Rabat segura Rins, vence na Moto2 em Aragão e adia definição do título. Conservador, Zarco é sexto

Um dia de emoções bastante intensas na corrida da Moto2 em Aragão. Neste domingo (27), Tito Rabat triunfou com desempenho exemplar na prova espanhola, após duelar com Rins. A corrida também ficou marcada pela bandeira vermelha por conta de um grave acidente envolvendo Dominique Aegerter

O dia será de grandes comemorações para Tito Rabat, que teve final de semana impecável. Neste domingo (27) aconteceu o GP de Aragão da Moto2 e, após uma prova bastante movimentada e marcada por acidente, o piloto da moto #1 subiu ao degrau mais alto do pódio.
 
A corrida no circuito espanhol já começou tensa. Logo após na largada, ainda na segunda volta, a prova teve que ser interrompida por bandeira vermelha após um acidente entre Xavier Siméon e Dominique Aegerter. O suíço precisou de maior atenção dos médicos, mas apesar do susto, passa bem.
 
Após o reinício da corrida, que teve seu grid original formado, mais uma vez Rins deu o bote em Tito Rabat, o pole-position, que não teve como se defender, e apenas se viu tentando recuperar a ponta do pelotão. Algo que conseguiu com poucas voltas para o fim, mesmo com o calor de Rins. Completando o pódio do dia apareceu Sam Lowes.
Tito Rabat (Foto: Estrella Galicia)
Quem recebeu a bandeira quadriculada na quarta colocação foi Jonas Folger, seguido por Thomas Lüthi. Johann Zarco, que tinha a possibilidade de definir a temporada já na Espanha, chegou apenas em sexto, e deixou a decisão do título para Motegi. Com o resultado, Zarco chegou a 284 pontos, contra 206 de Rabat. Rins tem 184.
 

Saiba como foi o GP de Aragão da categoria Moto2:

O tempo estava firme minutos antes da largada da categoria intermediária do Mundial de Motovelocidade. A temperatura ambiente era de 20ºC e na pista o termômetro marcava 28ºC. Os ventos estavam em 6 km/h.
 
Tito Rabat tinha a pole e a missão de adiar a definição do campeonato em favor de Johann Zarco. Para isso, não podia ficar sete pontos atrás do francês.
 
O atual campeão largou bem e manteve a dianteira. Lowes vinha em segundo e Rins, em terceiro. Zarco caiu para quinto. Porém, Rabat deu uma chacoalhada e escapou da pista ainda na primeira volta, retornando em terceiro. Lowes aproveitou e tomou a ponta, até ser rapidamente superado por Rins.
 
Mais atrás, Simeon tocou em Aergerter na curva 15. O suíço pareceu ficar desacordado e foi amparado pelos médicos. Assim, veio a bandeira vermelha interrompendo a corrida. Mas não demorou para a direção de prova remarcar um novo começo. Só que a prova teria apenas 14 voltas, e não mais as 21 previstas. 

A organização informou logo depois que o piloto estava consciente, mas reclamando de dores nas regiões dorsal e lombar. Seria encaminhado ao centro médico para averiguação mais detalhada.

Os pilotos foram novamente ao grid, respeitando as posições originais. Assim como da primeira vez, Rabat largou bem e manteve a ponta. Zarco despencou para sexto. E Rins, que liderava quando a prova fora interrompida, foi para cima de novo e superou Rabat.
 
Lowes vinha em terceiro, com Folger em quarto e Corsi em quinto.
 
Na segunda volta, Rins abria quase 0s5 de vantagem na ponta. Rabat, todavia, fazia a melhor volta da prova e tentava reduzir a diferença. Mais atrás, Salom escorregava e ia para o chão. Zarco era sétimo.
 
E, definitivamente, não era o dia de Siméon. Na curva 7, acabou caindo, sem levar ninguém junto desta vez.
 
Restando dez voltas, os cinco primeiros eram Rins, Rabat, Lowes, Folger e Márquez.
 
Aos poucos, Rabat tentava tirar a diferença, até se aproximar de vez e, com oito voltas para o fim, colocou por dentro e fez a ultrapassagem.
Simón foi mais um a deixar o GP de Aragão. Na queda, a moto bateu com violência na barreira de proteção e por muito pouco não voltou à pista. Por falar em queda, Márquez, que tinha fazendo boa prova, também abandonou depois de cair. 
 
Na frente, Rins dava um calor em Rabat. Os dois tinham boa margem para Lowes, o terceiro. Na última volta, até conseguiu a ultrapassagem, mas tomou o troco.

Moto2, GP de Aragão, corrida:

1 1 ESTEVE RABAT ESP MARC VDS Kalex 26:25.125  
2 40 ÁLEX RINS ESP PONS Kalex +0.096  
3 22 SAM LOWES ING SPEED UP +5.364  
4 94 JONAS FOLGER ALE ARGIÑANO & GINÉS Kalex +7.363  
5 12 THOMAS LÜTHI SUI INTERWETTEN Kalex +16.723  
6 5 JOHANN ZARCO FRA AJO Kalex +16.989  
7 55 HAFIZH SYAHRIN MAS RACELINE Kalex +17.086  
8 30 TAKAAKI NAKAGAMI JAP TEAM TADY Kalex +18.056  
9 3 SIMONE CORSI ITA FORWARD Kalex +18.658  
10 7 LORENZO BALDASSARRI ITA FORWARD Kalex +19.656  
11 36 MIKA KALLIO FIN ITALTRANS Kalex +20.090  
12 49 AXEL PONS ESP ARGIÑANO & GINÉS Kalex +20.222  
13 11 SANDRO CORTESE ALE INTACT Kalex +21.043  
14 25 AZLAN SHAH MAS TEAM TADY Kalex +22.384  
15 23 MARCEL SCHROTTER ALE TECH3 Mistral 610 +26.017  
16 97 XAVI VIERGE ESP TECH 3 +34.464  
17 4 RANDY KRUMMENACHER SUI JIR KALEX +34.658  
18 88 RICKY CARDÚS ESP TECH3 Mistral 610 +34.727  
19 70 ROBIN MULHAUSER SUI INTERWETTEN Kalex +37.335  
20 2 JESKO RAFFIN SUI SAG Kalex +44.018  
21 66 FLORIAN ALT ALE IODA Suter +44.275  
22 10 THITIPONG WAROKORN TAI SAG Kalex +44.604  
23 96 LOUIS ROSSI FRA TASCA Tech3 +54.320  
24 95 FEDERICO FULIGNI ITA TEAM CIATTI +1 volta NC
25 73 ÁLEX MÁRQUEZ ESP MARC VDS Kalex +7 voltas NC
26 60 JULIÁN SIMÓN ESP QMMF Speed Up +10 voltas NC
27 57 EDGAR PONS ESP ITALTRANS Kalex +11 voltas NC
28 19 XAVIER SIMÉON BEL GRESINI Kalex +12 voltas NC
29 39 LUIS SALOM ESP PONS Kalex +12 voltas NC
30 77 DOMINIQUE AEGERTER SUI INTERWETTEN Kalex +14 voltas NC

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube