García segura Alcoba por só 0s015 e vence GP da Catalunha de Moto3. Acosta é sétimo

Sergio García apareceu na volta final da prova em Barcelona para vencer na Moto3, com diferença mínima para Jeremy Alcoba. Deniz Öncü fechou o pódio no GP da Catalunha. Pedro Acosta se recuperou da classificação ruim e fechou em sétimo

Fabio Quartararo estendeu para Montmeló a boa fase que vive na MotoGP (Vídeo: MotoGP)

O GP da Catalunha de Moto3 abriu o domingo (6) de corridas do Mundial de Motovelocidade e entregou uma prova de muita qualidade, com tensão do início ao fim e indefinição até os últimos momentos. Com grande atuação e uma ousada manobra nos metros finais, Sergio García venceu em Barcelona por apenas 0s015, ao segurar Jeremy Alcoba na reta final. Deniz Öncü, em outra grande apresentação, fechou o pódio.

Jaume Masià abriu a volta final na primeira posição, mas foi superado pelos rivais no giro final e fechou a corrida em casa na quarta posição após uma punição por exceder os limites de pista, seguido por Darryn Binder e Gabriel Rodrigo. Líder do campeonato, Pedro Acosta se recuperou da desastrosa classificação e ficou em sétimo. Niccolò Antonelli, Kaito Toba e Stefano Nepa fecharam o top-10.

Sergio García venceu em Barcelona por muito pouco (Foto: Aspar)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram.

A corrida ainda viu uma bandeira vermelha após os primeiros colocados passarem pela linha de chegada por conta de um acidente na curva 8 envolvendo Ayumu Sasaki, Dennis Foggia e Xavier Artigas. Izán Guevara também se acidentou em um incidente separado.

A Moto3 volta às pistas no próximo dia 20 de junho, para a disputa do GP da Alemanha, em Sachsenring, oitava etapa da temporada 2021. Acompanhe a cobertura do GRANDE PRÊMIO sobre o Mundial de Motovelocidade.

Saiba como foi o GP da Catalunha de Moto3:

Foi com um céu bastante mais nublado que a classe menor do Mundial de Motovelocidade alinhou no grid de Barcelona neste domingo (6). A temperatura tinha baixado um pouco em relação aos dias anteriores e era medida em 24°C, com o asfalto chegando em 34°C. A velocidade do vento era de 8 km/h.

Ricardo Rossi caiu ainda na volta de apresentação (Vídeo: MotoGP)

Para esta sétima etapa da temporada, os pilotos fizeram uma escolha uniforme de pneu dianteiro, com todos optando pelo Dunlop M, a opção mais dura disponível. Na traseira, os competidores se dividiram entre o macio S2 ― escolha de Darryn Binder, Romano Fenati e Pedro Acosta, por exemplo ― e o duro H4 ― de Gabriel Rodrigo, Niccolò Antonelli e Jaume Masià.

Antes mesmo da largada, ainda na volta de aquecimento, Riccardo Rossi caiu ao perder a dianteira da KTM. O piloto da RBA não se feriu e logo levantou para tentar fazer a moto funcionar.

Na hora da largada, Gabriel Rodrigo conseguiu manter a liderança, com Antonelli saltando para a segunda colocação, à frente de Jeremy Alcoba. Ainda na primeira volta, Izán Guevara e John McPhee passaram Alcoba, que caiu para quinto.

A largada do GP da Catalunha da Moto3 (Vídeo: MotoGP)

Na abertura da volta seguinte, Antonelli assumiu brevemente a ponta, mas logo foi superado por Guevara. Darryn Binder avançou para o terceiro posto, à frente de McPhee e Rodrigo. Pedro Acosta tinha avançado apenas para 21º após largar em 24º.

Na liderança da disputa, Guevara conseguiu abrir vantagem na ponta, se afastando 0s444 do pelotão, mas a margem caiu rapidamente, com Binder tomando a liderança no final do primeiro setor da pista na volta 3.

McPhee subiu para segundo, tentou um ataque na curva 10, mas só assumiu a liderança na reta de Montmeló. O britânico, porém, foi superado por Sergio García na curva 1, mas logo recuperou o comando ao ver o piloto da GasGas escapar da trajetória na curva 3. Rodrigo era o terceiro, à frente de Alcoba e Binder. Acosta vinha em 17º.

Disputa pela liderança foi intensa nas primeiras voltas da prova (Vídeo: MotoGP)

McPhee conseguiu se sustentar na ponta da corrida na abertura da volta 6, com Rodrigo assumindo o segundo posto, seguido por Alcoba, García, Antonelli, Masià, Ayumu Sasaki, Fenati e Guevara.

Na volta 7, foi Binder quem assumiu ligeiramente a liderança antes de ser superado por Rodrigo. Garcia tomou o segundo posto, deixando o sul-africano para se defender da pressão de Alcoba. Atrás, Acosta vinha em décimo.

Jeremy conseguiu reassumir a liderança pouco depois, com García ocupando o segundo lugar. McPhee era agora o terceiro, seguido por Rodrigo, Guevara e Binder.

John, porém, não ficou parado, atacou e recuperou a liderança, abrindo 0s130 de margem para Guevara. Rodrigo ficou com o terceiro lugar, à frente de Sasaki, Alcoba e Binder.

Queda de John McPhee resultou em um belo susto na Moto3 (Foto: Reprodução)

Na décima das 21 voltas, McPhee foi ejetado da moto na curva 2 e a moto da SRT acabou cruzando a pista, cortando o pelotão. Andrea Migno e Tatsuki Suzuki caíram um pouco mais atrás, num lance meio que sincronizado, com a moto de John atingindo a máquina de um deles. Por sorte, os três escaparam sem maiores lesões.

Enquanto isso, García saltou para a ponta, com Acosta se instalando já em segundo, seguido por Binder, Rodrigo, Sasaki e Alcoba.

As coisas, porém, mudaram rapidamente, com Fenati pulando para o comando da disputa e sendo quase que imediatamente superado por Deniz Öncü. Binder era o terceiro, à frente de Guevara e Alcoba.

Depois de uma breve passagem de Rodrigo pela P1, Alcoba voltou a liderar, com Acosta surgindo para dividir os pilotos da Gresini. Guevara logo atacou Gabriel para ser terceiro, mas logo perdeu a posição para Öncü.

Pedro Acosta ganhou 24 posições na corrida (Vídeo: MotoGP)

Como sempre acontece na Moto3, o pelotão era grande, com 15 pilotos no mesmo grupo quando faltavam apenas oito voltas em Barcelona.

Na abertura da volta 15, Rodrigo voltou a liderar, mas quase que de imediato foi substituído por Öncü. Rodrigo e Acosta vinham no pódio provisório, com Kaito Toba surgindo em quarto, diante de Guevara e Alcoba.

No giro seguinte, Rodrigo avançou para a liderança mais uma vez, mas agora foi ultrapassado por Acosta. García era terceiro, seguido por Öncü, Alcoba e Guevara.

Em uma bela prova de recuperação, Acosta foi alertado para respeitar os limites da posta. Enquanto isso, Rodrigo recuperou a liderança, seguido por García e Pedro. Faltavam quatro voltas para a bandeirada.

Sergio García venceu pela segunda vez no ano (Vídeo: MotoGP)

Mesmo sem abrir uma diferença grande, o trio da ponta conseguiu se manter na abertura da volta seguinte, antes de Acosta ser removido do pódio provisório por Alcoba.

Jeremy, aliás, tomou a liderança na abertura da 20ª das 21 voltas previstas, com Pedro em segundo, na frente de Darryn e Izan. Rodrigo caiu para nono.

Na abertura da volta final, Binder era quem tinha a liderança, mas logo foi superado por Öncü, com Acosta em segundo. De repente, foi Masià quem apareceu na ponta, com Guevara, García, Alcoba e Deniz fechando o top-5.

Jaume Masià perdeu o pódio por causa dos limites da pista (Vídeo: MotoGP)

García atacou no miolo da pista e assumiu a liderança, com Alcoba subindo para segundo, à frente de Masià e Öncü. Guevara caiu nos metros finais.

Logo depois da bandeirada, a Moto3 sinalizou que a corrida tinha sido interrompida em bandeira vermelha por causa de um incidente na curva 8, envolvendo Artigas, Sasaki e Foggia. Dennis foi o primeiro a aparecer bem, de carona com Alcoba.

No replay, foi possível ver que Sasaki sofreu um high-side e acabou causando a queda de Artigas e Foggia. Apesar de ainda não ter fornecido grandes detalhes sobre o estado dos pilotos, a MotoGP informou que estão todos conscientes.

No pódio, uma homenagem a Jason Dupasquier. Os pilotos vestiram uma camiseta preta com uma foto do jovem de 19 anos, vítima de um acidente no treino classificatório do GP da Itália da semana passada.

Moto3 2021, GP da Catalunha, Barcelona, Corrida:

1S GARCIAAspar KTM21 voltas21 voltas
2J ALCOBAGresini Honda+0.015 
3D ÖNCÜTech3 KTM+0.118 
4J MASIÀRed Bull KTM Ajo+0.218 
5D BINDERSIC HONDA+0.343 
6G RODRIGOGresini Honda+0.456 
7P ACOSTARed Bull KTM Ajo+0.519 
8N ANTONELLIAvintia KTM+0.937 
9K TOBACIP KTM+1.072 
10S NEPABOE KTM+1;122 
11R FENATIMAX Husqvarna+3.473 
12Y KUNIIAsia Honda+13.617 
13E BARTOLINIAvintia KTM+13.741 
14R YAMANAKAPrüstel KTM+13.879 
15D HOLGADOCIP KTM+13.984 
16L FELLONSIC58 Honda+14.244 
17A FARID IZDIHARAsia Honda+14.420 
18T MATSUYAMAAsia Honda+52.001 
19I GUEVARAAspar KTMAbandonou 
20A SASAKITech3 KTMAbandonou 
21D FOGGIALeopard HondaAbandonou 
22X ARTIGASLeopard HondaAbandonou 
23F SALACSnipers HondaAbandonou 
24A FERNÁNDEZMAX HusqvarnaAbandonou 
25J MCPHEESIC HONDAAbandonou 
26A MIGNOSnipers HondaAbandonou 
27T SUZUKISIC58 HondaAbandonou 
28R ROSSIBOE KTMAbandonou 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar