García retorna à Moto3 e conquista pole no GP do Algarve. Foggia é 4º e Acosta, 14º

Sergio García perdeu as duas últimas corridas por problemas físicos e retornou em grande estilo, conquistando a pole da Moto3 em Portimão. Dennis Foggia ficou em quarto e Pedro Acosta não passou do 14º lugar

AUMENTO NA IDADE MÍNIMA É REAÇÃO NECESSÁRIAS A TRAGÉDIAS DO MOTOCICLISMO | GP às 10

Imprevisível como costuma ser a Moto 3, o sábado de classificação da Moto 3 no Algarve teve disputa até o final pela pole-position. Filip Salac liderou a maior parte da sessão, mas foi Sergio García quem, na última volta, marcou 1min47s274 e ficou com a posição de honra — sua primeira na temporada. Depois de uma lesão no rim que o afastou das corridas em Austin e Misano, o piloto da Aspar surpreendeu em Portimão.

Atrás dele, vieram John McPhee, a apenas 0s017, e Adrian Fernández, a 0s113. Dennis Foggia, vice-líder do campeonato, ficou com a quarta posição depois de marcar 1min47s517 e pode ser um problema para Pedro Acosta, líder da Moto3 e que tem chances matemáticas de garantir o título em Portimão.

Sergio García perdeu as duas últimas etapas por uma lesão no rim (Foto: Aspar)

O espanhol, no entanto, teve sua última volta deletada, ficando apenas em 14º lugar. Atrás de Foggia, fecharam o top-10: Jaume Masià, Xavier Artigas, Darryn Binder, Niccolò Antonelli, Filip Salac e Ayumi Sasaki.

A Moto3 volta a acelerar neste domingo (7), a partir de 8h20 (de Brasília), para o GP do Algarve, em Portimão. O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2021.

Q1: Alcoba domina sessão. Kunii, Surra e Antonelli avançam

O sol era forte no início da classificação, mas a temperatura era de apenas 19°C, com 27°C no asfalto. Por isso, a luz verde apareceu no Q1 e logo os pilotos saíram para aquecer os pneus na pista portuguesa.

Jeremy Alcoba logo tomou a dianteira da sessão, com 1min48s675, seguido por Yuki Kunii, Joel Kelso e Lorenzo Fellon completando o top-4. Alberto Surra encaixou uma boa volta logo depois e fez 1min48s786, pulando para terceiro.

Depois de uma pausa nos boxes, os pilotos voltaram para a pista com 5 minutos para o fim da sessão.

Jeremy Alcoba controlou o Q1 em Portimão desde o início (Vídeo: MotoGP)

Alcoba foi o primeiro a melhorar e fez 1min48s127. Niccolò Antonelli também evoluiu e subiu para quarto, colocando-se entre os que avançam para o Q2.

Cada piloto ainda teve uma última tentativa, mas poucos melhoraram. Ricardo Rossi e Daniel Holgado evoluíram, mas não o suficiente para avançarem no Q2.

Jeremy Alcoba, Yuki Kunii, Alberto Surra e Niccolò Antonelli acabaram avançando para a segunda parte do treino. O japonês, porém, enfrentou problemas, com falta de combustível no fim do Q1.

Q2: García volta e fica com a pole. Postulantes ao título brilham pouco

O Q2 começou com todo o pelotão partindo para a pista ao mesmo tempo e Dennis Foggia puxando o grupo.

Tatsuki Suzuki perdeu o controle na curva 13 e caiu. O japonês levantou-se sozinho e tentou voltar para a moto, mas sem sucesso.

Enquanto isso, na frente, Filip Salac fez 1min47s811, assumindo a liderança provisória. Ayumu Sasaki e Pedro Acosta apareciam logo na sequência, com Foggia apenas em sétimo.

John McPhee melhorou seu tempo e pulou para terceiro. Izan Guevara foi para o sexto lugar, empurrando Foggia para nono.

Pedro Acosta teve volta deletada por não cumprir os limites de pista (Vídeo: MotoGP)

Na metade da sessão, os pilotos foram para os boxes e depois retornaram para a pista com 5 minutos para o fim.

Jaume Masià melhorou sua volta e pulou para quarto, deixando o companheiro Acosta em quinto. Sergio García apareceu do nada na sessão e fez 1min47s274 para assumir a liderança. Masià melhorou e foi para segundo. Acosta, porém, não conseguiu melhorar e ficou em oitavo.

Nos segundos finais, Foggia conseguiu o segundo tempo, mas foi superado por McPhee e Adrián Fernández, caindo para quarto. Mesmo assim, larga melhor que o rival Pedro Acosta, que não passou do 14º lugar após ter uma volta cancelada por exceder os limites de pista.


LEIA TAMBÉM
# Quartararo renasce após derrota dolorida e conquista merecido título na MotoGP 2021
Quartararo justifica aposta e tira Yamaha da fila após cinco anos de jejum na MotoGP

Marc Márquez vence fora da zona de conforto e ganha fôlego em recuperação na MotoGP
Pódio de Pol Espargaró é tão importante para Honda quanto vitórias de Marc Márquez
FIM precisa adotar superlicença para selecionar melhor quem pode correr na MotoGP
Yamaha e Ducati se enfrentam na reta final de 2021 por títulos de Construtores e Equipes
Morbidelli mostra sinais de recuperação e fortalece planejamento de 2022 com Yamaha

Moto3 2021, GP do Algarve, Portimão, Classificação:

1S GARCÍAAspar KTM1:47.274 
2J MCPHEESRT Honda1:47.291+0.017
3A FERNÁNDEZMAX Husqvarna1:47.404+0.130
4D FOGGIALeopard Honda1:47.517+0.243
5J MASIÀRed Bull KTM Ajo1:47.570+0.296
6X ARTIGASLeopard Honda1:47.586+0.312
7D BINDERSRT Honda1:47.712+0.438
8N ANTONELLIAvintia KTM1:47.774+0.500
9F SALACPrüstel KTM1:47.811+0.537
10A SASAKITech3 KTM1:47.817+0.543
11J ALCOBAGresini Honda1:47.829+0.555
12I GUEVARAAspar KTM1:47.835+0.561
13R FENATIMAX Husqvarna1:47.900+0.626
14P ACOSTARed Bull KTM Ajo1:47.986+0.712
15A SURRASnipers Honda1:48.096+0.822
16A MIGNOSnipers Honda1:48.270+0.996
17Y KUNIIAsia Honda1:48.682+1.408
18T SUZUKISIC58 HondaNCNC
19J KELSOCIP KTM1:48.990+1.716
20R ROSSIRBA KTM1:49.042+1.768
21D HOLGADOTech3 KTM1:49.074+1.800
22S NEPARBA KTM1:49.085+1.811
23L FELLONSIC58 Honda1:49.127+1.853
24R YAMANAKAPrüstel KTM1:49.179+1.905
25A FARID IZDIHARAsia Honda1:49.192+1.918
26C TATAYAvintia KTM1:49.213+1.939
27K TOBACIP KTM1:50.196+2.922
28G RODRIGOGresini Honda
DUCATI ABUSA DE ERROS E PERDE OUTRO TÍTULO NA MOTOGP | GP às 10
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar