MotoGP

Viñales encerra jejum e anota pole da MotoGP para GP de Valência. Márquez cai e fica só em quinto

Na despedida da temporada 2018, Maverick Viñales voou na classificação deste sábado (17) e conquistou sua primeira pole-position no ano. 0s068 mais lento, Álex Rins ficou com o segundo posto, com Andrea Dovizioso fechando a primeira fila. Marc Márquez caiu no Q2 e vai largar em quinto, à frente de um surpreendente Pol Espargaró
Warm Up / JULIANA TESSER, de São Paulo / NATHALIA DE VIVO, de São Paulo
 Maverick Viñales (Foto: Yamaha)
Depois de encerrar o jejum de vitórias, Maverick Viñales colocou um ponto final na seca de poles mesmo tendo passado pelo Q1. Pela primeira vez desde o GP de Aragão de 2017, o #25 cravou o melhor tempo na classificação e conquistou o posto de honra no grid do circuito Ricardo Tormo neste sábado (17).

A fase final do treino classificatório em Valência começou movimentada por uma queda de Marc Márquez ainda em sua primeira volta rápida. O #93 acusou na hora um incômodo com o ombro esquerdo, mas conseguiu voltar para a pista na metade final da sessão.
 
Com o pentacampeão momentaneamente fora de combate, o protagonismo ficou para as Ducati de Jack Miller, Danilo Petrucci e Andrea Dovizioso, que vinham mostrando bom ritmo ao longo dos treinos na chuva.
Maverick Viñales cravou a primeira pole desde 2017 (Foto: Yamaha)
Viñales, então, tomou a ponta e logo tratou de baixar sua marca para 1min31s312. No minuto final, Johann Zarco abriu uma boa e parecia a caminho da pole, mas uma queda acabou com o sonho do #5.
 
Sem mais tempo, ninguém conseguiu superar Maverick, que vai largar no primeiro posto desde o GP das Américas no início do ano, quando herdou a primeira posição no grid após uma punição a Márquez.
 
Dando sequência à boa fase, Álex Rins assegurou o segundo posto no grid, apenas 0s068 mais lento que o ponteiro. Dovizioso levou a melhor na briga interna da Ducati e ficou com a terceira posição.
 
Dono de um bom ritmo na chuva, Petrucci foi 0s102 mais lento que Viñales e vai abrir a segunda fila, seguido por Márquez. Pol Espargaró colocou a KTM no sexto posto, o que significa que cinco das seis fábricas do grid da MotoGP estão separadas por apenas 0s265 neste sábado.
 
Andrea Iannone, que também avançou via Q1, vai largar em sétimo, seguido por Aleix Espargaró. Dani Pedrosa vai iniciar o último GP da carreira na nona colocação, à frente de Miller, que também caiu no Q2, e Johann Zarco. Michele Pirro fecha o top-12.
 
Voltando de lesão, Jorge Lorenzo ficou a 0s042 do Q2, mas vai largar só em 13º, à frente de Takaaki Nakagami. Franco Morbidelli chegou a sonhar em avançar para a fase seguinte, mas acabou eliminado na primeira parte da classificação e ficou com o 15º.
 
Dono de um bom ritmo no molhado, Valentino Rossi ‘desapareceu’ no seco. Depois de uma performance apagada no TL4, o #46 sequer teve chance de avançar ao Q2 e vai largar só em 16º, escoltado por Tom Lüthi, Karel Abraham, Álvaro Bautista, Stefan Bradl, Hafizh Syahrin, Bradley Smith e Jordi Torres. Em sua despedida da MotoGP, Scott Redding ficou com o último posto do grid.
 
Xavier Siméon sofreu uma concussão depois de uma queda na sexta-feira e foi barrado pelos médicos de participar do restante do GP da Comunidade Valenciana. O belga se despede da MotoGP neste fim de semana, já que vai defender a Avintia ao lado de Eric Granado na Copa do Mundo de MotoE.

Márquez não dá abertura para adversários e lidera com folga quarto treino em Valência

Antes da classificação, a MotoGP foi para a pista para o quarto treino livre. Com pista ainda secando, as temperaturas seguiam baixas em Valência, com o termômetro mostrando 17ºC, com o asfalto chegando a 19ºC.
 
A bandeira verde tremulou em Valência e os pilotos estavam liberados para o quarto treino livre antes da classificação. Enquanto uns optaram por logo saírem para o traçado, outros decidiram esperar um pouco.
 
Marc Márquez foi o primeiro piloto a se colocar como o mais rápido da sessão, com 1min39s179. Zarco, Dovizioso, Bautista e Rossi vinham logo atrás do titular da Honda.
 
Com 21 minutos para encerrar o treino livre, Miller mostrou estar bastante rápido e com 1min37s755, tratou de saltar para a primeira colocação. Márquez, Zarco, Dovizioso, Bautista, Lorenzo, Rossi, Arabaham, Nakagami, Morbidelli e Viñales, todos os que marcaram tempo, vinham em seguida.
Poucos minutos mais tarde, grande parte do pelotão estava nos boxes. Foi a chance do australiano da Pramac de baixar ainda mais seu tempo, virando agora em 1min35s582. 
 
Não demorou muito para que os pilotos deixassem os boxes e aparecessem no traçado. Miller baixou mais uma vez seu tempo, com 1min35s250, 1s040 mais rápido que o segundo colocado, Petrucci. Pedrosa, Lüthi e Morbidelli vinham logo depois.
 
As coisas estavam bastante misturadas em Valência, com o asfalto secando e embaralhando os pilotos. 
 
Com dez minutos para o fim, então, Petrucci mostrou o motivo de ter dominado todo o final de semana. Com 1min33s782, saltou para a primeira colocação, com Zarco vindo logo depois, Miller, Rins e Márquez fechando o top-5.

Mas ninguém seria páreo para o #93 da Honda. Com 1min32s953, o primeiro a virar na casa do 1min32s, ignorou a concorrência e se colocou como o mais rápido do treino. Zarco seguia em segundo, com Petrucci, Iannone e Viñales logo em seguida. Perto do fim, Miller ainda protagonizou um tombo na curva 1.
No fim, nada mais mudou em Valência. Quer dizer, Márquez ainda tratou de melhorar ainda mais seu tempo para 1min32s571, seguido por Zaro, Pol e Aleix Espargaró e Dovizioso completando o top-5.
 
O final da sessão ainda reservou uma pequena falta de sorte para Petrucci. Enquano o piloto estava em sua volta para entrar nos boxes, sua moto acabou pegando fogo.
Iannone faz volta voadora no fim e se junta a Viñales para avançar ao Q2 da classificação

Com o fim do quarto treino livre, os pilotos que disputariam o Q1 estavam se preparando para já voltar a pista. Eram eles Maverick Viñale,s Franco Morbidelli, Andrea Iannone, Valentino Rossi, Stefan Bradl, Álvaro Bautista, Jorge Lorenzo, Karel Abraham, Scott Redding, Bradley Smith, Hafizh Syahrin, Takaaki Nakagami, Thomas Lüthi e Jordi Torres.
 
Os 15 minutos estavam rodando no cronômetro e os pilotos não perderam tempo em se dirigirem para a pista. Após as voltas de instalação, os dois primeiros nomes que apareceram no topo da folha de tempos eram Smith e Morbidelli.
 
Mas logo Viñales tratou de assumir o segundo posto, garantindo uma das vagas ao Q2. Atrás da dupla vinham Bautista, Morbidelli, Nakagami, Lorenzo, Bradl, Abraham, Syahrin, Rossi, Iannone, Torres e Redding.
 
Entretanto, as coisas mudaram na ponta da tabela. Enquanto ninguém conseguia bater o tempo de 1min33s011 anotado por Smith, Lüthi tratou de cravar 1min33s031 e ficar com a segunda colocação.
 
Maverick estava bastante determinado em avançar para a segunda fase da classificação. Em volta voadora, bateu Bradley, fez 1min32s418 e assumiu a primeira colocação da tabela.

Com sete minutos para o fim, os pilotos foram aos boxes para a parada programada da sessão. A ordem era Viñales, Nakagami, Smith, Lüthi, Lorenzo, Iannone, Bautista, Bradl, Morbidelli, Rossi, Syahrin, Abraham, Torres e Redding.
 
Perto do fim, Iannone deu um grande salto na tabela e com 1min31s328, bateu Viñales para se colocar em primeiro, jogando Viñales para a segunda colocação. Enquanto isso, Rossi vinha bastante veloz em sua volta rápida, ameaçando o companheiro.
 
Com o cronômetro zerado, Iannone e Viñales foram os pilotos que garantiram espaço no Q2. Lorenzo, Nakagami, Morbidelli, Rossi, Lüthi, Abraham, Bautista, Bradl, Syahrin, Smith, Torres e Redding.

Viñales faz as pazes com a pole-position e larga na frente no GP da Comunidade Valenciana

Com isso, a dupla se juntou a Danilo Petrucci, Marc Márquez, Andrea Dovizioso, Jack Miller, Johann Zarco, Dani Pedrosa, Pol Espargaró, Álex Rins, Aleix Espargaró para brigarem pela pole-position.
 
O último Q2 do ano estava autorizado e os pilotos estavam na pista e logo nos primeiros minutos Márquez sofreu uma forte queda. Assim que levanta, já indica que seu ombro estava lesionado, possivelmente deslocado.
Pedrosa foi o primeiro a fazer o tempo rápido, mas logo foi superado por diversos pilotos. Miller era quem sustentava a pole-position provisória com 1min32s570. Dovizioso, Zarco, Pirro e Pedrosa vinham em seguida.

Márquez logo voltou aos boxes e aparentemente resolveram o problema do espanhol. Enquanto isso, na pista, Petrucci era o novo líder da sessão ao ter anotado 1min31s930. No giro seguinte, tratou de baixar para 1min31s531.
 
Rins vinha na segunda colocação, com Dovizioso, Miller, Iannone, Zarco, Aleix Espargaró, Viñales, Pirro, Pedrosa e Márquez vinham logo em seguida.
 
Com cinco minutos para o encerramento da sessão, os pilotos, que estavam nos boxes, voltavam para a pista. Enquanto isso, Márquez aproveitava para tentar anotar seu tempo rápido.

Com três minutos para encerrar a sessão, foi a vez de Miller protagonizar uma queda. Enquanto isso, na ponta do pelotão, Viñales assumia a pole provisória com 1min31s359, seguido por Rins, Dovizioso, Petrucci e Márquez. Zarco caiu pouco depois.

Com a bandeira quadriculada, foi mesmo Viñales quem ficou com a posição de honra do grid, sua primeira desde o GP de Aragão, em 2017. Rins larga em segundo, com Dovizioso completando a primeira fila. Petrucci, Márquez e Pol Espargaró fecham o a segunda fila.

MotoGP 2018, GP da Comunidade Valenciana, Ricardo Tormo, Grid de largada:

1 M VIÑALES Yamaha 1:31.312  
2 A RINS Suzuki 1:31.380 +0.068
3 A DOVIZIOSO Ducati 1:31.392 +0.080
4 D PETRUCCI Pramac Ducati 1:31.414 +0.102
5 M MÁRQUEZ Honda 1:31.442 +0.130
6 P ESPARGARÓ KTM 1:31.577 +0.265
7 A IANNONE Suzuki 1:31.629 +0.317
8 A ESPARGARÓ Aprilia Gresini 1:31.630 +0.318
9 D PEDROSA Honda 1:32.140 +0.828
10 J MILLER Pramac Ducati 1:32.145 +0.833
11 J ZARCO Tech3 Yamaha 1:32.179 +0.867
12 M PIRRO Ducati 1:32.310 +0.998
13 J LORENZO Ducati 1:31.900 +0.588
14 T NAKAGAMI LCR Honda 1:31.928 +0.616
15 F MORBIDELLI Marc VDS Honda 1:32.385 +1.073
16 V ROSSI Yamaha 1:32.452 +1.140
17 T LÜTHI Marc VDS Honda 1:32.545 +1.233
18 K ABRAHAM Ángel Nieto Ducati 1:32.547 +1.235
19 A BAUTISTA Ángel Nieto Ducati 1:32.568 +1.256
20 S BRADL LCR Honda 1:32.708 +1.396
21 H SYAHRIN Tech3 Yamaha 1:32.749 +1.437
22 B SMITH KTM 1:33.011 +1.699
23 J TORRES Avintia Ducati 1:34.427 +3.115
24 S REDDING Aprilia Gresini 1:35.171 +3.859
         
REC J LORENZO Yamaha 1:31.171 158.1  km/h
MV J LORENZO Yamaha 1:29.401 161.2 km/h
         
  Condições do tempo PISTA SECA   ar: 18ºC | pista: 20ºC