MotoGP

Ramírez baixa recorde de Sachsenring e lidera TL3 da Moto3. Canet é só 18º

Marcos Ramírez cravou 1min26s044 e, além de superar o recorde de Sachsenring, também assegurou a liderança do terceiro treino livre da Moto3. 0s068 mais lento, Can Öncü ficou com o segundo posto, com Filip Salac fechando o top-3. Líder do Mundial, Arón Canet fez apenas o 18º tempo

Grande Prêmio / JULIANA TESSER, de São Paulo
Marcos Ramírez foi o mais rápido na manhã deste sábado (6) em Sachsenring. O piloto da Leopard cravou 1min26s044 na melhor de suas 16 voltas e, além de baixar o recorde do traçado alemão, colocou a Leopard no topo da folha de tempos da Moto3.
 
Em um fim de semana mais positivo, Can Öncü aproveitou o vácuo do #42 para anotar 1min46s112 e, 0s068 mais lento, ficar com o segundo posto. Mais 0s002 atrás, Filip Salac fecha a lista dos três mais rápidos.
 
0s261 mais lento que o líder, Alonso López fez o quarto tempo, seguido por Ayumu Sasaki, Gabriel Rodrigo, Kaito Toba, Tatsuki Suzuki, Lorenzo Dalla Porta e Niccolò Antonelli.
Marcos Ramírez (Foto: Leopard)
Líder do Mundial, Arón Canet fez a melhor de suas 17 voltas apenas em 1min15s807 e, 0s864 mais lento que o ponteiro, ficou apenas em 18º.
 
Com o resultado deste TL3, Ramírez, Öncü, Salac, López, Sasaki, Rodrigo, Kaito Toba, Suzuki, Dalla Porta, Niccolò Antonelli, Raúl Fernández, Sergio Garcia, Romano Fenati e Albert Arenas são os 14 com vaga direto no Q2 da classificação.

O GP da Alemanha de Moto3 está marcado para o domingo, às 6h (de Brasília). Acompanhe aqui a cobertura do GRANDE PRÊMIO.

Paddockast #24
A BATALHA: Indy x MotoGP



Saiba como foi o treino livre 3 do GP da Alemanha de Moto3:
 
Com o sol brilhante entre nuvens, a manhã em Chemnitz começou mais quente que na sexta-feira. Na hora do TL3 da Moto3, os termômetros marcavam 22°C, com o asfalto chegando a 27°C. A velocidade do vento era de 6 km/h.
 
Com 2min27s018, Alonso López abriu a sessão no topo da tabela de tempos, com Arón Canet saltando para a segunda colocação um giro mais tarde para cortar a vantagem do piloto da Estrella Galicia 0,0 para 0s327.
 
A primeira volta do #21, porém, foi tão boa que o manteve no topo da tabela nos primeiros minutos da atividade, ainda que as posições seguintes fossem mudando aos poucos.
 
Em sua sexta volta nesta manhã, Canet foi a 1min27s119 para manter o segundo posto, agora com 0s101 de atraso para López. Ai Ogura tinha o terceiro posto, seguido por Marcos Ramírez, Ayumu Sasaki e Dennis Foggia.

22º na tabela, Celestino Vietti sofreu uma queda na curva 1 ainda na primeira parte da sessão. O italiano não se feriu com seriedade, mas ia precisar que a VR46 trabalhasse rápido para tentar uma vaga direto no Q2.
 
Depois da primeira rodada de pit-stops, as coisas mudaram na tabela. Raúl Fernández tomou a ponta de López por 0s023, mas ficou pouco por lá, já que Lorenzo Dalla Porta anotou 1min26s528 para se instalar na liderança, com Marcos Ramírez 0s038 mais lento pelo segundo lugar.
 
Ramírez, então, aproveitou sua nona volta para assumir o comando da sessão, 0s246 melhor que Dalla Porta. Tony Arbolino também melhorou e agora vinha em terceiro, seguido por Can Öncü. 

Pouco depois, Tatsuki Suzuki foi a 1min25s526 e assumiu o segundo posto, 0s244 mais lento que Ramírez. Mais atrás, John McPhee pulou para a quinta colocação.

Com a fase intermediária da sessão concluída, os boxes ganharam em movimentação antes do ataque final à tabela de tempos. Ramírez liderava, seguido por Suzuki, Dalla Porta, Arbolino, McPhee, Öncü, Fernández, López, Fenati e Antonelli.
 
Ramírez, então, foi a 1min26s044 ― já melhor que o recorde da pista ― para se manter na ponta, 0s068 melhor que Öncü, que fez sua melhor marca justamente colado no piloto da Leopard. Mais 0s002 atrás, Filip Salac se colocou no terceiro posto.
 
0s303 mais lento que o líder, Gabriel Rodrigo apareceu em quarto, à frente de López que, enfim, tinha melhorado o tempo registrado ainda em sua primeira volta nesta manhã.
 
Com pouco menos de 3 minutos para o fim da atividade, Raúl Fernández caiu na curva 12 e se despediu mais cedo da sessão, o #25, que tinha o 19º tempo, não se feriu.
 
Na sequência, López baixou para 1min26s305 e assumiu o quarto posto, à frente de Sasaki, Rodrigo, Suzuki, Dalla Porta, Kaito Toba e Sergio Garcia.
 
Instantes antes de o cronômetro zerar, Toba saltou para a sétima colocação, 0s385 mais lento que Ramírez. Canet também melhorou e era agora o nono, com tempo para apenas mais um giro.
 
A volta do líder do Mundial, porém, foi cancelada na sequência por exceder os limites de pista na curva 13 e o #44 não vinha melhorando suas parciais. 
 
Ao fim da atividade, ninguém melhorou a marca de Ramírez, que ficou com o melhor tempo desta manhã.

Moto3, GP da Alemanha, Sachsenring, treino livre 3:

1 M RAMÍREZ Leopard Honda 1:26.044  
2 C ÖNCÜ Red Bull KTM Ajo 1:26.112 +0.068
3 F SALAC Prüstel KTM 1:26.114 +0.070
4 A LÓPEZ Estrella Galicia 0,0 Honda 1:26.305 +0.261
5 A SASAKI SIC HONDA 1:26.331 +0.287
6 G RODRIGO Gresini KTM 1:26.347 +0.303
7 K TOBA Asia Honda 1:26.429 +0.385
8 T SUZUKI SIC58 Honda 1:26.526 +0.482
9 L DALLA PORTA Leopard Honda 1:26.528 +0.484
10 N ANTONELLI SIC58 Honda 1:26.554 +0.510
11 S GARCIA Estrella Galicia 0,0 Honda 1:26.674 +0.630
12 R FENATI Snipers Honda 1:26.684 +0.640
13 A ARENAS Ángel Nieto KTM 1:26.689 +0.645
14 D FOGGIA VR46 KTM 1:26.696 +0.652
15 A OGURA Asia Honda 1:26.710 +0.666
16 T ARBOLINO Snipers Honda 1:26.731 +0.687
17 J MCPHEE SIC HONDA 1:26.761 +0.717
18 A CANET MAX KTM 1:26.908 +0.864
19 A MIGNO Worldwide KTM 1:26.954 +0.910
20 J MASIÀ Worldwide KTM 1:26.966 +0.922
21 R FERNANDEZ Ángel Nieto KTM 1:26.995 +0.951
22 J KORNFEIL Prüstel KTM 1:27.018 +0.974
23 S NEPA CIP KTM 1:27.191 +1.147
24 M YURCHENKO RBA KTM 1:27.236 +1.192
25 K MASAKI RBA KTM 1:27.254 +1.210
26 C VIETTI VR46 KTM 1:27.481 +1.437
27 D BINDER Avintia KTM 1:27.787 +1.743
28 R ROSSI Gresini Honda 1:27.865 +1.821
29 T BOOTH-AMOS CIP KTM 1:28.127 +2.083
30 D GEIGER Kiefer KTM 1:29.307 +3.263
         
REC M RAMÍREZ Leopard Honda 1:26.044 153.5 km/h
MV M RAMÍREZ Leopard Honda 1:26.044 153.5 km/h
 




Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.