Supremo, Stoner não se deixa abalar por queda e arremata pole-position em Phillip Island. Lorenzo é 2º

Casey Stoner reafirmou sua força em seu território e garantiu a pole-position no GP da Austrália de MotoGP com 0s517 de vantagem para Jorge Lorenzo, o segundo colocado. Dani Pedrosa completa primeira fila

►Confira as melhores imagens do Mundial de Motovelocidade em Phillip Island

Não tem para ninguém em Phillip Island. Assim como aconteceu ao longo de todo o fim de semana, Casey Stoner dominou a sessão classificatória deste sábado (27) e não deu chances aos rivais. Nem mesmo uma queda na primeira parte da atividade foi capaz de segurar o bicampeão, que garantiu o lugar de honra do grid ao cravar 1min29s623.

Jorge Lorenzo conseguiu superar Daniel Pedrosa, mas não teve nem chance de fazer frente à Stoner. O dono da casa de mostrou superior o tempo todo e deu mais uma mostra que pretende completar o último GP da Austrália de sua carreira com mais uma vitória.

Stoner ainda não encontrou adversários em Phillip Island (Foto: MotoGP)

O espanhol da Yamaha conseguiu seu melhor giro em 1min30s140, 0s517 mais lento que Stoner. Pedrosa sai em terceiro, com 1min30s575 como melhor marca.

Cal Crutchlow abre a segunda fila e terá a companhia de Stefan Bradl e Andrea Dovizioso. Álvaro Bautista sai em sétimo, com Valentino Rossi em oitavo.

Randy De Puniet também mostrou um bom desempenho em Phillip Island. O francês foi muito superior aos seus colegas de CRT e chegou a rodar na frente dos protótipos durante boa parte do exercício. O piloto da Aspar sai em nono, com Nicky Hayden em décimo.


Saiba como foi a classificação da MotoGP neste sábado:

 
Assim como aconteceu na Moto3, os pilotos foram para a pista assim que o cronometro foi acionado, já que o clima na Austrália tem sido bastante instável. 
 
Lorenzo assumiu a ponta já em sua primeira volta cronometrada ao anotar 1min32s578, mas, assim como aconteceu durante todo o fim de semana, foi batido por Stoner na sequência.
 
O espanhol tentou respondeu imediatamente, mas perdeu tempo no último setor de Phillip Island e não conseguiu passar o dono da casa. De Puniet tinha a terceira marca, seguido por Pedrosa, Bradl, Dovizioso, Bautista, Rolfo, Rossi, Pirro e Ellison. 
 
Pedrosa logo baixou sua marca para 1min30s748 e assumiu o segundo posto. Dovizioso também foi mais rápido e passou a ocupar a terceira posição, à frente de Lorenzo, Crutchlow, De Puniet, Bradl, Rossi, Bautista e Espargaró. 
De Puniet se destacou entre os pilotos CRT (Foto: MotoGP)
Após 20 minutos de sessão, Kris McLaren sofreu uma forte queda em Phillip Island e recebeu atenção do pessoal médico em pista. Na sequência, Stoner também foi ao chão na curva 4 do traçado australiano e bateu com o pé direito no asfalto. Casey deixou a pista caminhando, visivelmente com dores no tornozelo, que já estava machucado.
 
De volta aos boxes, Stoner logo passou a mão na moto reserva e retornou à pista para seguir defendendo a primeira posição no grid. 
 
Destaque total para a atuação de Randy De Puniet. De CRT, o francês aparecia na sexta posição da tabela de tempos com 30 minutos para o fim da atividade. O piloto da Aspar tinha como melhor volta 1min31s743, 1s225 atrás do tempo de Stoner e 0s045 à frente de Rossi.
 
Bradl melhorou na sequência e subiu para o quarto lugar após anotar 1min31s414. Com a moto reserva, Stoner baixou para 1min29s892 e abriu 0s856 para Pedrosa, que ocupava a segunda colocação. 
 
Depois de um período nos boxes da Yamaha trabalhando no acerto da M1, Lorenzo conseguiu cravar 1min30s140 e passou Pedrosa para assumir a segunda colocação, 0s608 à frente de Pedrosa. 
 
A menos de 20 minutos para o fim, Stoner baixou ainda mais sua marca, cravando 1min29s695 e abrindo 0s445 de diferença para Lorenzo. 
 
Mais atrás, Crutchlow também foi mais veloz, registrou 1min30s763 e subiu para o quarto posto, à frente de Bradl, Dovizioso, Bautista, Rossi, De Puniet e Hayden. 
 
Dominante, Stoner seguia melhorando seu tempo de volta e tinha 1min29s623 com menos de dez minutos para o fim da atividade. Pedrosa, por outro lado, não conseguia melhorar sua marca e seguia com o terceiro posto, 0s608 atrás de Lorenzo. 
 
Com pouco mais de três minutos para o fim, Dani cravou 1min30s575, 0s952 mais lento que Casey. Um minuto mais tardem as bandeiras de chuva começaram a ser exibidas Phillip Island, indicando que não teriam mais mudanças nas posições.

MotoGP, GP da Austrália, Phillip Island, Grid de Largada:

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube