carregando
MotoGP

Rossi fala em correr na MotoGP até 2018 e sugere participação futura nas 24 Horas de Le Mans ou no Rali Dakar

Com contrato com a Yamaha perto do fim, Valentino Rossi indicou que pode renovar seu vínculo com o time de Iwata uma última vez. Italiano avaliou que poderá disputar as 24 Horas de Le Mans ou o Rali Dakar quando deixar o Mundial de Motovelocidade

Warm Up / Redação GP, de São Paulo
O contrato de Valentino Rossi com a Yamaha chega ao fim em 2016, mas o italiano parece não ter planos de aposentadoria. Embora planeje tomar sua decisão após a primeira metade da temporada, o italiano revelou que já está bastante convencido a seguir no Mundial.
 
Em entrevista ao jornal italiano ‘La Gazzetta dello Sport’, Rossi indicou que pode seguir na MotoGP até os 39 anos, ou seja, até 2018. Depois disso, o multicampeão acredita que pode se aventurar em outros segmentos.
Valentino Rossi não quer largar sua M1 tão cedo (Foto: Yamaha)
“Vou participar das primeiras cinco ou seis corridas, mas estou bem convencido de que vou passar os próximos anos com a Yamaha”, contou. “Aí será o bastante, já que estou ficando com cabelo branco”, comentou.
 
“Entretanto, aos 39 eu poderia participar de algumas corridas de carro, como as 24 Horas de Le Mans ou o Rali Dakar”, sugeriu.
 
Questionado se pensava em formar um time para disputar a MotoGP, Valentino afirmou que prefere ajudar no desenvolvimento de jovens talentos.
 
“Não estou realmente interessado nisso”, respondeu. “As coisas seriam mais divertidas na Moto2 ou Moto3. Eu gostaria de ajudar jovens a se desenvolverem”, concluiu.
VEJA A EDIÇÃO #19 DO PADDOCK GP, QUE ABORDA STOCK CAR, F1, INDY E F-E