Retrospectiva 2023: Moreira tem ano acidentado, mas brilha em 1ª vitória na Moto3

Brasileiro mostrou domínio impressionante com pole e vitória em Mandalika. Mas também chamou atenção pelos fortes acidentes sofridos em Sepang e Phillip Island. Confira a trajetória do brasileiro na Moto 3 em 2023

A chegada em Mandalika, que deu a vitória ao brasileiro Diogo Moreira (Vídeo: MotoGP)

Diogo Moreira fechou a segunda temporada na Moto3 com saldo positivo. A performance na Indonésia, com pole-position e vitória, foi o ponto alto de uma temporada um pouco mais regular em 2023, embora acidentada. Mas o triunfo encerrou um jejum de 18 anos sem vitórias de um piloto brasileiro na Motovelocidade. A última conquista havia sido de Alexandre Barros no GP de Portugal, em 2005.

A chegada emocionante, segurando o ímpeto de David Alonso nas curvas finais para garantir a vitória à MSi, mostrou maturidade. “Estou muito feliz. Só posso agradecer à equipe e minha família porque foi difícil vencer a primeira corrida. Finalmente consegui a vitória e precisamos seguir nesse ritmo”, afirmou o piloto de 19 anos.

Diogo viveu um ano de todo o tipo de experiência. Somou dois pódios logo no início do campeonato, em Portimão, na abertura em Portugal, e em Termas de Río Hondo, na Argentina, e fechou em oitavo no Mundial, com 131 pontos, 143 atrás do campeão Jaume Masià. Mas outro ponto importante chamou a atenção na temporada do #10: os acidentes.

Diogo Moreira venceu pela primeira vez na Moto3 (Foto: KTM)

Durante a prova em Sepang, na Malásia, Moreira não conseguiu desviar da moto dd Alonso, que tinha caído à sua frente, e se envolveu em um forte acidente com outros quatros competidores e fraturou o polegar direito. Mas a queda na Austrália foi a que mais assustou.

Diogo bateu a cabeça após sofrer uma queda na volta de aquecimento para a etapa australiana. Ainda assim, voltou aos boxes e participou da corrida. Depois, a equipe admitiu que não sabia que o piloto tinha perdido a consciência até ele contar quando abandonou a prova passando mal. Ao todo, foram quatro abandonos no ano.

Agora, o salto é para a Moto2, pela Italtrans, equipe pela qual assinou para temporada 2024. “Estou muito entusiasmado com o salto para a próxima temporada. A Italtrans tem uma grande história rodeada de grandes pilotos e estou feliz por me juntar a eles”, afirmou após o anúncio.

Diogo Moreira assinou contrato de dois anos com a Italtrans (Foto: Italtrans)

MotoGP volta a acelerar entre 6 e 8 de fevereiro de 2024, com os testes de pré-temporada na Malásia, no circuito de Sepang. O GRANDE PRÊMIO faz a cobertura completa do evento, assim como das outras classes do Mundial de Motovelocidade durante todo o ano.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da MotoGP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.