Rei de Austin, Márquez ignora previsão de dificuldades e sobra no primeiro treino livre da MotoGP. Lorenzo é segundo

Marc Márquez ignorou a preocupação inicial com a aceleração da RC213V e dominou com mão de ferro o primeiro treino livre da MotoGP em Austin. 0s255 mais lento que o ponteiro, Jorge Lorenzo ficou em segundo, com Andrea Iannone fechando o rol dos três melhores

Marc Márquez demonstrou preocupação com a aceleração da RC213V na exigente pista de Austin, mas tratou de ignorar a previsão e dominar a primeira sessão de treinos livres para o GP das Américas. O #93 sobrou na manhã desta sexta-feira (8) e garantiu a liderança da MotoGP.

 
Com uma volta rápida atrás da outra, Márquez garantiu sua melhor volta em 2min04s953, 0s255 melhor que Jorge Lorenzo, o segundo colocado. Já 0s617 atrás do piloto da Honda, Andrea Iannone completa o top-3.
Marc Márquez foi o mais rápido em Austin nesta manhã (Foto: Repsol)
Já com o cronômetro zerado, Héctor Barberá anotou uma volta em 2min05s682 e garantiu o quinto tempo, 0s350 à frente de Andrea Dovizioso e Scott Redding.
 
Valentino Rossi está avaliando neste fim de semana duas versões da YZR-M1, testando, inclusive, mudanças que já havia descartado na pré-temporada. Nesse início de fim de semana, o italiano anotou 2min06s252 e ficou com o sétimo tempo.
 
1s311 mais lento que Márquez, Yonny Hernández fez o oitavo tempo, seguido por Maverick Viñales. Dani Pedrosa ficou em décimo, 1s497 atrás do companheiro de Honda.
 
LEIA TAMBÉM

Guia da temporada 2016 do Mundial de Motovelocidade

Saiba como foi o primeiro treino da MotoGP em Austin:
 
Assim como aconteceu com a Moto3, a MotoGP encontrou sol e pista seca nesta manhã em Austin. Na hora do primeiro treino livre, os termômetros marcavam 21°C, com o asfalto chegando a 25°C. A velocidade dos ventos estava em 8 km/h.
 
Rei de Austin, Marc Márquez abriu a sessão na ponta com 2min08s469, 1s397 à frente de Pol Espargaró. Valentino Rossi vinha em terceiro, à frente de Scott Redding e Álvaro Bautista.
 
Na volta seguinte, Márquez foi ainda melhor, abrindo 1s077 de margem para Redding, Stefan Bradl era agora o terceiro, à frente de Lorenzo e Andrea Dovizioso.
 
Márquez seguia baixando suas marcas volta a volta, com Lorenzo pulando para segundo, ainda que 1s258 mais lento que ponteiro. Crutchlow era o terceiro, com Dovizioso e Redding fechando a lista dos cinco melhores.
 
Em seu sexto giro nesta manhã, Rossi chegou a 2min06s357 e subiu para segundo, 0s922 atrás de Márquez. Iannone era o terceiro.
 
Completado o primeiro terço do exercício, boa parte dos pilotos já estava parada nos boxes. Com 2min05s435, Márquez liderava a sessão, à frente de Rossi, Iannone, Lorenzo, Pedrosa, Crutchlow, Dovizioso, Viñales, Redding e Hernández.
 
De volta à pista, Márquez logo tratou de baixar para 2min05s427, levando sua vantagem em relação a Rossi para 0s930. 
 
Pouco depois, Dovizioso virou 0s785 mais lento que Marc e se instalou em segundo, à frente de Lorenzo, que também passou o companheiro de Yamaha. Iannone tinha o quinto melhor tempo.
 
Na décima volta desta manhã, Marc chegou a 2min04s953, se mantendo no topo. Iannone melhorou sua marca e saltou para segundo, 0s617 atrás do #93. Lorenzo era o terceiro.
 
Com pouco menos de 20 minutos para o fim do treino, Jack Miller sofreu um forte high-side na curva 18. A moto atravessou a área de escape e ficou parada no meio do asfalto, mas os fiscais responderam rápido para tirar a moto do caminho. O australiano, por outro lado, precisou de atendimento médico, já que ficou no chão sentindo muitas dores.
 
Pouco depois, com mais um terço do treino concluído, os pilotos foram mais uma vez aos boxes. Márquez seguia na ponta, com Iannone, Lorenzo, Dovizioso, Rossi, Pol Espargaró, Pedrosa, Crutchlow, Viñales e Hernández fechando o top-10.
Na Ducati, um princípio de incêndio na moto de Iannone, que foi rapidamente controlado. De acordo com a equipe, as chamas foram causadas pela proximidade da carenagem com o escapamento.
 
Ainda antes de parar, Héctor Barberá registrou 2min06s742 e subiu para a sétima colocação, 1s789 mais lento que o líder. 
 
Usando asas na dianteira da YZR-M1, Lorenzo vinha melhorando suas parciais, mas não conseguiu manter o ritmo e teve de fazer uma nova tentativa.
 
Barberá, por outro lado, assumiu o quinto posto, 1s141 atrás de Márquez. Redding também foi melhor e subiu para sexto, à frente de Rossi, Aleix e Pol Espargaró e Pedrosa.
 
Com 2min05s208, Lorenzo tomou o segundo lugar de Iannone e se colocou a 0s255 de Márquez. 
 
Acidentado mais cedo, Miller foi ao centro médico para passar por exames. O piloto de queixava de dor no pé.
 
Com a bandeira quadriculada tremulando em Austin, Hernández saltou para o sétimo posto, 1s311 mais lento que o lidero colombiano logo perdeu o posto para Rossi, que virou 0s012 melhor.

MotoGP, GP das Américas, Austin, 1º Treino Livre:

 
1 93 MARC MÁRQUEZ ESP HONDA 2:04.953  
2 99 JORGE LORENZO ESP YAMAHA 2:05.208 +0.255
3 29 ANDREA IANNONE ITA  DUCATI 2:05.570 +0.617
4 8 HECTOR BARBERÁ ESP AVINTIA DUCATI 2:05.682 +0.729
5 4 ANDREA DOVIZIOSO ITA DUCATI 2:06.032 +1.079
6 45 SCOTT REDDING ING PRAMAC DUCATI 2:06.224 +1.271
7 46 VALENTINO ROSSI ITA YAMAHA 2:06.252 +1.299
8 68 YONNY HERNÁNDEZ COL ASPAR DUCATI 2:06.264 +1.311
9 25 MAVERICK VIÑALES ESP SUZUKI 2:06.367 +1.414
10 26 DANI PEDROSA ESP HONDA 2:06.450 +1.497
11 41 ALEIX ESPARGARÓ ESP SUZUKI 2:06.482 +1.529
12 44 POL ESPARGARÓ ESP TECH3 YAMAHA 2:06.581 +1.628
13 35 CAL CRUTCHLOW ING LCR HONDA 2:06.772 +1.819
14 6 STEFAN BRADL ALE APRILIA GRESINI 2:07.135 +2.182
15 53 TITO RABAT ESP MARC VDS HONDA 2:07.189 +2.236
16 38 BRADLEY SMITH ING TECH3 YAMAHA 2:07.259 +2.306
17 50 EUGENE LAVERTY IRL ASPAR DUCATI 2:07.261 +2.308
18 19 ÁLVARO BAUTISTA ESP APRILIA GRESINI 2:07.449 +2.496
19 76 LORIS BAZ FRA AVINTIA DUCATI 2:07.506 +2.553
20 51 MICHELE PIRRO ITA PRAMAC DUCATI 2:07.895 +2.942
21 43 JACK MILLER AUS MARC VDS HONDA 2:07.897 +2.944
             
RECORDE MARC MÁRQUEZ ESP HONDA 2:03.575 160.6 km/h
MELHOR VOLTA MARC MÁRQUEZ ESP HONDA 2:02.135 162.4 km/h
             
    Condições do tempo   PISTA SECA   ar: 21ºC | pista: 25ºC
 
PADDOCK GP #23, FALA SOBRE FITTIPALDI E FIM DE SEMANA MOVIMENTADO NO ESPORTE

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube