Rossi garante motivação na briga pelo título e fala em “esforço extremo” de 2015: “Paguei demais pelo ano passado”

53 pontos atrás de Marc Márquez na classificação da MotoGP, Valentino Rossi se recusa a entregar os pontos e diz que segue muito motivado para conseguir novas vitórias na classe rainha. Italiano lembrou a derrota de 2015 e avaliou que pagou um preço alto pela disputa de seu décimo título

Os três abandonos cobraram um preço alto de Valentino Rossi na temporada 2016 da MotoGP, mas o italiano, apesar dos 37 anos, segue em forma e em condições de brigar pela ponta. Ainda assim, o #46 entende que pagou um preço alto pela disputa do ano passado.
 
Valentino Rossi avaliou que pagou um preço alto pela temporada passada (Foto: Yamaha)

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

Falando ao site oficial da MotoGP, Rossi garantiu que segue muito motivado em ampliar seu histórico vitorioso, mas lembrou a dificuldade que teve em aceitar a derrota do ano passado e voltou a apontar o Rali de Monza como um ponto de virada.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

“Tenho uma grande motivação, porque quero tentar vencer mais corridas e o campeonato, pois ano passado eu estive muito, muito perto”, disse Rossi. “A sensação foi muito ruim, pois acho que o fim do ano passado não foi justo. As primeiras duas ou três semanas foram difíceis, mas depois do Rali de Monza eu voltei a correr e, naquele momento, pensei: ‘Ok, esquecemos’”, seguiu.
 
“Você nunca esquece, mas tenta esquecer. A pressão e a energia que eu gastei no ano assado foi um esforço extremo, pois chegamos na última corrida daquele jeito”, comentou. “Se você ganha, você recupera alguma energia. Se perde, não recupera. Então, para mim, paguei demais pelo ano passado”, avaliou.
 
53 pontos atrás de Márquez na classificação de 2016, Rossi evita entregar os pontos e acredita que o Mundial teria uma história diferente não fosse a quebra de Mugello e o clima instável que vem marcando a temporada.
 
“É uma pena, pois eu tenho potencial para lutar por este campeonato”, opinou. “Como eu tive azar, e também por conta dos meus erros, agora nós estamos muito longe do topo. Se a moto não tivesse quebrado em Mugello; se não tivesse chovido em Assen, onde eu era muito forte; se não tivesse chovido em Sachsenring, eu poderia ter lutado pela vitória… Mas se, se, se… Nós temos o potencial, mas, infelizmente, não temos pontos o suficiente”, lamentou.
 
“Então a meta para as próximas corridas é tentar ficar neste nível, mas, especialmente, tentar trazer para casa mais pontos”, afirmou. “Com essa desvantagem, você não pode pensar no futuro. Vou tentar fazer o máximo corrida após corrida, mas, sabe, no esporte, nunca está acabado até que termine. Então se desistirmos agora, melhor ficar em casa”, concluiu.
PADDOCK GP #44 DEBATE VITÓRIAS DE ROSBERG EM SPA E DE RAHAL NO TEXAS

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube