Viñales agradece trabalho da Suzuki e lamenta posição de largada ruim: “Poderíamos brigar pelo segundo lugar”

Maverick Viñales não pareceu muito satisfeito com o terceiro lugar do GP do Japão deste domingo (16) após vencer uma longa briga com o companheiro de Suzuki, Aleix Espargaró. O próximo piloto da Yamaha só conseguia pensar em como a classificação ruim custou a chance de um segundo lugar

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

As duas Suzuki brigaram por várias voltas pela último posição do pódio do GP do Japão deste domingo (16). Maverick Viñales bateu Aleix Espargaró e foi a mais um pódio, seu terceiro em 2016, mas saiu da corrida chateado ainda com o desempenho no treino de classificação no sábado. Viñales não está lidando muito bem com o fato de ter se classificado no sétimo posto.

 
Viñales se ressentiu de não ter conseguido se aproximar de Andrea Dovizioso para lutar pelo segundo lugar, isso por conta do tempo que perdeu na briga com Espargaró. Não fosse o sétimo lugar da largada, ele acredita, o azar das Yamaha o teria posto em condições de chegar em segundo.
 
"Com condições, sempre farei meu melhor, mas certamente largar em sétimo não é o nosso máximo. Mas quando eu vi, estava na briga e podendo forçar. Queria chegar a Dovizioso, mas fiquei muito tempo preso em Aleix – o que deu foi o terceiro lugar. Evidente que devo agradecer ao time pelo ótimo trabalho", disse. 
 
"Comecei a corrida tentando preservar os pneus, que importam tanto nas últimas dez voltas na MotoGP. É uma pena pela classificação de ontem. Se eu tivesse largado na frente, teríamos brigado pelo segundo posto", garantiu.
Maverick Viñales (Foto: Suzuki)
Sobre o vencedor da corrida e agora oficialmente campeão mundial de motovelocidade em 2016, Marc Márquez, foi elogioso, mas lamentou que uma queda de Valentino Rossi tenha definido o título.
 
"Marc fez um campeonato imenso. É uma pena a queda de Valentino, mas o Mundial de Marc foi dez", encerrou.
 
Viñales é o quarto colocado do Mundial de Pilotos, com 165 pontos.

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube