MotoGP

Rossi sofre derrota no Tribunal Arbitral do Esporte e vai ter de largar em último na final da MotoGP em Valência

O Tribunal Arbitral do Esporte confirmou nesta quinta-feira (5) a sanção aplicada a Valentino Rossi pelo toque com Marc Márquez no GP da Malásia. Com a pena, italiano terá de largar em último na prova que vai decidir o título da MotoGP

Warm Up / JULIANA TESSER, de São Paulo
Valentino Rossi sofreu uma grande derrota nesta quinta-feira (5). O Tribunal Arbitral do Esporte confirmou a punição imposta pela direção de prova da MotoGP e confirmada pela FIM (Federação Internacional de Motociclismo) pelo toque com Marc Márquez no GP da Malásia. Assim, o #46 terá de largar no fim do grid na prova que decide o título de 2015.
 
Em sua decisão, a corte de Lausanne entendeu que o pedido de Rossi para suspender a execução da pena não cumpriu os requisitos necessários para ser concedido.
 
Por se tratar da instância máxima para disputas de cunho esportivo, Valentino não tem outra opção a não ser acatar a decisão do TAS.
 
O caso de Rossi foi defendido pelo suíço Massimiliano Maestretti, um advogado que atuou como consultor da Ferrari entre 2004 e 2009.

A cobertura completa do GP da Comunidade Valenciana no GRANDE PRÊMIO
Valentino Rossi sofreu uma derrota no tribunal de Lausanne (Foto: AP)
“A Corte Arbitral do Esporte (CAS) rejeitou o pedido de Valentino Rossi de suspender a execução da decisão dos comissários da FIM de 25 de outubro de 2015”, disse o tribunal em uma nota à imprensa. “Assim, a decisão dos comissários da FIM de impor três pontos de punição na carteira de Valentino Rossi após o incidente com Marc Márquez durante o GP da Malásia realizado em 25 de outubro de 2015 permanece e Valentino Rossi vai iniciar a próxima (e última) etapa da temporada, a ser realizada em Valência, na Espanha, entre 6 e 8 de novembro, na última posição do grid”, continuou.

“Depois da corrida na Malásia, a direção de prova julgou que Valentino Rossi deliberadamente abriu a trajetória para forçar Marc Márquez para fora da linha, resultando em um contato, que causou a queda de Márquez. Por essa quebra do regulamento da FIM, a direção de prova impôs três pontos de punição na ficha do piloto, uma sanção depois confirmada pelos comissários da FIM”, lembrou a CAS. “Como Valentino Rossi já tinha um ponto de punição de um incidente anterior neste ano, esta decisão o leva para quatro pontos de punição. Com base no regulamento da FIM, um piloto com quatro pontos de punição deve começar a próxima corrida da última posição do grid”, justificou.

De acordo com o Tribunal Arbitral, representantes de Rossi e da FIM foram ouvidos na sede da entidade na quarta-feira apenas para julgar o pedido de suspensão da execução da pena, mas o entendimento do árbitro, o alemão Ulrich Haas, é de que os requisitos para tal suspensão não foram cumpridos.
 
“Esse pedido para suspender a execução da punição foi feito à Corte Arbitral do Esporte em 29 de outubro de 2015 por Valentino Rossi junto com a apelação dele para ter a penalidade de três pontos impostos pela FIM anulada ou, pelo menos, reduzida. O árbitro da CAS, indicado por um acordo mutuo entre as partes (Prof. Ulrich Haas/Alemanha), ouviu os representantes do Sr. Rossi e da FIM ontem no escritório da CAS em Lausanne para poder julgar, exclusivamente, o pedido urgente de suspensão, para determinar se Valentino Rossi deveria ou não largar da última posição do grid em Valência. O árbitro da CAS julgou que as condições para conceder a suspensão não foram cumpridas, o que significa que a sanção imposta pela FIM terá de ser cumprida no próximo GP, em Valência”, relatou.
 
O desentendimento entre Rossi e Márquez começou ainda na coletiva de imprensa da Malásia, quando o piloto da Yamaha acusou o jovem bicampeão de ter ajudado Jorge Lorenzo na corrida em Phillip Island. Na prova em Sepang, Valentino e Marc travaram um duro embate nas voltas iniciais, mas o duelo terminou na 7ª volta, quando o espanhol tentou passar o italiano e caiu após um toque. 
 

Mexeu com Rossi, mexeu com a italianada toda http://grandepremio.uol.com.br/motogp/noticias/patrocinadora-de-lorenzo-marca-de-relogios-italiana-anuncia-saida-da-motogp-em-meio-a-polemica-apos-gp-da-malasia

Posted by Grande Prêmio on Quinta, 5 de novembro de 2015


 O #46 foi considerado culpado pelo acidente de Márquez e recebeu três pontos de punição por direção irresponsável. Como já tinha um ponto por uma infração anterior, o italiano vai largar em último na Comunidade Valenciana.
 
A Yamaha recorreu a FIM (Federação Internacional de Motociclismo) para tentar reverter a sanção da direção de prova, mas a entidade confirmou a punição. Na última sexta-feira, Rossi recorreu ao Tribunal Arbitral do Esporte para tentar se livrar da punição na etapa final da temporada.
 
No início desta semana, o TAS anunciou que tinha rejeitado um pedido de interferência de Jorge Lorenzo, que queria participar do processo. A corte de Lausanne, na Suíça, entretanto, entendeu que se tratava de uma questão apenas entre Rossi e a FIM.
 
A postura do espanhol desagradou a Yamaha, que foi pega de surpresa pelo pedido de intervenção. Ao contrário de Rossi, Jorge não comunicou Iwata sobre sua ação no TAS.

O tribunal confirmou a informação de Albert Valera, empresário de Lorenzo, de que a corte aceitou documentos fornecidos por ele para embasar a decisão do árbitro.
 
“Em 2 de novembro de 2015, Jorge Lorenzo fez um pedido de intervenção para poder participar desta arbitração do CAS, mas tal pedido foi negado. Entretanto, o árbitro do CAS, depois de consultar as partes, permitiu a introdução de uma declaração por escrito do advogado de Jorge Lorenzo”, confirmou.

Apesar da derrota desta quinta-feira, o processo segue na CAS, que ainda vai decidir se reduz ou não a pena imposta pela FIM. Se, por ventura, o tribunal conceder a redução da pena, o #46 terá cumprido a punição sem necessidade.
 
“O processo de arbitração ainda está em progresso e uma decisão final sobre os méritos será feita em um estágio posterior”, encerrou a CAS.
 

Final mais apertada desde 1992. Vai perder?http://grandepremio.uol.com.br/motogp/noticias/previa-em-meio-a-treta-motogp-decide-campeao-na-final-mais-apertada-desde-1992

Posted by Grande Prêmio on Quinta, 5 de novembro de 2015
VIU ESSA? O POLÊMICO INCIDENTE ENTRE ROSSI E MÁRQUEZ NA MOTOGP