MotoGP

Quartararo supera Márquez por 0s02 e lidera segundo treino em Brno

Depois de um primeiro treino discreto, Fabio Quartararo apareceu bastante mais forte nesta tarde e, com 1min55s802, bateu Marc Márquez por 0s023 para ficar com a liderança da sessão. Mais 0s246 atrás, Jack Miller ficou com o terceiro posto

Grande Prêmio / JULIANA TESSER, de São Paulo
Fabio Quartararo colocou a Yamaha na ponta na segunda sessão de treinos livres da MotoGP em Brno. Na tarde desta sexta-feira (2), o piloto da SIC bateu Marc Márquez por 0s023 para ficar com o comando da atividade.
 
Com previsão de chuva para sábado, os pilotos aproveitaram para buscar tempo no terço final desta sessão vespertina. Depois de dominar boa parte do treino, Márquez viu a concorrência avançar, mas conseguiu se reposicionar na liderança.
 
Na 16ª das 18 voltas que completou, porém, Quartararo chegou em 1min55s802 e assegurou o topo da folha de tempos. Jack Miller também avançou no final para ficar com o terceiro posto.
Fabio Quartararo (Foto: Michelin)
Com o mesmo 1min56s071 de Miller, Andrea Dovizioso ficou com o quarto tempo, 0s013 melhor que Maverick Viñales, o quinto. Álex Rins ficou em sexto, escoltado por Franco Morbidelli e Cal Crutchlow.
 
Valentino Rossi teve problemas mecânicos na sessão, mas conseguiu uma vaga no top-10. Com 1min56s527, o #46 foi o nono, 0s066 à frente de Danilo Petrucci, que fecha um top-10 separado por 0s791.

O GP da Tchéquia de MotoGP está marcado para o domingo, às 9h (de Brasília). Acompanhe aqui a cobertura do GRANDE PRÊMIO.

Paddockast #27
Schumacher e Vettel: UNIDOS POR UM RECORDE


Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Saiba como foi o 2º treino livre da MotoGP em Brno:

As nuvens que cobriam o céu de Brno ganharam corpo na parte da tarde. Quando a MotoGP voltou para a pista, o céu estava bem carregado, apesar da temperatura mais elevada. Os termômetros marcavam 23°C, com o asfalto chegando a 29°C. A velocidade do vento era de 6 km/h.
 
Com 1min56s896, Álex Rins começou a sessão na ponta, 0s950 melhor que Marc Márquez, o segundo colocado. Jack Miller vinha na sequência.

Rins melhorou na sequência e chegou a 1min56s674, com Márquez reduzindo o atraso para 0s264. Miller seguia em terceiro, agora à frente de Quartararo, Crutchlow e Zarco.
 
Também neste início de sessão, Aleix Espargaró sofreu uma queda na curva 13, mas não se feriu.
 
Calçando a YZR-M1 com um pneu traseiro macio, Maverick Viñales foi a 1min56s084 e assumiu a ponta, abrindo 0s590 de margem para Rins. Márquez era o terceiro.
 
Nessa fase intermediária da sessão, aliás, Márquez foi para a pista com o novo chassi desenvolvido pela Honda. O #93 tinha 0s845 de atraso para o líder e rodava com um par de pneus duros.

Com mais de 22 minutos para o fim da sessão, a M1 de Rossi começou a soltar muita fumaça. O #46 seguiu rolando, ainda que lentamente, para voltar aos boxes. O italiano tinha o sexto tempo, 1s410 atrás do companheiro de equipe.

Com Rossi de volta aos boxes, o ex-piloto Simon Crafar, que hoje atua como repórter do serviço oficial de streaming da MotoGP no pit-lane, comentou que não tinha nenhum sinal visível de vazamento de óleo na Yamaha do multicampeão.

Com um par de pneus macios, Miller virou 0s382 mais lento que Viñales e assumiu o segundo posto, 0s208 à frente de Rins, o terceiro. Takaaki Nakagami tinha o quarto posto, seguido por Franco Morbidelli. 0s845 mais lento que Maverick, Márquez era o sexto.
 
Com pouco menos de seis minutos para o fim, Márquez, com um pneu macio na traseira da RC213V, Márquez foi a 1min55s825 e assumiu a ponta, 0s259 melhor que Viñales. Mis atrás, Sylvain Guintoli pulou para a oitava colocação, 1s273 atrás do #93.
 
Com previsão de chuva para sábado, os pneus macios traseiros entraram em cena no TL2. Já na reta final da atividade, Dovizioso cravou 1min56s071 e saltou para a segunda colocação, com Danilo Petrucci subindo para quinto, 0s768 mais lento que Marc.
 
Na sequência, Oliveira repetiu o que tinha feito mais cedo e voltou a se colocar no top-10, agora na oitava colocação, 0s907 atrás do líder.
 
Em sua 16ª volta, Quartararo alcançou 1min55s802 e tomou a ponta, 0s023 mais rápido do que Márquez. Crutchlow melhorou também e se instalou em sexto, à frente de Morbidelli.
 
Já com o cronômetro zerado em Brno, Rossi saltou para a oitava colocação, 0s725 atrás do piloto da SIC.
 
Miller, então, tomou o terceiro posto, enquanto Mir se instalou em décimo. Rins seguiu o mesmo caminho e ficou com o sexto posto.

MotoGP 2019, GP da Tchéquia, Brno, Treino livre 2:

1 F QUARTARARO SIC Yamaha 1:55.802  
2 M MÁRQUEZ Honda 1:55.825 +0.023
3 J MILLER Pramac Ducati 1:56.071 +0.269
4 A DOVIZIOSO Ducati 1:56.071 +0.269
5 M VIÑALES Yamaha 1:56.084 +0.282
6 A RINS Suzuki 1:56.225 +0.423
7 F MORBIDELLI SIC Yamaha 1:56.419 +0.617
8 C CRUTCHLOW LCR Honda 1:56.443 +0.641
9 V ROSSI Yamaha 1:56.527 +0.725
10 D PETRUCCI Ducati 1:56.593 +0.791
11 J MIR Suzuki 1:56.620 +0.818
12 T NAKAGAMI LCR Honda 1:56.662 +0.860
13 M OLIVEIRA Tech3 KTM 1:56.732 +0.930
14 S BRADL Honda 1:56.876 +1.074
15 A ESPARGARÓ Aprilia Gresini 1:56.958 +1.156
16 T RABAT Avintia Ducati 1:57.057 +1.255
17 S GUINTOLI Suzuki 1:57.098 +1.296
18 A IANNONE Aprilia Gresini 1:57.256 +1.454
19 H SYAHRIN Tech3 KTM 1:57.484 +1.682
20 J ZARCO KTM 1:57.496 +1.694
21 K ABRAHAM Avintia Ducati 1:57.562 +1.760
22 P ESPARGARÓ KTM 1:57.792 +1.990
23 F BAGNAIA Pramac Ducati 1:57.893 +2.091
         
REC D PEDROSA Honda 1:56.027 167.6  km/h
MV M MÁRQUEZ Honda 1:54.596 169.7 km/h
         
  Condições do tempo PISTA SECA   ar: 24ºC | pista: 29ºC

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.