Lowes supera largada ruim, escapa na ponta e vence com folga GP do Catar de Moto2

Sam Lowes largou mal, muito mal, mas manteve a calma para superar os rivais e vencer o GP do Catar, prova que abriu a temporada 2021 da Moto2. Remy Gardner e Fabio Di Giannantonio fecharam o pódio em Losail

Os melhores momentos da classificação da MotoGP no Catar (Vídeo: GRANDE PRÊMIO com Reuters)

Depois de dominar o fim de semana e fazer a pole, Sam Lowes completou o serviço no GP do Catar. Após uma largada ruim, o britânico assumiu a liderança e precisou apenas controlar a vantagem para Remy Gardner antes de receber a bandeira quadriculada em primeiro lugar.

Após cair na largada, Lowes manteve a calma, superou os rivais e reassumiu a primeira posição ainda no começo da corrida. Depois, não houve rival capaz de alcançá-lo no circuito de Losail até o fim.

Sam Lowes fez a festa em Losail (Foto: Marc VDS)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

Gardner foi o segundo colocado, seguido por Fabio Di Giannantonio, que fechou o pódio. Marco Bezzecchi foi o quarto, com Raúl Fernández , Joe Roberts, Jake Dixon, Marcel Schrotter, Bo Bendsneyder e Jorge Navarro fechando o top-10.

A Moto2 volta à pista já na próxima semana, com o GP de Doha, fechando a rodada dupla no circuito de Losail, no Catar. O GRANDE PRÊMIO acompanha todos os detalhes.

Saiba como foi o GP do Catar de Moto2:

O início da noite baixou um pouco mais a temperatura em Losail, mas os ventos seguiram soprando forte. Antes da largada, os termômetros mediam 21°C, com o asfalto chegando a 24°C. A velocidade do vento era de 24 km/h.

No grid, a opção de pneus foi uniforme. Todos os 28 pilotos optaram pelo pneu traseiro macio, enquanto a dianteira foi calçada com a borracha mais resistente. A exceção foi Hafizh Syahrin, que calçou a dianteira também com a borracha mais mole.

Quando as luzes se apagaram na reta do Catar, Sam Lowes não saiu bem e acabou despencando para a quarta colocação, com Marco Bezzecchi tomando a liderança, à frente de Bo Bendsneyder.

Lowes logo subiu para terceiro e, de imediato, tomou a segunda colocação de Bo, mas já com 0s4 de atraso para Bezzecchi. Raúl Fernández era o quarto, seguido por Jake Dixon e Fabio Di Giannantonio.

Dominante ao longo de todo o fim de semana, Lowes começou a reduzir a diferença de Marco, o que também criou um intervalo em relação a Fernández, que passou Bendsneyder para assumir o terceiro posto.

Sem demora, Lowes passou Bezzecchi por dentro na freada da curva 1 e logo abriu margem no comando da disputa, se afastando 0s5 ao fim da quarta volta. Pouco depois, Fernández também passou o piloto da VR46 com uma bela manobra por dentro e recuperou a segunda colocação.

Bendsneyder também virou alvo fácil e cai para sétimo após ser superado por Jake Dixon, Remy Gardner e Fabio Di Giannantonio.

Uma vez na ponta no traçado do Catar, Lowes imprimiu um ritmo fortíssimo e, na quinta volta, já tinha mais de 1s de frente para Raúl. Bezzecchi era o terceiro, à frente de Dixon, Gardner, Bendsneyder, Joe Roberts, Di Giannantonio e Jorge Navarro.

No giro seguinte, Lowes perdeu grande parte da vantagem em um erro, mas se recompôs rapidamente para se afastar mais uma vez de Fernández.

Terceiro, Bezzecchi vinha intensamente pressionado por Gardner, que tinha recortado a diferença e agora tentava assumir o terceiro posto.

A resistência de Marco não conseguiu muito mais e, na oitava volta, Remy assumiu o terceiro posto com uma ultrapassagem por dentro. Neste ponto, o australiano tinha 0s4 de atraso para o companheiro de Red Bull KTM Ajo, que já assistia Lowes abrir 0s7 na liderança na ponta do GP do Catar.

O filho de Wayne chegou rápido em Raúl e demorou menos ainda para passar e assumir o segundo posto. Lowes, porém, já tinha 1s2 de vantagem para o australiano. Bezzecchi era o quarto, seguido por Roberts e Di Giannantonio.

Embora com ritmo forte no Catar, Gardner não conseguia se aproximar de Lowes, que seguia mais rápido e mantendo a diferença em 1s3. Em terceiro, Fernández tampouco era incomodado, já que também tinha aberto mais de 1s para Bezzecchi.

A seis voltas do fim, Aron Canet forçou uma ultrapassagem e causou a queda de Xavi Vierge, que abandonou a prova. Na frente, Marco Bezzecchi superou Raúl Fernández pelo último lugar no pódio. Depois, foi a vez de Fabio Di Giannantonio assumir o quarto posto.

Na liderança, não houve rival que conseguisse segurar o domínio de Sam Lowes, o primeiro a receber a bandeira quadriculada. Gardner foi o segundo. Atrás, na última volta, Di Giannantonio assumiu o terceiro lugar de Bezzecchi e fechou o pódio em Losail.

Com seis voltas para o fim, Xavi Vierge caiu na curva 10 e encerrou mais cedo a corrida em Losail. O tombo aconteceu após um toque entre o piloto da SRT e Arón Canet. O incidente chegou a ser investigado pelo Painel de Comissários da FIM (Federação Internacional de Motociclismo), mas nenhuma ação foi tomada.

Restando cinco giros para a bandeirada, Lowes já tinha 1s7 de vantagem e parecia estar só na contagem regressiva para a vitória no GP do Catar tamanho era o controle do britânico da Marc VDS.

Já na reta final da disputa, Bezzecchi passou a descontar a vantagem de Fernández e, aproveitando o vácuo da reta principal, tomou a terceira colocação, já 2s6 atrás de Gardner.

Para piorar, Fernández também viu Di Giannantonio chegar e passar, caindo para a quinta colocação. Joe Roberts, o sexto, tinha mais de 1s de atraso com só duas voltas para o fim.

Na penúltima volta, Lowes foi alertado pela direção de prova para respeitar os limites da pista de Losail. O britânico vinha de novo em ritmo forte, se afastando mais de 2s2 de Gardner.

Na volta final, Di Giannantonio atacou Bezzecchi, que defendeu bem na curva 9. Na 11, porém, Fabio tomou a posição, mas o italiano da VR46 manteve a pressão até a linha de chegada, onde foi derrotado por só 0s013.

GUIA MOTOGP 2021
⇝ MotoGP chega igual, mas diferente em campeonato condicionado por pandemia
⇝ Conheça quem são as equipes e pilotos para a temporada 2021 da MotoGP
⇝ Suzuki segue vida sem Brivio e tenta feito do bicampeonato na MotoGP em 2021
⇝ MotoGP volta com mistério: Marc Márquez retorna após três cirurgias? E como?
⇝ Honda aposta em encaixe de Pol Espargaró por encerramento de série de insucessos
⇝ Mir defende título da MotoGP para mostrar que conquista de 2020 não foi acaso
⇝ Quartararo precisará de regularidade e cabeça no lugar para substituir Rossi
⇝ Bastianini, Marini e Martín sobem para MotoGP com promessa de briga parelha
⇝ Yamaha rejuvenesce com Viñales e Quartararo e busca consistência na M1
⇝ Aos 42 anos, Rossi tem recomeço na MotoGP com SRT. Mas qual será o futuro?
⇝ Pol Espargaró tem chance da vida na MotoGP. Assustar Márquez é outra história
⇝ Equilíbrio também deve ser a marca nas categorias de apoio à MotoGP
⇝ Ducati faz mudanças arriscadas para deixar decepções de 2020 no passado
⇝ Aprilia ‘inventa’ Savadori e coloca tudo nas costas de Aleix Espargaró
⇝ VR46 dá primeiro passo na MotoGP ainda sem dizer se veio para ficar
⇝ Sucesso da Academia VR46, Morbidelli tenta aproveitar garagem com Rossi

Moto2 2021, GP do Catar, Losail, Corrida:

1S LOWESMarc VDS Kalex46:01.12320 voltas
2R GARDNERRed Bull KTM Ajo Kalex+2.260 
3F DI GIANNANTONIOSpeed UP+5.228 
4M BEZZECCHIVR46 Kalex+5.241 
5R FERNÁNDEZRed Bull KTM Ajo Kalex+6.145 
6J ROBERTSAmerican Kalex+6.786 
7J DIXONSIC Kalex+8.721 
8M SCHROTTERIntact Kalex+10.911 
9B BENDSNEYDERRW NTS+12.493 
10J NAVARROSpeed UP+16.800 
11C BEAUBIERAmerican Kalex+17.147 
12C VIETTIVR46 Kalex+17.289 
13A CANETAspar Speed Up+17.527 
14A FERNÁNDEZMarc VDS Kalex+17.540 
15T LÜTHIIntact Kalex+17.816 
16T ARBOLINOIntact Kalex+18.211 
17A OGURATeam Tady Kalex+19.143 
18L DALLA PORTAItaltrans Kalex+19.220 
19Y MONTELLASpeed UP+25.806 
19S MANZIForward MV Agusta+30.664 
20A ARENASAspar Speed Up+30.708 
22N BULEGAGresini Kalex+32.764 
23S CHANTRATeam Tady KalexAbandonou 
24X VIERGESIC KalexAbandonou 
25H GARZÓPONS KalexAbandonou 
26H SYAHRINAspar Speed UpAbandonou 
27L BALDASSARRIPONS KalexAbandonou 
28M RAMÍREZAmerican KalexAbandonou 
29S CORSIForward MV AgustaNão largou 
30B BALTUSRW NTSNão largou 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube