Rossi descarta repetir Schumacher e diz que não volta após aposentadoria da MotoGP

Italiano destacou que tentou correr pelo maior tempo possível e disse não acreditar em um retorno após encerrar a carreira na MotoGP no final de 2021

Valentino Rossi descartou repetir Michael Schumacher e voltar à ativa após se aposentar da MotoGP. O italiano de 42 anos está preparando a despedida do Mundial de Motovelocidade no fim de 2021 e destacou que tentou correr pelo maior tempo possível.

Schumacher se aposentou da Fórmula 1 no final da temporada 2006, já com sete títulos mundiais e 91 vitórias. Depois de três campeonatos distante, o alemão voltou à ativa em 2010, com um contrato de três anos com a Mercedes. A aposentadoria definitiva aconteceu após em 2012, totalizando 307 GPs, 68 poles, 155 pódios e 1.566 pontos.

VEJA TAMBÉM
Fatos e curiosidades do GP das Américas de MotoGP
Limite de idade e até mais potência: pilotos dão ideias para combater mortes de crianças

Valentino Rossi vai encerrar a carreira no final do ano (Foto: SRT)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Faltando quatro corridas para o fim da temporada 2021, Rossi soma 368 GPs na MotoGP, com 89 vitórias, 199 pódios, 55 poles e 5.399 pontos.

Questionado em Austin se pode repetir Schumacher e se aposentar quando cansar da MotoGP, mas depois voltar, Rossi respondeu: “Como Schumacher? Não, não”.

“Tentei correr pelo maior tempo possível. Não acho que vá voltar”, concluiu.

A largada do GP das Américas de MotoGP, em Austin, acontece no domingo (3), às 16h (de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2021.

VEJA TAMBÉM
Como fica o grid da MotoGP para a temporada 2022?
Marc Márquez atende chamado de mãe e surpreende fã mirim em Misano
Bagnaia corta 5 pontos da vantagem de Quartararo na MotoGP. Veja classificação
Bagnaia vai da explosão à sobrevivência e gabarita de novo na pós-graduação da MotoGP
Quartararo mantém alto nível e se permite queimar gordura na reta final da MotoGP 2021
Bastianini brilha em Misano e mostra que Ducati tem mais um diamante nas mãos na MotoGP
Yamaha x Ducati: diferentes e parecidas, construtoras partilham protagonismo em 2021
KTM volta a perder rendimento e vive de raros lampejos na reta final da MotoGP em 2021

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar