Rossi destaca problemas com pneus Michelin em “dia difícil” no Catar

O domingo (23) não foi dos melhores para o Doutor em Losail, no Catar. Apenas na nona posição, ele ficou bem atrás do companheiro de equipe, Maverick Viñales, e no meio do pelotão

Valentino Rossi terminou o segundo dia de testes no Catar apenas na nona posição, 0s7 atrás de Fabio Quartararo, o mais veloz. Apesar da melhor de seu tempo em relação ao sábado, o #46 ainda não ficou satisfeito com o desempenho.
 
"Foi um dia um pouco mais difícil que ontem, pois tivemos que experimentar algumas coisas e não fomos capazes de encontrar nenhuma grande melhora", afirmou o italiano.
 
"Melhoramos em alguns aspectos, mas em outros pioramos, mas estamos todos mais ou menos ali. Na questão de ritmo, estamos muito atrás dos que estão na frente, mas somos muitos os que estamos ali no pelotão", completou.
 
"Amanhã será importante porque é o último dia de testes de inverno e devemos fazer um resumo de tudo que testamos desde Valência, em novembro. Mas agora mesmo posso dizer que estamos preparados para a primeira corrida e tenho muita curiosidade para que comecem as corridas, é o mais divertido e interessante", comentou Rossi.
Valentino Rossi (Foto: Yamaha)
Paddockast #49
RAÍ CALDATO: O ARTISTA PREFERIDO DE LEWIS HAMILTON

Ouça:

Spotify | iTunes | Android | playerFM

 
O Doutor ainda analisou os novos compostos da Michelin para a temporada 2020. Ele espera uma mudança de rendimento inesperada dos pneus na M1, a moto da Yamaha para o campeonato da MotoGP.
 
"Hoje, com os pneus, parecíamos ter mais dificuldades do que ontem. No primeiro dia, conseguimos fazer a distância de uma corrida sem problemas, mas hoje mudou o comportamento e foi um pouco mais difícil", afirmou Rossi
 
O #46 ainda falou sobre o 'holeshot', um dispositivo que segura a suspensão traseira na largada e que a Yamaha está testando na pré-temporada. "Nosso dispositivo é um grande passo adiante, sem dúvida vai nos ajudar. O ponto é que quase todo mundo terá na primeira corrida, então as coisas não mudarão muito", finalizou.
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube