Rossi compara Ducati com Ferrari e revela proposta financeira menor que nos anos anteriores

Em entrevista à TV italiana, Valentino Rossi revelou que a proposta financeira da Ducati é menor do que nos anos anteriores. Piloto comparou atuação da Ferrari com a Ducati frente aos problemas deste início de temporada

Valentino Rossi teve mais uma corrida para esquecer neste domingo (29). O piloto sofreu uma queda na entrada do saca-rolhas na penúltima volta do GP dos Estados Unidos e precisou pegar uma carona com Nicky Hayden para poder voltar aos boxes da Ducati.

Após a prova, o piloto concedeu uma entrevista à TV italiana e contou detalhes sobre a proposta que ouviu de Gabriele Del Torchio, presidente da Ducati. De acordo com o multicampeão, o time de Borgo Panigale lhe ofereceu menos dinheiro do que nos anos anteriores.
 

Rossi afirmou que muitas coisas estão mudando na Ducati com a chegada da Audi (Foto: Ducati)


“A Ducati me fez uma oferta menor”, contou. “O pagamento é menor do que era. Mas, felizmente, para mim isto não é um problema. Estou pensando na oferta que me fizeram, pois parece que vai mudar muita coisa. Com a Audi eu teria mais dinheiro e há uma grande vontade de fazer melhor do que hoje. Ficando na Ducati, farei uma aposta de longo prazo, o que é preocupante”, considerou.

O companheiro de Nicky Hayden disse, no entanto, que o fascínio que solucionar os problemas da esquadra italiana segue maior do que qualquer outra coisa.

“Será uma escolha difícil, estou saindo de férias e vou pensar nisso”, falou. “O fascínio de melhorar a Ducati e vencer com aquela moto segue maior do que qualquer outra coisa.”

Na avaliação de Rossi, o maior problema da GP12 está no aquecimento dos pneus dianteiros. “Temos um problema muito sério no aquecimento do pneu dianteiro. Ele não aquece”, explicou. “Se resolvermos isso, a Ducati pode ser competitiva”, considerou. “Eu não sei como resolver, do contrário, teria dito.”

Valentino também comparou o time com a conterrânea Ferrari. Assim como a fábrica de Bolonha, a equipe da F1 também começou o ano com um carro problemático, mas conseguiu evoluir o projeto e hoje conta com Fernando Alonso na liderança do Mundial.

“Ao contrário da Ferrari, que conseguiu melhorar um carro que não estava indo bem, nós não fomos capazes de fazer isso”, lamentou.

Por fim, Rossi afirmou que a Ducati não lhe apresentou uma proposta técnica detalhada, mas afirmou que muitas coisas estão mudando por conta da chegada da montadora germânica.

“Não há uma proposta técnica detalhada, estão mudando muitas coisas, chegando outras pessoas. Precisa acreditar, mas isso leva tempo”, disse. “Acho que [Filippo] Preziosi ficará na Ducati”, completou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube