Sem vaga para 2021, Crutchlow diz que “história na MotoGP não acabou”

Sem vínculo com a Honda para 2021, Cal Crutchlow ainda busca um lugar para seguir com a carreira na classe rainha do Mundial de Motovelocidade. Álex Márquez vai substituir o britânico na LCR no próximo ano

Cal Crutchlow não pretende pendurar o capacete. Depois de a Honda se despedir do britânico, que dará lugar a Álex Márquez na LCR em 2021, o #35 se mostrou confiante em conseguiu uma recolocação na MotoGP e deixou aberta até mesmo a porta de seguir na LCR.

Na escuderia monegasca desde 2015, Crutchlow passou a ser contratado diretamente pela HRC em 2018. Desde então, foi parte ativa no desenvolvimento da moto, testando novos componentes da RC213V junto com Marc Márquez.

Apesar de contar com certo prestígio entre os japoneses, Cal não foi pego de surpresa com a notícia da chegada de Álex. O irmão de Marc vai correr com o time de fábrica da Honda em 2020, mas descer para a estrutura satélite no próximo ano.

Cal Crutchlow já guiou motos de Yamaha, Ducati e Honda na MotoGP
Paddockast #69 | Papo com Felipe Drugovich
Ouça também: PODCASTS APPLE | ANDROID | PLAYERFM

“Sabia há três meses que essa era a situação”, disse Cal em entrevista à emissora britânica BT Sport. “Então comecei a agir para continuar a pilotar”, seguiu.

“Como eu disse, queria continuar correndo no fim do ano passado e no início deste, e as coisas parecem positivas para continuar na MotoGP. Vamos avaliar a situação quando algumas coisas ficarem mais claras”, explicou. “Mas, no geral, essa situação não me chocou. Eu sabia há muito tempo que ia acontecer. Também temos de lembrar que tive ótimos anos com a LCR, esta será a minha sexta temporada com eles. Todas as minhas três vitórias na MotoGP foram com este time e também conquistei muitos pódios”, listou.

Com mais uma temporada pela frente dentro do time de Cecchinello, Crutchlow prometeu empenho máximo e falou até em seguir com a equipe, já que Takaaki Nakagami ainda não teve o contrato renovado. O japonês, porém, também é ligado diretamente à divisão de corridas da Honda.

“Tenho de agradecê-los, porque fizemos um grande programa. Acho que foi um grande sucesso ao longo dos anos e vou dar tudo de mim este ano novamente por eles”, falou. “Mas, no fim, a história também não acabou, porque Taka não está confirmado na LCR ainda e eu sei que Lucio quer que eu fique. Então, no fim, essa história não acabou e a minha história na MotoGP também não acabou”, assegurou.

“Me sinto bem, me sinto forte. Na última vez em que terminei uma corrida na MotoGP, terminei em segundo, atrás de Marc Márquez na Austrália. Então ainda sou competitivo, ainda sou faminto e ainda sou determinado. Mal posso esperar para começar essa temporada e ver como vai ser”, completou.

Crutchlow é cotado para uma vaga na Aprilia. A escuderia de Noale só acertou com Aleix Espargaró para 2021, mas ainda espera um desfecho da situação de Andrea Iannone, que recorreu ao Tribunal Arbitral do Esporte para tentar se livrar de uma suspensão de 18 meses por doping. A Agência Mundial Antidoping, porém, entrou na briga e quer um gancho de quatro anos. O julgamento ainda não tem data marcada.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO? Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.
Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.
Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube