguel Oliveira, Takaaki Nakagami e Zarco fechando o top-10.

De volta à pista após o susto de mais cedo, Mir, com um par de pneus novos ― macio na dianteira e médio atrás ―, foi a 1min41s064 e saltou para o segundo posto, só 0s092 mais lento que Quartararo.

Enquanto isso, com pouco menos de seis minutos para o fim, Iker Lecuona sofreu uma queda na curva 2, mas saiu sem ferimentos maiores.

Quem também melhorou foi Dovizioso. Calçando a Desmosedici com um par de pneus macios, o líder do campeonato subiu para a sexta colocação, 0s375 atrás de Quartararo.

Andrea, aliás, seguiu embalado e logo pulou para segundo, 0s395 atrás de um Quartararo que tinha acabado de melhorar sua marca para 1min40s584. Mais atrás, Aleix Espargaró também foi mais rápido e agora aparecia em sétimo.

Na volta final nesta manhã, Quartararo foi ainda melhor, alcançando 1min40s431 para fechar a atividade com 0s430 de margem para Dovizioso. Mir, Viñales e Aleix fecham o top-5.

LEIA TAMBÉM
Com Dovizioso, MotoGP tem menor pontuação na liderança após sete etapas em 35 anos

MotoGP 2020, GP da Catalunha, Barcelona, treino livre 1

1F QUARTARAROSRT Yamaha1:40.431 
2A DOVIZIOSODucati1:40.861+0.430
3J MIRSuzuki1:41.060+0.629
4M VIÑALESYamaha1:41.105+0.674
5A ESPARGARÓAprilia Gresini1:41.195+0.764
6F MORBIDELLISRT Yamaha1:41.219+0.788
7A RINSSuzuki1:41.316+0.885
8V ROSSIYamaha1:41.536+1.105
9C CRUTCHLOWLCR Honda1:41.549+1.118
10M OLIVEIRATech3 KTM1:41.592+1.161
11T NAKAGAMILCR Honda1:41.609+1.178
12J ZARCOAvintia Ducati1:41.625+1.194
13I LECUONATech3 KTM1:41.640+1.209
14B SMITHAprilia Gresini1:41.643+1.212
15F BAGNAIAPramac Ducati1:41.790+1.359
16P ESPARGARÓKTM1:41.833+1.402
17S BRADLHonda1:41.969+1.538
18J MILLERPramac Ducati1:42.026+1.198
19D PETRUCCIDucati1:42.059+1.628
20A MÁRQUEZHonda1:42.061+1.630
21B BINDERKTM1:42.335+1.904
22T RABATAvintia Ducati1:42.992+2.561

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube