MotoGP

Schrotter surge no fim, bate Lüthi e fica com ponta do segundo treino da Moto2 em Austin

Marcel Schrotter tratou de aproveitar os últimos instantes do segundo treino livre da Moto2 para se impor. Nesta sexta-feira, anotou a marca de 2min09s982, bateu o tempo de Tom Lüthi e fechou o dia como o mais rápido do pelotão

Grande Prêmio / NATHALIA DE VIVO, de São Paulo
Tom Lüthi parecia imbatível até os instantes finais do segundo treino livre da Moto2 em Austin. Entretanto, nesta sexta-feira (12), Marcel Schrotter apareceu quase no cronômetro zerado, anotou o tempo de 2min09s982 e ficou como o mais rápido do dia.
 
O suíço liderou grande parte da sessão em solo norte-americano. Marcando o tempo ainda na primeira metade do ensaio, parecia que ninguém seria capaz de superá-lo. Mas o #23 tratou de fazer o trabalho sujo.
 
Durante a sessão, foi informado que Jake Dixon foi barrado de participar do GP das Américas. O motivo foi que o piloto sofreu uma concussão após um forte acidente no primeiro treino livre.
Marcel Schrotter (Foto: Reprodução)
Resultado de imagem para emoji microfonePaddockast #14: O melhor piloto de MotoGP de todos os tempos



 Ouça no Spotify
 Ouça no iTunes
 Ouça no Android
 Ouça no playerFM

Saiba como foi o treino livre 2 da Moto2 em Austin:
 
A Moto2 foi a última classe a entrar na pista na sexta-feira. Seguindo as outras atividades, o céu, apesar de ter nuvens, estava azul e com sol brilhando. No termômetro, a temperatura era de 26ºC, com o asfalto atingindo 40ºC.
 
Brad Binder foi o primeiro piloto a aparecer na ponta da tabela ainda nos minutos inicias da sessão, ao cravar o tempo de 2min12s207. Enquanto isso, na curva 2, Vierge registrava o primeiro tombo do treino.
 
A medida que as voltas eram completadas no circuito norte-americano, mais nomes figuravam na ponta da tabela. Com 2min11s606, era Lowes quem liderava a sessão, com Colatelli, Nagashima, Pasini e Binder em seguida.
 
Com cerca de 20 minutos já completados de sessão, quem vinha como o homem a ser batido do momento era Thom Lüthi, com 2min10s490. Logo em seguida apareciam Lowes, Márquez, Schrotter e Pasini completando o top-5.
 
Quando o relógio indicou 25 minutos restantes para o encerramento da atividade, os pilotos começaram a se dirigir para os boxes para a primeira parada programada do treino.

Com pouco mais de dez minutos ainda sobrando para o final do dia, os pilotos começavam a deixar suas garagens e voltavam para a pista. O tempo a ser batido seguia sendo de Lüthi, com Lowes, Márquez, Baldassarri e Schrotter logo atrás.

No último suspiro da sessão, então, Marcel Schrotter tratou de fazer uma mágica. Ao anotar o tempo de 2min10s221, o piloto bateu Lüthi e ficou como o mais veloz da sexta-feira. Álex Márquez, Lowes e Di Giannantonio fecharam o top-5 da sessão.