Rossi lamenta chance perdida com erro na Catalunha: “Precisava prestar mais atenção”

Italiano considerou que tinha uma chance em Barcelona de encerrar o jejum de vitórias na MotoGP. Foi o terceiro abandono do piloto da Yamaha na temporada 2020

Valentino Rossi saiu frustrado do GP da Catalunha de MotoGP. Rápido ao longo de todo o fim de semana, o piloto da Yamaha brigava entre os ponteiros, mas com nove voltas para o fim, caiu na curva 2 de Barcelona e registrou o terceiro abandono da temporada 2020 ― o primeiro aconteceu por uma quebra da YZR-M1.

Rossi atribuiu o tombo à baixa temperatura do lado esquerdo do pneu dianteiro, uma circunstância que causou várias quedas no traçado de Montmeló ao longo do fim de semana. No domingo, aliás, a temperatura estava ainda mais baixa do que nos outros dias, com o asfalto atingido apenas 21°C.

Valentino Rossi exibiu um bom ritmo ao longo de todo o fim de semana (Foto: Divulgação/MotoGP)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

“É uma grande pena, porque foi um bom fim de semana. Fui rápido desde sexta-feira e conseguimos melhorar a moto, então, eu era rápido”, disse Rossi. “Estava forçando, pois queria ficar perto de Fabio [Quartararo], mas hoje a temperatura estava muito baixa e a curva 2 é sempre perigosa, pois você tem menos temperatura no lado esquerdo do pneu dianteiro”, explanou.

“Talvez eu tenha forçado demais na entrada da curva e perdi a frente”, admitiu. “Olhando para os dados, é muito, muito similar à volta anterior, mas com essa temperatura, precisava ter prestado mais atenção com o lado esquerdo”, seguiu.

“É uma grande, grande pena, pois precisávamos do pódio depois de um fim de semana como esse”, salientou.

Valentino explicou que, ciente de que o desgaste dos pneus aconteceria em meados da disputa, tentou manter contato com Quartararo e Franco Morbidelli ao mesmo tempo em que buscava conservar a borracha.

“No início, tínhamos um bom ritmo, mas tentei rodar muito suavemente pelos pneus dianteiro e traseiro, pois sabia, como todo mundo, que sofreríamos no final da corrida. Então fiquei na frente, mas sem forçar depois para estar lá”, explanou. “Fabio, Franco e eu éramos os mais rápidos na primeira parte da corrida. E estávamos muito próximos. Talvez Fabio fosse um pouco melhor, mas quando o pneu desgastou bastante, também Fabio perdeu muito nas últimas voltas”, apontou.

“Nunca saberemos, pois eu caí, mas se conseguisse diminuir [o ritmo] menos do que ele, pois talvez fosse um pouco melhor nas últimas voltas, também poderia vencer”, ponderou.

O piloto de 41 anos contou, também, que tentou apertar o passo pensando na aproximação de rivais como Suzuki e Ducati na parte final da corrida.

“Depois que Franco cometeu um erro na curva 1, eu forcei, porque não queria ter muita desvantagem para Fabio. Queria tentar ficar próximo dele, também porque sabia que as motos que normalmente são rápidas no fim da corrida, como Suzuki e Ducati, não estavam longe”, falou. “Com certeza, eu poderia ter estado no pódio e não sei o que teria acontecido nas últimas voltas, pois todo mundo ― especialmente Quartararo ― diminuiu muito”, encerrou.

LEIA TAMBÉM
+ Quartararo retoma ponta e Mir ganha terreno na briga pelo título. Confira classificação
Fernández pula de moto em chamas no warm-up da Moto2 na Catalunha
Rossi assina contrato de um ano com Yamaha e corre pela SRT na temporada 2021

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube