MotoGP

Rins bate Quartararo e lidera TL3 marcado por queda de Morbidelli na Catalunha. Márquez é 9º

Álex Rins cravou 1min39s547 e assegurou a liderança do terceiro treino na Catalunha com 0s036 de margem para Fabio Quartararo. No instante final, Cal Crutchlow superou Valentino Rossi e ficou com o terceiro posto, com Marc Márquez aparecendo apenas em nono

Grande Prêmio / JULIANA TESSER, de São Paulo
O clima mais quente de Montmeló na manhã deste sábado (15) também serviu para esquentar a MotoGP. Em um treino de muita movimentação na tabela, Álex Rins fez valer a força da Suzuki e garantiu a liderança do terceiro treino livre ao superar Fabio Quartararo por 0s036.
 
Depois de uma sexta nublada, o sol apareceu mais presente na Catalunha, o que melhorou as condições. Assim, os tempos começaram a cair desde o início do TL3, mas foi mesmo na reta final da atividade de 45 minutos que as coisas esquentaram.
Álex Rins (Foto: Divulgação/MotoGP)
Rins, porém, passou tranquilo nos minutos finais, já que Quartararo, o principal rival, saiu de combate mais cedo. O #20 sofreu apenas sua primeira queda na temporada, na curva 2, e não teve chance de tentar descontar os 0s036 que o afastavam do topo da tabela.
 
Cal Crutchlow, por outro lado, aproveitou a última de suas 19 voltas para cravar 1min39s711 e tomar o terceiro posto de Valentino Rossi por uma diferença de apenas 0s011. 0s209 mais lento que o líder, Maverick Viñales fez a quinta marca.
 
0s222 mais lento que o líder, Andrea Dovizioso ficou com o sexto tempo, com Pol Espargaró aparecendo para colocar a KTM na sétima colocação. Danilo Petrucci surge logo atrás.
 
Com 1min39s923, Marc Márquez ficou apenas com o nono tempo, 0s028 à frente de Jorge Lorenzo, o décimo. Os parceiros de Honda, aliás, tiveram o primeiro desentendimento, já que o líder do Mundial ficou bravo por encontrar o #99 lento na pista enquanto tentava baixar sua marca. O piloto de Palma de Maiorca tentou de desculpar durante o ensaio de largada, mas o #93 não estava muito no clima de fazer as pazes.
 
O treino desta manhã, no entanto, ficou marcado por uma forte queda de Franco Morbidelli. Brigando entre os ponteiros, o #21 acabou arremessado da YZR-M1 enquanto tentava baixar sua marca e teve de ser retirado da pista de maca. O piloto da SIC foi levado ao centro médico para um check-up, mas foi liberado para seguir com o fim de semana.
 
O GP da Catalunha de MotoGP está marcado para o domingo, às 9h (de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha tudo AO VIVO.

Paddockast #22
O que torna uma corrida de qualquer categoria legal? E chata?



Saiba como foi o treino livre 3 do GP da Catalunha de MotoGP:
 
Com o sol brilhando mais forte no céu de Montmeló, as temperaturas subiram nesta manhã de sábado. Quando a MotoGP entrou na pista, os termômetros marcavam 24°C, com o asfalto chegando a 30°C. A velocidade do vento era de 3 km/h.
 
Quando o cronômetro passou a contar os 45 minutos de sessão, Fabio Quartararo, Andrea Dovizioso, Takaaki Nakagami, Pol Espargaró, Francesco Bagnaia, Franco Morbidelli, Valentino Rossi, Danilo Petrucci, Marc Márquez e Cal Crutchlow eram os dez pilotos que provisoriamente tinham vaga direto no Q2, mas, com as condições melhores desta manhã, a expectativa era de mudanças nessa ordem.
 
Com 1min41s266, Álex Rins foi o primeiro a ocupar o topo da tabela nesta manhã, 0s139 melhor que Valentino Rossi, o segundo colocado. 
 
Na sequência, Márquez foi a 1min40s324 e assumiu a ponta, já baixando sua melhor marca no fim de semana. 0s020 atrás, Rins tinha o segundo tempo, à frente de Dovizioso, Morbidelli e Rossi. 
 
Marc, então, foi ainda melhor e, com 1min40s014, não só abriu 0s330 de vantagem no topo da tabela, mas registrou já o melhor tempo do fim de semana. Rossi também foi mais rápido e agora ocupava a quarta colocação.
 
Na quinta volta neste TL3, Morbidelli foi a 1min40s139 e assumiu o segundo posto, 0s125 atrás de Márquez. Rins, Dovizioso, Aleix e Rossi apareciam atrás, separados por 0s374.
 
Mais atrás, Quartararo melhorou para 1min40s471 e assumiu o sétimo posto, 0s457 atrás de Márquez. Miller, Bagnaia e Nakagami apareciam logo atrás do piloto da SIC.
 
Também com calçados macios, Rossi foi a 1min40s059 para assumir o terceiro posto, mas caiu uma posição na sequência, já que Rins, de médios, chegou a 1min39s547 para assumir a ponta. Jorge Lorenzo também melhorou e agora tinha o nono tempo, 0s716 mais lento que o líder.
 
Petrucci e Morbidelli também baixaram suas marcas, se instalando em quinto e sexto, respectivamente. O #21, no entanto, sofreu um revés na sequência. Melhorando suas parciais rodando atrás de Valentino, o italiano foi arremessado da YZR-M1 na curva 13 e precisou da ajuda dos médicos para deixar a pista de maca.
 
Quem também seguiu a linha da melhora foi Maverick Viñales. Também com os calçados mais moles, o #12 registrou 1min40s045 antes de voltar aos boxes e assumiu o quarto posto, só 0s009 melhor que Rossi, o quinto.
 
Mais atrás, Nakagami subiu para sétimo ao anotar 1min40s067. 0s648 atrás do companheiro de Suzuki, Mir se colocou em décimo.
 
Com pouco mais de três minutos para o encerramento deste TL3, Márquez baixou para 1min39s923, mas não conseguiu sair do terceiro posto, apenas reduziu seu atraso para Rins para 0s376.
 
Mais atrás, Andrea Dovizioso foi a 1min40s073 para ser oitavo, com Crutchlow passando para o décimo posto.
 
Pouco depois, Fabio Quartararo sofreu uma queda na curva 2. Curiosamente, foi a primeira queda do #20 na MotoGP.
 
Com 1min39s949, Lorenzo saltou para a quarta colocação, mas caiu duas posições na sequência, já que Rossi foi para o terceiro lugar, 0s008 à frente de Dovizioso, novo proprietário da quarta colocação.
 
Já com a bandeira quadriculada tremulando no traçado catalão, Dovizioso foi a 1min39s769 e passou para o terceiro posto, mas levou o troco de Rossi imediatamente, com o #46 sendo 0s047 melhor. Petrucci também avançou e se colocou em quinto.
 
Crutchlow, então, passou em 1min39s711 e assumiu o terceiro posto, 0s011 melhor que Rossi, o quarto. Viñales pegou o quinto posto, com Dovizioso caindo para sexto, à frente de Pol Espargaró, Petrucci, Márquez e Lorenzo.
 

MotoGP, GP da Catalunha, Barcelona, treino livre 3:

1 A RINS Suzuki 1:39.547  
2 F QUARTARARO SIC Yamaha 1:39.583 +0.036
3 C CRUTCHLOW LCR Honda 1:39.711 +0.164
4 V ROSSI Yamaha 1:39.722 +0.175
5 M VIÑALES Yamaha 1:39.756 +0.209
6 A DOVIZIOSO Ducati 1:39.769 +0.222
7 P ESPARGARÓ KTM 1:39.857 +0.310
8 D PETRUCCI Ducati 1:39.918 +0.371
9 M MÁRQUEZ Honda 1:39.923 +0.376
10 J LORENZO Honda 1:39.949 +0.402
11 J MILLER Pramac Ducati 1:39.967 +0.420
12 T NAKAGAMI LCR Honda 1:40.067 +0.520
13 F MORBIDELLI SIC Yamaha 1:40.079 +0.532
14 J MIR Suzuki 1:40.158 +0.611
15 A ESPARGARÓ Aprilia Gresini 1:40.366 +0.819
16 A IANNONE Aprilia Gresini 1:40.454 +0.907
17 F BAGNAIA Pramac Ducati 1:50.582 +11.035
18 K ABRAHAM Avintia Ducati 1:40.761 +1.214
19 J ZARCO KTM 1:40.942 +1.395
20 T RABAT Avintia Ducati 1:40.996 +1.449
21 B SMITH Aprilia Gresini 1:41.023 +1.476
22 M OLIVEIRA Tech3 KTM 1:41.102 +1.555
23 S GUINTOLI Suzuki 1:41.115 +1.532
24 H SYAHRIN Tech3 KTM 1:41.498 +1.787




Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.