carregando
MotoGP

Suzuki vê “temporada muito boa”, mas admite: “Temos de trabalhar mais duro”

Líder de projeto, Shinichi Sahara avaliou que, ainda que sonhasse com mais pódios, a Suzuki fez uma temporada “muito boa” em 2019. Ainda assim, o dirigente reconheceu que o time nipônico precisa seguir trabalhando duro na GSX-RR

Grande Prêmio / Redação GP, de São Paulo
Líder de projeto da Suzuki, Shinichi Sahara fez um balanço positivo da performance da equipe na temporada 2019 da MotoGP. Ainda que sonhasse com um número maior de pódios, o dirigente considerou que o ano foi “muito bom” para a estrutura comandada por Davide Brivio.
 
Álex Rins encerrou neste ano um jejum de vitórias da Suzuki que vinha desde 2016 ― ainda com Maverick Viñales ― e subiu ao topo do pódio em duas oportunidades: os GPs das Américas e da Grã-Bretanha. No restante do ano, o #42 conseguiu só mais um pódio, com um segundo lugar no GP da Espanha.
Álex Rins (Foto: Divulgação/MotoGP)
Paddockast #46
OS 10 MELHORES PILOTOS DA DÉCADA


Ouça:
Spotify | iTunes | Android | playerFM

Novato na MotoGP, Joan Mir teve um ano um pouco mais difícil, especialmente por conta de uma contusão pulmonar sofrida em um forte acidente no teste de Brno. Ainda assim, o espanhol somou 92 pontos ao longo do ano e teve seu melhor resultado em Phillip Island, onde conseguiu o quinto lugar.
 
Fazendo um balanço da temporada, Sahara exaltou Rins e Mir, mas também reconheceu que esperava mais. 
 
“A temporada 2019 foi muito boa para nós”, disse Sahara. “Comemoramos duas vitórias com Álex Rins e testemunhamos uma rápida progressão de Joan Mir, apesar da lesão dele”, seguiu. 
 
“Mas, para ser honesto, eu estava esperando mais pódios”, admitiu.
 
Ao fim das 19 etapas, a Suzuki fechou o ano com o quinto posto no Mundial de Equipes, com 301 pontos, 157 a menos que a campeã Honda. 
 
“Embora a posição na classificação de equipes não reflita completamente nosso verdadeiro potencial, temos de trabalhar mais duro”, reconheceu. “Não acho que tenhamos de mudar a direção do desenvolvimento, porque temos uma moto bem equilibrada, mas nós precisamos de atualizações e melhorar a performance em geral”, completou.
 


Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.