MotoGP

Salom não resiste a ferimentos de acidente no segundo treino da Moto2 em Barcelona e morre aos 24 anos

Luis Salom não resistiu aos ferimentos sofridos no acidente em meados do segundo treino em Barcelona e foi declarado morto às 11h55 (de Brasília). O espanhol chegou a passar por uma cirurgia no Hospital Geral da Catalunha
Warm Up / JULIANA TESSER, de São Paulo
 Salom não resistiu aos graves ferimentos sustidos na Catalunha (Foto: Reprodução)
As imagens do acidente de Salom (aviso: cenas fortes)



Luis Salom não resistiu aos ferimentos sofridos em um acidente na curva 12 do circuito de Montmeló e faleceu na tarde desta sexta-feira (3). O piloto da equipe SAG tinha 24 anos.

Em um comunicado enviado à imprensa, a MotoGP anunciou o falecimento do piloto e contou que Salom chegou a passar por uma cirurgia, mas não resistiu.
 
“Na sequência do acidente durante o segundo treino livre da Moto2 na Catalunha nesta sexta-feira (3), é com grande tristeza que informamos a morte de Luis Salom. A sessão foi interrompida com bandeira vermelha com pouco menos de 25 minutos do final, após a queda do piloto na curva 12”, diz a nota. “Dois carros médicos e, em seguida, duas ambulâncias foram imediatamente ao local para atender o piloto de 24 anos. Um helicóptero também foi acionado para auxiliar no resgate”, segue.

'Salom saiu reto, e moto caiu em cima dele', conta Rossi
Luis Salom é atendido na pista de Barcelona após forte acidente no TL2 da Moto2 (Foto: Reprodução/Twitter)

“Porém, devido à gravidade de sua condição, a decisão tomada foi de transferir Salom para o Hospital Geral da Catalunha por terra. Na chegada, ele passou por uma cirurgia, mas apesar de todos os esforços da equipe de traumatologia, ele morreu às 16h55 (hora local)”, noticiou. “A FIM, a Dorna, a IRTA, RFME e o Circuito da Catalunha desejam condolências à família, aos amigos e a toda a equipe de Salom."

Além do comunicado por escrito, a MotoGP convocou a imprensa presente no circuito para noticiar a morte de Salom. Coordenador-médico da FIM (Federação Internacional de Motociclismo), Giancarlo Di Filippo leu a nota visivelmente emocionado, mas não respondeu a nenhuma pergunta da imprensa.

Como consequência imediata à morte, a MotoGP já decidiu por modificar a curva 12 de Barcelona. No resto do fim de semana, a categoria vai utilizar o traçado da F1, que conta com um trecho de baixa velocidade justamente no ponto da batida. Além disso, como forma de facilitar a adaptação dos pilotos ao novo trecho, a direção do Mundial também autorizou 15 minutos adicionais aos treinos livres deste sábado.
Luis Salom (Foto: Divulgação/MotoGP)

Falando à imprensa, Valentino Rossi contou que um de seus amigos testemunhou a queda — que aconteceu diante da tribuna onde estão reunidos os fãs do #46 —, e fez um relato do acidente.
 
“Apesar de não ter imagens, um amigo meu viu o acidente e me contou como foi”, disse o piloto da Yamaha. “Ele me disse que Salom foi reto contra as barreiras e que, depois, a moto caiu em cima dele”, relatou. “Isso é muito estranho. Provavelmente, a moto teve alguma avaria, pois, do contrário, não dá para entender”, completou.
Depois de sofrer um sério acidente durante o TL2 da Moto2 na Catalunha, Luis Salom foi encaminhado para o hospital de ambulância (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)

Com pouco mais de 20 minutos para a sessão, o treino foi interrompido em bandeira vermelha por conta de um acidente com Luis Salom na Europcar, a 12ª curva de Montmeló — uma das mais rápidas da pista.
 
Os fiscais chegaram primeiro ao piloto espanhol, acionando a equipe de intervenção médica rápida. Depois, as ambulâncias chegaram ao local, com o helicóptero aparecendo em cena um pouco mais tarde. 
 
De acordo com o jornal espanhol ‘As’, o piloto deixou a pista intubado. A revista espanhola ‘Solo Moto’ afirmara que Salom deixou o local do acidente de ambulância, sendo, então, encaminhado para o hospital catalão.

A morte de Salom acontece cinco anos após a última, a de Marco Simoncelli, que sucumbiu a um acidente no GP da Malásia de 2011.

* Colaboraram
EVELYN GUIMARÃES, de Curitiba
VITOR FAZIO, de Porto Alegre
VICTOR MARTINS, de Sâo Paulo

PADDOCK GP #31 DEBATE F1, INDY E NASCAR