Smith conta que não planejou completar prova sem pit-stop e revela mantra em San Marino: “Sorte favorece os bravos”

Bradley Smith contou que não planejava não trocar para os pneus de chuva no início da prova em Misano, mas decidiu seguir com os slicks após perder a hora do pit-stop. Britânico contou que pensava durante a prova que a sorte favorecia os bravos

A cobertura completa do GP de San Marino no GRANDE PRÊMIO

Bradley Smith conquistou o segundo lugar no GP de San Marino e da Riviera de Rimini com uma atuação surpreendente. Mesmo na chuva intermitente de Misano deste domingo (13), o britânico permaneceu as 28 voltas com o pneu slick com que largou e recebeu a bandeirada na segunda colocação, 7s288 atrás de Marc Márquez, que venceu a disputa.
 
Após a prova, Smith reconheceu que foi estúpido arriscar em não parar, mas contou que não foi um plano, já que ele perdeu o momento certo de entrar em busca dos pneus de pista molhada.
Bradley Smith não rodou com pneus de chuva neste domingo  (Foto: Tech3)
A classificação do Mundial de MotoGP após o GP de San Marino

“Foi estúpido”, reconheceu. “Todos me disseram que choveria um pouco e aí desapareceria. Estava chovendo e vi que estavam 20 voltas, então pensei que podia secar e que os outros estariam com pneus de pista molhada que seriam destruídos no final”, relatou.

 
“Eu estava tentando fazer contas de cabeça — ‘Talvez eles façam dois pit-stops?’ — e, no fim, pensei: ‘Já fiquei quatro voltas mais do que deveria, então vou arriscar’”, contou. “Então fiquei dizendo a mim mesmo: ‘A sorte favorece os bravos!’. Honestamente, não esperava ver ‘P2’ na placa”, seguiu.
 
 Por um momento, Smith pensou que tinha errado em sua aposta. “Quando fiz uma volta em 2min18s, pensei: ‘O que eu estou fazendo? No que você se meteu?’”, falou. “Mas tinha uma sensação, então fiquei com ela. Podia ver que a linha seca continuava aumentando, aí, obviamente, tinha um bom feeling com os slick e podia seguir”, continuou.
 
Por fim, o piloto da Tech3 contou que o segundo lugar foi uma surpresa, mas que é preciso saber agarrar uma chance quando ela se apresenta.
 
“Ver 20ª posição em um momento e aí segundo no fim foi uma grande surpresa”, admitiu. “Tem oportunidades que nós temos de agarrar, a chance de um piloto satélite de subir no pódio, e eu fiz isso”, concluiu.

#GALERIA(5449)

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube