Reserva de Rossi em Aragão, Van der Mark revela oferta da Yamaha para teste com moto da MotoGP: “Isso é muito positivo”

Michael Van der Mark acordou mais cedo de seu sonho na MotoGP. Com a pronta recuperação de Valentino Rossi, o holandês agora fica no MotorLand caso o italiano não consiga competir em Aragão. No entanto, apesar das mudanças repentinas, o holandês negou decepção e revelou que a Yamaha o ofereceu um teste com uma moto da MotoGP

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

O despertador de Michael Van der Mark tocou mais cedo e o piloto acordou de seu sonho após a rápida recuperação de Valentino Rossi. Escalado para substituir o italiano caso ele não conseguisse correr em Aragão, o holandês ficará no MotorLand caso o #46 não esteja apto a competir. Mas apesar da repentina mudança, o holandês anegou qualquer decepção, revelando que a Yamaha o ofereceu um teste com uma moto da MotoGP.
 

No dia 31 de agosto, Valentino se envolveu em um acidente quando treinava de enduro, sofrendo duas fraturas na perna e passando por uma cirurgia. Era esperado que levasse até 45 dias para se recuperar, prazo esse reduzido pela metade.
 
Van der Mark sempre teve uma visão bastante realista do caso, reconhecendo que Rossi poderia voltar mais cedo para as pistas. No entanto, mostrou otimismo com as atividades que desempenhará com a Yamaha. “Falei com a Yamaha e treinarei com uma moto da MotoGP, então, mesmo que não corra neste final de semana, poderei fazer um teste”, explicou.
Van der Mark atacou de comentarista em Aragão (Foto: Reprodução)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

“Acredito que eles sempre foram honestos comigo e me deram uma grande oportunidade que, no final, acabou não acontecendo, mas me ofereceram um teste e isso é muito positivo. Não sei aonde será, mas me falaram deste treino, para não me preocupar”, continuou.

Atualmente disputando a temporada do Mundial de Superbike, Michael reconheceu a importância de a equipe dar espaço para os pilotos da categoria. “Existem muitos times neste paddock que só olham para dentro”, disse.
 
“Eles não olham para fora, e para nós pilotos que não estamos no mundial é difícil. Na Yamaha somos uma família, e mostraram que eles dão oportunidades para nós da Superbike. Existem pilotos bons lá, e mesmo que esteja sendo um ano difícil, é bom que acreditam e vejam que seus pilotos da Superbike podem pilotar uma moto da MotoGP”, encerrou.

Mas Michael já arranjou o que fazer em sua passagem por Aragão. Sem ir para as pistas, o piloto virou comentarista por um final de semana, participando da transmissão oficial discutindo sobre o terceiro treino livre da classe rainha do Mundial de Motovelocidade.
 
’SOLDADINHO’ DA PENSKE?

CASTRONEVES TEM FALTA DE TÍTULO COMO MANCHA NA CARREIRA  

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube