Rossi nega envolvimento direto em acordo da VR46 com Arábia Saudita: “Sou só o chefe”

Piloto da SRT Yamaha lembrou o envolvimento dos sauditas com o esporte a motor, mas falou em talvez fazer alguma coisa para tentar melhorar a situação dos direitos humanos no país

Eric Granado vai iniciar a temporada da MotoE neste fim de semana, em Jerez (Vídeo: Divulgação)

Valentino Rossi não escapou de questionamentos sobre a nova relação da VR46 com a Arábia Saudita. No primeiro encontro com a imprensa após a Tanal Entertainment Sport & Media anunciar um acordo para levar a equipe do italiano para a MotoGP em 2022, o multicampeão afirmou que não trata diretamente com patrocinadores, mas falou que “talvez possamos fazer alguma coisa para melhorar a situação” dos direitos humanos.

Na quarta-feira, a Tanal Entertainment Sport & Media, do príncipe saudita Abdulaziz bin Abdullah Al Saud, confirmou uma aliança com a VR46 para garantir a entrada da equipe oficialmente na MotoGP. De acordo com o comunicado, o time será oficialmente chamado Aramco Racing Team VR46.

LEIA TAMBÉM
⇝ Rossi fornece máquina de lavar e macula imagem unindo VR46 e Arábia Saudita

Valentino Rossi negou envolvimento direto com a negociação com os sauditas (Foto: SRT)

GRANDE PREMIUM
⇝ ARÁBIA SAUDITA: TRANSFORMAÇÃO QUE SAI COM ÁGUA

A VR46 não fez nenhum anúncio oficial da parceria, mas, ao GRANDE PRÊMIO, confirmou que se trata de uma “extensão do acordo atual”. As motos de Luca Marini, Marco Bezzecchi e Celestino Vietti em MotoGP e Moto2 já exibem a marca da ‘KSA New Cities’.

A parceria, contudo, chegou acompanhada de críticas, já que a Arábia Saudita é dona de um histórico de violações aos direitos humanos. Mais recentemente, o país, que é um dos mais fechados do mundo, esteve sob os holofotes por causa do assassinato do jornalista Jamal Khashoggi, em outubro de 2018, dentro do consulado em Istambul, na Turquia. O colunista do The Washington Post foi torturado, morto e desmembrado. De acordo com a inteligência dos Estados Unidos, o crime foi autorizado pelo príncipe Mohammed bin Salman.

Questionado sobre a nova ligação com os sauditas, Rossi citou a relação da Aramco com o esporte e disse que não está diretamente envolvido na negociação.

“Nos últimos anos, a Aramco apoiou muitos esportes diferentes, passando pelo futebol, mas especialmente no esporte a motor, a Fórmula 1”, disse. “Para nós, é um parceiro importante que pode nos ajudar a montar a equipe na MotoGP”, seguiu.

“Em relação ao resto, vamos ver, mas talvez possamos fazer alguma coisa para melhorar a situação. Mas, sob o nosso ponto de vista, nossa relação é para isso [patrocínio]”, frisou. “Temos um acordo com a Aramco para formar a equipe e todas as pessoas que trabalham na VR46 estão muito felizes, pois trabalhamos por mais de dez anos, começando pelo Campeonato Italiano. Chegar na MotoGP é ótimo para nós. São muitas pessoas envolvidas neste projeto e isso é bom”, frisou.

Pressionado sobre o envolvimento na parceria, Rossi explicou que não tem contato com os patrocinadores, já que, como segue na ativa, se preocupa com as funções que exerce como piloto.

“Não falei com eles, pois, antes de mais nada, sou um piloto de MotoGP no momento e estou focado aqui”, afirmou. “Com certeza, estou envolvido, pois está estampado VR46 nas motos, como na Moto2 e na Ducati de Luca neste ano. Acho que construímos algo, começando pelo Campeonato Italiano de Moto3, e ajudamos muitos pilotos a chegarem na MotoGP. Fizemos coisas importantes para ajudar esse movimento”, continuou.

“Mas, honestamente, não estou diretamente envolvido em tudo isso. Tenho muitas pessoas na VR46 que trabalharam nesta acordo e com as equipes de Moto3, Moto2 e a futura equipe da MotoGP”, apontou. “Mas eu sou só o capo, só o chefe, não falo diretamente com patrocinadores”, frisou.

LEIA MAIS
⇝ Quartararo leva melhor em revanche com Portimão e mostra maturidade na MotoGP
⇝ Polêmicas em Portimão ligam alerta da MotoGP com novos painéis e limites de pista
⇝ Inconstante, Viñales tem desafio de provar que GP de Portugal pífio foi acidente
⇝ Até quando? Haters sobem tom e afastam pilotos da MotoGP das redes sociais
⇝ Chegada à Europa confirma evolução da Aprilia e aproxima Aleix Espargaró do pódio
⇝ Permuta e homenagem conjunta: a nova relação entre MotoGP e Fórmula 1
⇝ Rossi fornece máquina de lavar e macula imagem unindo VR46 e Arábia Saudita

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube