Salom vence duelo eletrizante e conquista GP da Itália de Moto3. Granado anda bem em Mugello e é 9º

Luis Salom venceu um duelo eletrizante e ficou com a vitória no GP da Itália de Moto3. Álex Rins ficou com o segundo posto, com Maverick Viñales completando o pódio. Em ótima atuação, Eric Granado conquistou a nona posição nos metros finais

As imagens do domingo no Mundial de Motovelocidade em Mugello
Acompanhe a cobertura do GP da Itália no GRANDE PRÊMIO
Automobilismo na TV: a programação do fim de semana

O GP da Itália de Moto3 foi de tirar o fôlego. Com uma disputa intensa de ponta a ponta, Luis Salom conseguiu superar um duelo eletrizante que envolveu seis pilotos durante praticamente toda a prova e recebeu a bandeirada com 0s099 de margem para Álex Rins, o segundo colocado. Maverick Viñales ficou com o terceiro posto, 0s303 atrás do líder.

Salom teve um início de prova apagado, aparentando ter dificuldades para extrair um bom rendimento de sua KTM. Na segunda parte da corrida, entretanto, o espanhol aumentou o ritmo, entrando definitivamente no primeiro pelotão. 

Salom foi do início apagado ao triunfo em Mugello (Foto: Gold & Goose/ KTM)

Confira a classificação da Moto3 após a etapa de Mugello

A vitória, no entanto, não veio fácil. A reta de Mugello era muito bem usada pelo primeiro grupo de pilotos, com Salom, Rins, Maverick Viñales, Miguel Oliveira e Álex Márquez se revezando na ponta. Depois de intensas trocas de posição, Luis entrou na reta na ponta e com ligeira vantagem, encerrando com as chances dos rivais. 
 
Rins cruzou a reta de chegada de Mugello 0s099 atrás de Salom, com Viñales recebendo a bandeirada na terceira colocação. Oliveira ficou com o quarto posto, seguido por Márquez. 
Apesar de ter partido na pole, Jonas Folger não conseguiu exibir um ritmo constante e chegou a se afastar do pelotão líder. Nas voltas finais, o piloto da Aspar conseguiu se aproximar do grupo, mas não entrou na briga pela ponta.
 
Niccolò Antonelli acabou isolado na sétima posição e completou a prova 16s464 atrás do vencedor e com 2s163 de folga para Niklas Ajo, o oitavo.
 
Destaque para a atuação de Eric Granado em Mugello. Depois de conquistar sua melhor posição de largada na temporada – 15º –, o brasileiro travou inúmeras batalhas, até que ganhou a nona posição de Jack Miller nos metros finais e somou seus primeiros sete pontos na Moto3.

Pelo Mundial, Viñales segue na liderança com 106 pontos, quatro a mais que Salom. Rins vem em terceiro, seguido por Folger, Márquez, Brad Binder, Oliveira, Khairuddin, Kornfeil e Masbou. Com os sete pontos conquistados hoje, Granado subiu para a 20ª colocação.
Saiba como foi o GP da Itália de Moto3:
 
Ao contrário do que a previsão do indicava nos últimos dias, o GP da Itália de Moto3 começou com pista seca. A temperatura ambiente estava na casa dos 20°C, com a pista atingindo a marca dos 33°C.
 
Jonas Folger saiu na pole, seguido por Maverick Viñales e Álex Rins. Em seu melhor grid, Granado saiu em 15°. Pontualmente as sete horas da manhã (no horário de Brasília), a largada foi dada em Mugello, com Folger saindo bem e mantendo a ponta. Maverick manteve o segundo posto, com Salom pulando para terceiro, mas logo perdendo a posição para Rins. Granado ganhou uma posição na largada.
 
Folger não conseguiu disparar na ponta e logo foi alcançado por Viñales, Rins e Salom. Ligeiramente atrás, Oliveira liderava um segundo pelotão, seguido por Márquez, Miller e Antonelli. 
 
Na abertura do segundo giro, Viñales preparou o ataque, mas Folger desenhou bem a entrada na primeira curva e conseguiu defender sua posição. Registrando a melhor volta da corrida, Rins seguia em terceiro. Mais atrás, Granado ganhou três posições e subiu para 11º, atrás de Khairuddin e McPhee. 
 
Antes de completar a volta, Viñales conseguiu a ultrapassagem e assumiu a ponta da disputa. Na curva 12, Alessandro Tonucci caiu, abandonando a prova.
 
No comando da etapa italiana, Maverick não conseguiu fugir de Salom, que era acompanhando por Rins. Salom tinha o quarto posto, seguido de perto por Oliveira, que conseguiu se juntar ao primeiro pelotão. Márquez vinha na sequência, seguido por Antonelli, Miller, Khairuddin, Webb, McPhee e Granado. 
 
Oliveira conseguiu deixar Salom para trás e assumiu a quarta colocação, buscando uma aproximação com Rins. Por fora, o português passou o piloto da Estrella Galicia 0,0, mas levou o troco na sequência. No terceiro pelotão, Webb tocou McPhee e acabou escapando da pista. Granado teve de frear para evitar problemas, mas se manteve no pelotão, rodando em 12º.
 
Na frente, Rins passou Folger, subindo para a segunda colocação. Salom, que tinha dificuldades para mostrar um bom ritmo, foi ultrapassado por Márquez. Na reta, Álex aproveitou a zebra para passar Oliveira. 
Márquez também mostrou um ótimo desempenho neste domingo (Foto: Repsol)
Márquez tentou de novo na curva quatro, mas o piloto da Mahindra defendeu, passando a atacar Folger. Na curva 15, a dupla dividiu a curva, mas o germânico seguiu na frente.
 
Na reta, Márquez conseguiu passar, subindo para terceiro depois de atacar Rins pelo segundo posto. Mais atrás, Granado colocou por dentro para tirar o décimo posto de Khairuddin. Fenati também passou o malaio, se instalando atrás do brasileiro. 
 
Na abertura da volta seguinte, Márquez conseguiu tomar a ponta, mas errou a trajetória na sequência e Viñales voltou à ponta. Rins caiu para terceiro, à frente de Folger, Oliveira, Salom, Antonelli, Ajo, Granado e Iwema. Eric ainda conseguiu subir para a oitava posição, atrás de Antonelli, que liderava o pelotão.
 
Com dez voltas para o fim, Márquez assumiu a liderança da etapa, mas Maverick reagiu imediatamente. Mais atrás, Granado travava um duelo com Miller pelo oitavo posto, em um pelotão com 11 pilotos. 
 
Na 14ª volta, Rins mudou a trajetória para passar Márquez e recuperar o segundo posto. Salom passou Oliveira, subindo para quarto. Folger vinha em sexto, à frente de Antonelli, Fenati, Khairuddin, Miller e Granado.
 
De novo na reta, Márquez tomou a ponta, com Salom subindo para o segundo posto. Viñales caiu para terceiro, à frente de Rins e Oliveira. Maverick conseguiu passar Luis e recuperar a segunda colocação. Na curva 9, Márquez deu uma errada, mas conseguiu manter a frente.
 
Na abertura do giro seguinte, Oliveira assumiu a liderança, à frente de Salom, Rins e Viñales. Atrás, Granado passou e assumiu o 10º posto, mas perdeu a posição para Miller. Eric reagiu e recuperou a frente.
 
A reta de Mugello voltou a mudar o panorama, com Viñales recuperando a liderança. Márquez subiu para segundo, à frente de Oliveira, Rins e Salom. 
Destaque para atuação de Granado, que lutou por posições durante toda a prova (Foto: Aspar)
Com quatro voltas para o fim, Márquez chegou a passar a frente, mas Viñales e Salom se aproximaram, com o piloto da Red Bull KTM Ajo assumindo o comando. Oliveira passou para terceiro, à frente da dupla da Estrella Galicia 0,0 liderada por Rins. Atrás, Granado foi ultrapassado por Binder e Miller, caindo para 12º.
 
Oliveira dividiu com Viñales e assumiu o segundo posto. Na reta. Márquez tomou a liderança, mas Salom tomou a frente. Oliveira e Viñales se encontraram, com o luso ficando à frente. Na ponta, Luis tratou de abrir uma ligeira diferença. Eric ganhou duas posições e assumiu o décimo posto.
 
Com três giros para o fim, Romano Fenati foi lançado da moto ao acelerar prematuramente na saída de curva. 
 
Márquez tomou a ponta novamente, seguido por Salom. Atrás, Eric chegou a assumir o oitavo posto, caiu para décimo, mas passou Khairuddin para ocupar a nona colocação. 
 
Salom recuperou a liderança, seguido por Márquez, Rins, Viñales, Oliveira, Folger, Antonelli, Ajo, Granado e Miller. 
 
Abrindo a última volta, Salom tentou fugir, mas foi alcançado pelo pelotão. Rins vinha em segundo, seguido por Oliveira, Viñales e Márquez. 
 
Moto3, GP da Itália, Mugello, Final:
 
1
Luis SALOM
ESP
Red Bull KTM Ajo
39.53.827
20 voltas
2
Álex RINS
ESP
Estrella Galicia 0'0 
KTM
+0.099
 
3
Maverick VIÑALES
ESP
LaGlisse
KTM
+0.303
 
4
Miguel OLIVEIRA
POR
Mahindra
+0.757
 
5
Álex MÁRQUEZ
ESP
Estrella Galicia 0'0
KTM
+0.819
 
6
Jonas FOLGER
ALE
Aspar
Kalex KTM
+1.433
 
7
Niccolò ANTONELLI
ITA
Gresini
FTR Honda
+16.464
 
8
Niklas AJO
FIN
AVANT TECNOLOGY
KTM
+18.627
 
9
Eric GRANADO
BRA
Aspar
Kalex KTM
+18.957
 
10
Jack MILLER
AUS
Team Germany
FTR Honda
+19.026
 
11
ZulFahmi KHAIRUDDIN
MAL
Red Bull KTM Ajo
+19.147
 
12
Alexis MASBOU
FRA
Ongetta
FTR Honda
+19.154
 
13
Isaac VIÑALES
ESP
Ongetta-Centro Seta
FTR Honda
+20.813
 
14
Brad BINDER
RSA
Ambrogio Racing
Suter Honda
+21.241
 
15
Jasper IWEMA
HOL
RW
Kalex KTM
+28.582
 
16
John McPHEE
ING
Team Germany
FTR Honda
+28.583
 
17
Danny WEBB
ING
Ambrogio Racing
Suter Honda
+28.671
 
18
Arthur SISSIS
AUS
Red Bull KTM Ajo
+29.214
 
19
Phillipp OETTL
ALE
Paddock TT Motion
Kalex KTM
+30.401
 
20
Alan TECHER
FRA
CIP
TRS Honda
+30.614
 
21
Toni FINSTERBUSCH
ALE
Kiefer Racing
Kalex KTM
+30.657
 
22
Andrea LOCATELLI
ITA
Mahindra
+30.658
 
23
Lorenzo BALDASSARRI
ITA
Gresini
FTR Honda
+30.679
 
24
Francesco BAGNAIA
ITA
Team Italia FMI
FTR Honda
+30.798
 
25
Livio LOI
BEL
Marc VDS
Kalex KTM
+42.025
 
26
Ana CARRASCO
ESP
LaGlisse
KTM
+53.508
 
27
Hyuga WATANABE
JAP
Caretta Technology
Honda
+53.586
 
28
Michael COLETTI
ITA
Minimoto Portomaggiore
Honda
+1:00.848
 
 
Matteo FERRARI
ITA
Ongetta-Centro Seta
FTR Honda
NC
 
 
Jakub KORNFEIL
TCH
RW
Kalex KTM
NC
 
 
Romano FENATI
ITA
Team Italia FMI
FTR Honda 
NC
 
 
Juanfran GUEVARA
ESP
CIP
 TRS Honda
NC
 
 
Alessandro TONUCCI
ITA
Caretta Technology
Honda
NC
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Condições do tempo
 
PISTA SECA
 
ar: 20°C | pista: 38ºC
 
 
 
 
 
 
 
 
MV
Jonas FOLGER
ALE
Aspar
Kalex KTM
 
1:57.603
160.5 km/h
REC
Sandro CORTESE
ALE
Red Bull KTM Ajo
KTM
 
1:58.569
159.2 km/h
VMR
Jonas FOLGER
ALE
Aspar
Kalex KTM
 
1:57.603
160.5 km/h

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube