MotoGP

Smith revela sensação ao ver que tiraria Aleix Espargaró do GP da Catalunha: “Pânico total”

Piloto de testes da Aprilia, Bradley Smith afirmou que sentiu “pânico total” quando percebeu que ia tirar Aleix Espargaró da corrida ainda na primeira volta. Britânico explicou o incidente e contou que acabou sem espaço em uma curva que considera um “gargalo”

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
Piloto de testes da Aprilia, Bradley Smith admitiu que se desesperou quando percebeu que tiraria Aleix Espargaró do GP da Catalunha ainda na primeira volta. 
 
Wild-card em Montmeló, Smith atingiu Aleix na curva 10 ainda no primeiro giro. No acidente, o #41 sofreu uma microfratura no fêmur e ainda não se sabe se ele poderá ou não correr no GP da Holanda
 
Falando à imprensa, Aleix disse que ficou de “coração partido” com o incidente e explicou acabou sem ter para onde ir quando Johann Zarco tentou passar Aleix depois de ele próprio ter lançado uma manobra na direção de Miguel Oliveira.
Piloto de testes da Aprilia, Bradley Smith machucou Aleix Espargaró logo na primeira volta (Foto: Reprodução)
Paddockast #22
O que torna uma corrida de qualquer categoria legal? E chata?



“Esse tipo de curva, como vimos na volta seguinte, é como um gargalo, infelizmente”, disse Smith. “É como ir de duas vias para uma só, e, especialmente se alguém vai por dentro, o cara por fora é presa fácil, e tem de reduzir muito a velocidade”, explicou.
 
“Infelizmente, eu tentei passar Oliveira, ele já estava bem por dentro na linha limpa e eu fui forçado para a parte suja”, detalhou. “Estava tudo mais ou menos sob controle até Zarco mergulhar por dentro de Aleix”, seguiu.
 
“Aleix, então, teve de alargar a trajetória e eu não tive para onde ir. Fiz tudo que podia para evitar o acidente”, garantiu.
 
“Obviamente, você pode imaginar meu pânico total quando percebi que ia tirar meu próprio companheiro de equipe, mas simplesmente não tinha para onde ir”, frisou.
 
Na volta seguinte ao acidente com Smith e Aleix, Jorge Lorenzo caiu na curva 10 e levou junto Andrea Dovizioso, Maverick Viñales e Valentino Rossi. Ao contrário do britânico, que recebeu uma punição de três posições no grid, o piloto da Honda escapou sem sanções.
 
“Não posso controlar o que a direção de prova faz. Acho que sinto que o que aconteceu comigo foi muito, muito similar ao que aconteceu lá”, comparou. 
 
Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.