Stoner elogia postura de Márquez, mas pondera que ainda é cedo para prever futuro do espanhol

Casey Stoner elogiou a postura de Marc Márquez em relação às corridas, mas ponderou que ainda é cedo para dizer o que o espanhol poderá fazer na MotoGP. Australiano considerou que Moto2 e Moto3 ainda não provaram seu valor na preparação dos pilotos

Marc Márquez foi escolhido pela Honda como substituto de Casey Stoner, que decidiu se aposentar no final desta temporada. A contratação do espanhol era bastante esperada e foi recebida com muita animação, já que o jovem tem se mostrado um piloto bastante habilidoso.

Stoner, no entanto, afirmou que Márquez deverá mostrar a que veio já em suas primeiras corridas e lembrou do bom retrospecto de Daniel Pedrosa e Jorge Lorenzo em suas estreias.
 

Stoner acredita que Márquez poderá ser bem sucedido na MotoGP (Foto: Repsol)

“As pessoas precisam perceber que você precisa lutar pelo pódio em sua primeira temporada imediatamente se você quiser alcançar alguma coisa”, avaliou. “Dani foi segundo em sua primeira corrida na MotoGP. Jorge foi segundo em sua primeira corrida e ganhou a segunda [Lorenzo venceu sua terceira prova, tendo ficado na terceira colocação em sua segunda corrida], eu estava na pole na minha segunda corrida e quase ganhei a terceira, terminando em segundo. Se você não mostrar velocidade logo, as coisas podem ser muito difíceis”, alertou.

Casey afirmou não ter dúvidas sobre o talento de Márquez, mas ponderou que as duas categorias de entrada do Mundial de Motovelocidade ainda não mostraram seu valor na preparação de pilotos para a classe rainha.

“Não temos dúvida de que Márquez tem talento”, falou. “Mas nós não temos muita certeza de onde está o nível da Moto2 ou da Moto3 no momento, então é muito difícil julgar isso, já que ninguém vindo dessas classes se tornou algo até o momento.”

Por fim, o australiano disse admirar a postura de Márquez em relação às corridas e acredita que não há motivos para que Marc não possa ser bem sucedido na divisão principal.

“Eu o conheço já há um longo tempo e desde que ele era novo, ele sempre foi um cara simpático, sempre teve a atitude correta em relação às corridas e isso é o principal”, opinou. “Quando ele vence corrida, é permitido comemorar, mas você vê muitas pessoas que nem chegam ao pódio e eles comemoram como se tivessem vencido a corrida. São coisas assim que eu admiro nele.”

“Ele tem uma cabeça muito boa e se acalmar as coisas um pouco – em minha opinião, ele foi um pouco agressivo demais nesse ano que passou – então não há motivo para ele não ser bem sucedido”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube