Rossi decide ficar na MotoGP e encaminha acordo com equipe satélite da Yamaha

De acordo com o jornal italiano La Gazzetta dello Sport, Valentino Rossi já acertou com a Yamaha a mudança para a satélite SRT em um contrato que pode ser renovado para 2022. O anúncio é esperado para o fim de semana do GP da Espanha

Valentino Rossi não vai a lugar nenhum. Apesar de ainda não ter tido a chance de avaliar a performance na pista por conta do atraso causado pela pandemia do novo coronavírus, o #46 acertou com a Yamaha e vai seguir na MotoGP correndo com as cores da SRT.

De acordo com o jornal italiano La Gazzetta dello Sport, Rossi assinou direto com a Yamaha para correr com a SRT para 2021, mas o contrato dá a possibilidade de renovação para 2022. O piloto de Tavullia está com 41 anos.

Valentino Rossi pode ficar na MotoGP até os 43 anos (Foto: Divulgação/MotoGP)
Paddockast #69 | Papo com Felipe Drugovich
Ouça também: PODCASTS APPLE | ANDROID | PLAYERFM

A SRT é a caçula entre as equipes da MotoGP. Com estruturas na Moto3 e na Moto2, a equipe malaia subiu para a classe rainha do ano passado, quando abandonou o nome de SIC ― oriundo do circuito de Sepang ― e ganhou o apoio da gigante Petronas.

A 21ª temporada na classe rainha do Mundial de Motovelocidade vai marcar o adeus de Rossi à equipe de fábrica da Yamaha. Depois de 15 campeonatos juntos ― incluindo 2020 ―, o multicampeão vai deixar o time oficial, mas seguirá contando com o apoio integral da marca de Iwata, que terá Maverick Viñales e Fabio Quartararo no time principal nos próximos dois anos.

A permanência de Valentino na MotoGP não chega como surpresa. Apesar de ter condicionado a assinatura de um novo contrato a uma avaliação de performance no início da temporada, o meio irmão de Luca Marini já tinha admitido renovar no escuro, uma vez que a pandemia impediu o campeonato deste ano de começar. A primeira prova da temporada acontece apenas em 19 de julho, na Espanha.

Com a mudança para a equipe malaia, Rossi terá a chance de correr ao lado de um dos integrantes da Academia de Pilotos VR46. Apesar de a renovação com Franco Morbidelli ainda não ter sido anuncia, a expectativa é de que o ítalo-brasileiro mantenha a vaga na estrutura comandada por Razlan Razali.

Dono de nove títulos ― sete na classe principal ―, Rossi é recordista de vitórias na MotoGP/500cc, com 89 triunfos. O italiano é também o piloto com mais pódios: 198. Com 342 largadas no currículo, Valentino só perde em número de títulos para o lendário Giacomo Agostini, que foi campeão das 500cc em oito oportunidades.

Com a escolha de seguir na MotoGP, o filho de Graziano e Stefania terá a chance de seguir perseguindo o sonho do décimo título do Mundial. Além das sete taças da classe rainha, Rossi também foi campeão das 125cc ― em 1997 ― e das 250cc ― em 1999.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO? Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.
Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.
Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube