carregando
MotoGP

Quartararo torce para “receber mais amor do que ódio” ao substituir Rossi na Yamaha

Fabio Quartararo contou que ver Valentino Rossi vencer o motivou a ser piloto. O francês contou que ainda não caiu a ficha de que vai assumir o lugar do #46 na Yamaha em 2021

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
Fabio Quartararo espera não ser odiado pela torcida italiana por suceder Valentino Rossi no time de fábrica da Yamaha. O #20 será o companheiro de Maverick Viñales a partir da temporada 2021.
 
Às vésperas de iniciar o segundo ano na MotoGP ― ainda pendente por conta da pandemia do novo coronavírus ―, Quartararo assegurou o futuro graças a uma campanha de destaque no ano passado. Com a igualmente estreante SIC, Fabio conquistou sete pódios ― cinco de segundo lugar e dois de terceiro ― e acumulou seis poles, fechando 2019 com o quinto posto na classificação do Mundial de Pilotos. 
Fabio Quartararo (Foto: SIC)
Apesar da missão de substituir o italiano na Yamaha, Quartararo não deixa de lado a reverência ao ídolo e reconhece que Rossi tem um papel em sua decisão profissional. 
 
“Quando criança, ele me deu motivação para me tornar um piloto”, disse Quartararo durante uma entrevista com fãs organizada por um dos patrocinadores do time. “Vê-lo vencer na MotoGP me deixava feliz. Quando ele vencia, era como se eu tivesse vencido”, seguiu.
 
“Honestamente, ainda não caiu a ficha de que estou correndo com ele e que, no próximo ano, entre aspas, vou assumir o lugar e a moto dele”, declarou. “Espero receber mais amor do que ódio dos fãs italianos e que ele esteja na equipe Petronas. Pois se Valentino puder seguir correndo até os 65 anos, ficarei feliz!”, completou.