MotoGP

Rossi esquenta briga, volta à pole-position e vê Lorenzo na terceira fila do grid para GP da Holanda. Márquez é terceiro

Defendendo a liderança do Mundial, Valentino Rossi conquistou a pole-position pela primeira vez na temporada 2015. Aleix Espargaró e Marc Márquez completam a primeira fila, com Jorge Lorenzo saindo apenas em oitavo

Warm Up / JULIANA TESSER, de São Paulo
A cobertura completa do GP da Holanda no GRANDE PRÊMIO

Valentino Rossi é um homem de palavra. A caminho de Assen, o italiano reconheceu que precisava melhorar sua performance no treino classificatório e foi exatamente isso que fez nesta sexta-feira (26).
 
Com seu melhor giro em 1min32s627, o multicampeão conquistou sua primeira pole-position desde o GP de Valência do ano passado — a 51ª da carreira na classe rainha — e deu um fim à sequência de posições ruins no grid com direito a um novo recorde para a Catedral.
Valentino Rossi conquistou sua 51ª pole na classe rainha (Foto: Yamaha)
De novo mostrando o bom ritmo da Suzuki, Aleix Espargaró, que tem direito a utilizar um pneu traseiro mais macio que os pilotos de Honda e Yamaha, virou 0s231 mais lento que o #46 e ficou com o segundo posto no grid.
 
Correndo com o chassi de 2014 da RC213V, Marc Márquez voltou a mostrar que a Honda não tem problema de ritmo em uma volta e, com 1min32s858, conquistou a última vaga do top-3.

Confirmando o forte desempenho do fim de semana, Dani Pedrosa foi 0s360 mais lento que Rossi e vai abrir a segunda fila, logo à frente de Pol Espargaró. Andrea Iannone aparece para completar a segunda linha da grelha.
 
Depois de flertar com a primeira fila, Cal Crutchlow acabou 0s401 atrás de Valentino e vai abrir a terceira fila, 0s014 à frente de Jorge Lorenzo, que foi o grande perdedor desta sexta. O espanhol não gostou nada dos pneus escolhidos pela Bridgestone para este fim de semana. Maverick Viñales aparece em nono, com Andrea Dovizioso, Danilo Petrucci e Bradley Smith completando um top-12 separado por 0s609.
 
Márquez lidera quarto treino livre à frente das Yamaha 
 
Sem a presença da chuva, os pilotos puderam aproveitar mais uma sessão de pista seca no quarto treino livre. No início desta tarde em Assen, a temperatura estava na casa dos 23°C, com o asfalto chegando aos 35°C.
 
Em uma sessão comumente usada para simulações de corrida, os pilotos deixaram os boxes — em sua maioria — apostando em uma combinação de pneu macio na frente e médio atrás.
 
Ainda nos primeiros minutos da sessão, Valentino Rossi, o mais rápido nos treinos livres, correu de volta aos boxes da Yamaha para praticar o procedimento de flag-to-flag. O clima costuma dar um trabalhinho em Assen, então todo mundo quer estar preparado.
 
Com 1min34s326, Marc Márquez abriu a sessão no topo da tabela, 0s012 à frente de Jorge Lorenzo. Dani Pedrosa vinha em terceiro, seguido por Danilo Petrucci e Aleix Espargaró.
 
No giro seguinte, Lorenzo cravou 1min33s872 e assumiu a ponta, à frete de Márquez e Pedrosa. 0s722 mais lento, Rossi tinha a quarta colocação, com Yonny Hernández fechando o top-5.
Andrea Dovizioso (Foto: Ducati)
Na sequência, Márquez colocou a Honda na frente da Yamaha ao superar Lorenzo por 0s299. Pouco depois, Pedrosa também bateu o #99, saltando para segundo. 
 
Cal Crutchlow pulou para a quarta colocação, mas perdeu posto para Andrea Iannone na sequência. 0s781 mais lento que o campeão vigente, Rossi subiu para quinto, à frente de Aleix Espargaró.
 
Rodando na ponta e com pista livre pela frente, Márquez, que agora usa uma versão híbrida da RC213V — com chassi de 2014 e motor e braço oscilante de 2015 —, baixou para 1min33s387, ampliando sua vantagem na ponta. Rossi também foi melhor e passou a ocupar o terceiro posto, 0s027 à frente de Lorenzo.
 
Antes de seguir para os boxes da Suzuki, Aleix Espargaró também melhorou seu tempo de volta, saltando para o quinto posto. Iannone vinha logo atrás, com Smith, Crutchlow, Pol e Dovizioso fechando o top-10.
 
Perto da metade da sessão, Rossi virou em 1min33s540 e assumiu o segundo posto, 0s153 atrás de Márquez, que seguia na ponta. Pedrosa vinha em terceiro, com Lorenzo na quarta colocação.
 
Com menos de 15 minutos no relógio, os pilotos seguiram rumo aos boxes para trabalharem com as equipes no desempenho dos protótipos. Márquez liderava, à frente de Rossi, Pedrosa, Lorenzo, Aleix, Iannone, Smith, Crutchlow, Pol e Dovizioso.
 
Na saída dos boxes, Rossi voltou com uma combinação de macio na dianteira da YZR-M1 e médio atrás. O italiano tenta melhorar sua performance na classificação para poder combater Jorge Lorenzo de forma mais eficiente.
 
Com 1min34s182, Dovizioso saltou para a quinta colocação, 0s795 atrás do líder. Smith também foi melhor e via em décimo, seguido por Viñales e Crutchlow.
 
Após o teste privado de Aragão, Rossi e Lorenzo optaram por seguir usando o novo chassi desenvolvido pela Yamaha, que agora está nas motos titulares e reservas dos dois pilotos.
 
Pouco depois, Cal anotou 1min33s988 e passou a ocupar a quinta colocação, 0s601 atrás de Márquez. Aleix vinha na sequência, seguido por Dovizioso, Smith, Iannone e Viñales. 
 
Lorenzo também conseguiu melhorar seu tempo de volta e saltou para o terceiro posto, 0s052 atrás de Rossi, que seguia em segundo, atrás de Márquez.
 
Com a bandeira quadriculada tremulando em Assen, ninguém conseguiu superar o tempo de Márquez, que ficou com a liderança com 0s153 de vantagem para Rossi Lorenzo completa o top-3.

Com tranquilidade, Aleix Espargaró avança ao Q2 seguido por Petrucci
 
Como definido pelo resultado combinado dos treinos livres, Stefan Bradl, Héctor Barberá, Danilo Petrucci, Alex de Angelis, Álvaro Bautista, Marco Melandri, Aleix Espargaró, Jack Miller, Scott Redding, Eugene Laverty, Mike Di Meglio, Yonny Hernández, Nicky Hayden e Loris Baz participaram do Q1.
 
Bradl abriu os trabalhos na ponta, mas logo Petrucci se instalou na liderança. Sem muita demora, Aleix virou 1min33s380 e assumiu o comando do treino. Bradl vinha em terceiro, 0s286 atrás da vaga no Q2.
 
A bordo de uma RC213V, Scott Redding vinha enfrentando mais um fim de semana difícil. Sem confiança, o britânico vinha em oitavo, 1s065 distante do líder. O #45 ainda não se entendeu com o protótipo famoso que tem em mãos.
Scott Redding não consegue se entender com a RC213V (Foto: Marc VDS)
Com pouco menos de oito minutos para o fim, com exceção de Redding, todos os demais já estavam nos boxes. Depois de alguns minutos parados, os pilotos reiniciaram a sessão, com o #41 permanecendo sentado nos boxes da Suzuki.
 
Restando menos de dois minutos para o fim, Hernández saltou para a quarta colocação, 0s495 atrás do líder. Baz vinha em quinto, seguido por Redding.
 
Na garagem da Suzuki, Aleix entendeu que já tinha feito o suficiente para avançar à fase seguinte e decidiu permanecer nos boxes. 
 
Com o cronômetro zerado, ninguém bateu o 1min33s380 de Aleix, que avançou tranquilamente ao Q2 junto com Petrucci. Assim, Bradl larga em 13º, à frente Hernández, Baz, Redding, Barberá, Di Meglio, Laverty, Miller, Bautista, Hayden, De Angelis e Melandri.

Rossi cumpre meta e larga na pole em Assen
 
Após garantirem vaga na fase seguinte com os melhores tempos do Q1, Aleix e Petrucci se juntaram a Dovizioso, Viñales, Pedrosa, Iannone, Crutchlow, Smith, Pol, Rossi, Márquez e Lorenzo para os 15 minutos finais do treino classificatório da MotoGP.
 
Ao contrário do que faz normalmente, Lorenzo não foi o primeiro a sair, com Rossi puxando a fila na classificação. O espanhol, no entanto, não demorou muito para se juntar ao companheiro de Yamaha.
 
No primeiro giro, Valentino cravou 1min33s826, mas foi Márquez quem ficou com a ponta da tabela virando 0s821 mais rápido que o multicampeão. Dovizioso logo se instalou em segundo, à frente de Pol, Petrucci, Aleix, Smith e Rossi.
 
Ao completar seu primeiro giro em 1min33s146, Jorge saltou para o terceiro posto, 0s141 atrás do líder. Rossi melhorou na sequência, subindo para sexto.
Jorge Lorenzo foi o grande perdedor do treino desta sexta (Foto: Yamaha)
Márquez vinha em ritmo de baixar sua marca, mas encontrou Aleix no caminho e não conseguiu melhorar. Crutchlow, por outro lado, pulou para o segundo posto, à frente de Lorenzo, Dovizioso, Pol, Aleix, Pedrosa, Petrucci, Rossi e Iannone.
 
Pouco depois, Valentino anotou 1min33s150 e saltou para o quito posto, 0s145 atrás do líder. Pedrosa também perdeu tempo na parcial final e ficou em sexto, 0s096 atrás de Rossi.
 
Com cerca de sete minutos para a bandeirada, todos os pilotos foram para os pits em busca de novos pneus. Márquez tinha a pole provisória, seguido por Crutchlow, Lorenzo, Dovizioso e Rossi.
 
Smith foi o primeiro a sair, seguido por Rossi, que foi o penúltimo a parar. Márquez, por sua vez, foi o último a deixar os boxes.
 
Com 1min33s236, Smith saltou para o sexto posto, 0s231 trás de Márquez. Na sequência, Lorenzo subiu para segundo, apenas 0s039 atrás de Márc.
 
Com 1min32s858, Aleix colocou a Suzuki na pole provisória, abrindo 0s147 de margem para Márquez. Pol vinha em terceiro, à frente de Lorenzo, Dovizioso, Crutchlow, Petrucci, Rossi e Viñales.
 
Viñales baixou para 1min33s076 e subiu para quinto. Na sequência, Rossi cravou 1min32s627 e assumiu a ponta, abrindo 0s231 de margem para Aleix. Márquez era o terceiro, seguido por Pedrosa e Pol.
 


MotoGP, GP da Holanda, Assen, Grid de largada:

1 46 VALENTINO ROSSI ITA YAMAHA 1:32.627  
2 41 ALEIX ESPARGARÓ ESP SUZUKI 1:32.858 +0.231
3 93 MARC MÁRQUEZ ESP HONDA 1:32.886 +0.259
4 26 DANI PEDROSA ESP HONDA 1:32.987 +0.360
5 44 POL ESPARGARÓ ESP TECH3 YAMAHA 1:33.013 +0.386
6 29 ANDREA IANNONE ITA  DUCATI 1:33.106 +0.479
7 35 CAL CRUTCHLOW ING LCR HONDA 1:33.028 +0.401
8 99 JORGE LORENZO ESP YAMAHA 1:33.042 +0.415
9 25 MAVERICK VIÑALES ESP SUZUKI 1:33.076 +0.449
10 4 ANDREA DOVIZIOSO ITA DUCATI 1:33.112 +0.485
11 9 DANILO PETRUCCI ITA PRAMAC DUCATI 1:33.126 +0.499
12 38 BRADLEY SMITH ING TECH3 YAMAHA 1:33.236 +0.609
13 6 STEFAN BRADL ALE FORWARD YAMAHA 1:33.789 +1.162
14 68 YONNY HERNÁNDEZ COL PRAMAC DUCATI 1:33.875 +1.248
15 76 LORIS BAZ FRA FORWARD YAMAHA 1:33.999 +1.372
16 45 SCOTT REDDING ING MARC VDS HONDA 1:34.071 +1.444
17 8 HECTOR BARBERÁ ESP AVINTIA DUCATI 1:34.223 +1.596
18 63 MIKE DI MEGLIO FRA AVINTIA DUCATI 1:34.289 +1.662
19 50 EUGENE LAVERTY IRN ASPAR HONDA 1:34.428 +1.801
20 43 JACK MILLER AUS LCR HONDA 1:34.645 +2.018
21 19 ÁLVARO BAUTISTA ESP APRILIA GRESINI 1:34.736 +2.109
22 69 NICKY HAYDEN EUA ASPAR HONDA 1:34.972 +2.345
23 15 ALEX DE ANGELIS RSM IODA ART 1:35.189 +2.562
24 33 MARCO MELANDRI ITA APRILIA GRESINI 1:35.376 +2.749