Redding fala em perder até 5 kg para estreia na Aprilia e dá dica de dieta: “Não coma e continue pedalando”

Scott Redding considerou que o peso de Aleix Espargaró é uma vantagem para o catalão a bordo da RS-GP. O britânico falou em perder até cinco quilos, desprezando músculos que não são necessários com a moto menos física da Aprilia

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Scott Redding acredita que o caminho para uma estreia bem sucedida pela Aprilia passa pela dieta. Na visão do britânico, ele e a RS-GP podem perder uns quilinhos antes da abertura da temporada 2018 da MotoGP.
 
Com 1,85 m, Scott passa a ser o piloto mais alto da classe rainha do Mundial de Motovelocidade, assumindo o lugar que era de Loris Baz, que volta ao Mundial de Superbike no próximo ano.
 
Falando ao site oficial da MotoGP, Redding contou que ficou surpreso ao descobrir que Aleix Espargaró, apesar de ser apenas cinco centímetros menor, pesa 13 kg menos. O britânico explicou que o catalão pesa 66 kg ao invés dos 71 kg descritos em seu perfil no site oficial da categoria, contra 79 kg do britânico.
Scott Redding quer perder peso para estreia com Aprilia (Foto: Michelin)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

“Meu plano é perder um pouco de peso daqui até o Natal e aí trabalhar na minha resistência para a próxima temporada”, contou Redding. “Sinto que tenho uma boa oportunidade no próximo ano e eu preciso colocar todas as pequenas coisas no lugar. Então preciso dar ― como em todos os anos ― o máximo que puder”, comentou.
 
“Tem algumas coisas que posso ajustar, como o meu peso. Posso ser mais leve”, comentou. “Eu tentei ser mais leve [no passado] e tive dificuldades, porque precisava de força. Agora eu não preciso de tanta força para pilotar essa moto e estou ficando mais maduro, entendendo como poupar energia. Então posso reduzir um pouco o peso. Vai ser difícil, mas vou conseguir! Preciso fazer isso”, frisou.
 
Confrontado com o fato de quase não ter gordura no corpo, Scott respondeu: “A coisa é que, Aleix tem 66 kg e isso realmente me chocou. Mas, no fim, isso o está ajudando na moto”.
 
“Se a Aprilia puder cortar alguns quilos da moto e eu puder perder de quatro a cinco quilos do meu peso, aí mais um quilo de alguma outra coisa, podemos chegar a um pacote que é de oito a nove quilos mais leve. Para mim, isso só é vantagem”, ponderou. “Como eu disse, não vai ser fácil. Especialmente porque não é gordura que preciso perder, mas músculos em certas áreas que eu realmente não preciso mais”, seguiu.
 
“Sou alto e já vi outros caras perderem peso. Eu estava com 83 kg depois da rodada asiática e já baixei para 79 kg. Então estou trabalhando na direção certa. Só preciso continuar”, comentou. “É um pouco ruim às vezes, mas vou fazer isso e aí ver onde estou depois de Sepang. Aí decidir o que precisa ser modificado e controlar meu peso a partir de então”, detalhou.
 
Questionado se tinha alguma dica de dieta, Redding brincou: “Não coma e continue pedalando”.
 
Chefe da Aprilia, Romano Albesiano confirmou que a casa de Noale está buscando um caminho para reduzir o peso da RS-GP, que ficou mais pesada ao longo da temporada 2017.
 
“Nós tivemos muitas ideias para desenvolver a moto e cada uma delas representou uma troca entre uma melhora de performance e, às vezes, aumento de peso”, declarou. “Então agora temos uma moto mais rápida do que antes, mas um pouco acima do limite [mínimo de peso]”, explicou.
 
“Então, para a próxima temporada, a meta é manter os mesmos componentes na moto, talvez adicionando alguma coisa, mas voltando a estar baixo do limite mínimo de peso [157 kg] e podendo colocar algum lastro”, concluiu.
 
EM BUSCA DO SONHO DA F1

PIETRO FITTIPALDI REVELA QUE NEGOCIOU COM A SAUBER PARA 2018

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube