Veterano, Rossi visita 36º circuito da carreira e elogia Termas de Río Hondo: “Foi pensada para motos”

Segundo piloto mais velho do grid da MotoGP, Valentino Rossi vai correr neste fim de semana no 36º circuito diferente da carreira. Italiano destacou que pista de Termas de Río Hondo foi pensada para as motos

 A cobertura completa 'in loco' do GP da Argentina no GRANDE PRÊMIO
icone_TV  Automobilismo na TV: a programação do fim de semana

As motos da MotoGP ainda não foram para a pista, mas já é possível dizer que o designer italiano Jarno Zaffelli marcou um gol de placa com seu projeto para a pista de Termas de Río Hondo. No primeiro dia de atividades na Argentina, muitos competidores elogiaram o traçado, mas foi Valentino Rossi quem melhor resumiu a situação
 
Segundo piloto mais velho do grid – atrás apenas de Colin Edwards e seus 40 anos –, o italiano relembrou sua experiência anterior na Argentina e também na América do Sul. No país vizinho, o nove vezes campeão mundial soma um triunfo e um terceiro lugar, ambos nas 250cc.
Veterano, Rossi vai correr no 36º circuito diferente neste fim de semana. Márquez, por outro lado, faz sua 20ª corrida na MotoGP (Foto: Divulgação/MotoGP)
“Tenho bastante experiência na América do Sul, também no Brasil, onde corri bastante”, falou. “Na Argentina foram apenas duas vezes com a 250cc, em Buenos Aires. Tenho grandes memórias: uma vitória inesquecível na última corrida de 1998, no meio da batalha pelo campeonato entre [Tetsuya] Harada e [Loris] Capirossi. Foi muito divertido. Uma das corridas mais inesquecíveis e um fim de semana inesquecível”, frisou. 
 
Apesar da empolgação com o histórico na Argentina, Rossi destacou que a pista do autódromo Óscar A. Galvéz tinha características diferentes e que, ao contrário dos circuitos que recentemente foram introduzidas no Mundial, Termas de Río Hondo foi construído para as motos.
 
“Em Buenos Aires o lugar era ótimo, claro, mas a pista era muito difícil e diferente. Parecia um pouco como uma corrida de rua, uma pista de rua. Tinha muita ondulação”, explicou. “Parece que este um novo estilo de pista, um tipo diferente de pista, muito moderna. Ao mesmo tempo, esta pista, comparada com outras novas pistas deste último período, foi pensada para as motocicletas. É bastante fluida, tem um bom ritmo, é larga e rápida. Então acho que será bem divertido. Esta é a primeira impressão”, resumiu o titular da Yamaha.
Ainda, Rossi explicou o processo de preparação para encarar um novo circuito e ressaltou que embora o passeio com a scooter possa dar alguma ideia do que esperar, é impossível identificar os pontos de freada.
 
“Tentamos dar uma volta na pista com a scooter, entender mais ou menos as linhas, onde é melhor passar para manter a melhor velocidade. É impossível entender o ponto da freada, pois a velocidade faz uma grande diferença”, relatou. “Então temos que esperar estar com a moto e também tentar fazer algum trabalho no computador, com algumas informações que temos do teste do ano passado. Então podemos entender mais ou menos as marchas, a quantidade de aceleração e frenagem”, seguiu. 
 
“A primeira abordagem será importante, mas também será importante tentar melhorar treino a treino, pois, com certeza, do primeiro treino ao domingo, a diferença nos tempos de volta será muito alta”, ressaltou. “Então temos que tentar ser rápidos, mas entender também os pontos onde pode melhorar dia após dia”, finalizou.  

GRANDE PRÊMIO cobre 'in loco' a terceira etapa do Mundial de Motovelocidade com as repórteres Evelyn Guimarães e Juliana Tesser. Para acompanhar todo o noticiário, clique aqui.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube