MotoGP

Viñales supera Márquez no instante final e dita ritmo do terceiro treino da MotoGP em Sepang

Maverick Viñales bateu Marc Márquez por 0s026 e assegurou a liderança do terceiro treino da MotoGP na Malásia. 0s144 mais lento que o #25, Jack Miller completa o top-3
Warm Up / JULIANA TESSER, de São Paulo
 Maverick Viñales (Foto: Divulgação/MotoGP)
Maverick Viñales não deixou escapar o bom momento de Phillip Island. Depois de encerrar uma seca de vitórias na semana passada, o #25 abriu o sábado (3) na Malásia desfilando bom ritmo e tratou de bater Marc Márquez para assegurar a liderança do terceiro treino da MotoGP na Malásia.
 
Como sempre acontece no TL3, os minutos finais viram uma movimentação intensa na tabela de tempos, mas foi Viñales quem levou a melhor. Já com o cronômetro zerado, o #25 anotou 1min59s231 para deixar o campeão antecipado de 2018 para trás por só 0s026.
 
0s144 mais lento que o ponteiro, Jack Miller fez o quarto tempo na sessão, seguido por Dani Pedrosa e Johann Zarco. Danilo Petrucci também melhorou no instante final e foi sétimo.
Maverick Viñales comandou o TL3 na Malásia (Foto: Yamaha)
Com 1min59s773, Valentino Rossi fez o sétimo melhor registro, 0s026 à frente de Andrea Iannone, o oitavo. Álvaro Bautista e Franco Morbidelli completam o rol dos dez melhores.
 
Substituto de Cal Crutchlow, Stefan Bradl foi 1s197 mais lento que o líder e acabou em 11º, à frente de Pol Espargaró.
 
Líder do primeiro dia de atividades em Sepang, Álex Rins fez a melhor de suas 18 voltas em 2min00s649 e fiou só em 25º, 1s418 atrás do líder. Andrea Dovizioso não foi nada melhor e fechou a sessão em 17º, 0s280 à frente de Michele Pirro, o 18º.
 
Tal qual aconteceu na Tailândia, no Japão e na Austrália, Jorge Lorenzo sucumbiu às dores e se retirou do GP da Malásia. O #99 ainda se recupera de uma cirurgia.
 
Saiba como foi o terceiro treino da MotoGP em Sepang:
 
O tempo fechou em Sepang neste sábado. Depois de uma sexta-feira parcialmente nublado, o céu amanheceu muito mais fechado, o que baixou as temperaturas em Selagor. Quando a MotoGP entrou na pista, os termômetros marcavam 25°C, com o asfalto chegando a 33°C. A velocidade do vento estava em 2 km/h.
 
Por conta da chuva que caiu ao longo da noite e no início da minha, a pista ainda tinha alguns pontos úmidos, o que dificultaria a melhora nos tempos do primeiro dia de treinos. Quando o cronômetro foi disparado para marcar os 45 minutos da sessão, o top-10 combinado tinha Rins, Dovizioso, Márquez, Rossi, Miller, Viñales, Petrucci, Zarco, Iannone e Aleix Espargaró.
 
Com um pneu macio na traseira da M1, Viñales foi o primeiro a ocupar o topo da tabela com a marca de 2min03s633, 0s513 melhor que Bautista, que tinha o segundo posto.
 
O #25 logo conseguiu baixar sua marca, mantendo 0s126 de margem para Bautista. Pedrosa ocupava o terceiro posto, seguido por Petrucci e Miller.

Sem demora, Márquez foi a 2min01s565 e assumiu a ponta, 0s031 à frente de Viñales. No giro seguinte, o #93 ampliou para 0s339 a diferença em relação ao espanhol da Yamaha.
 
Líder do primeiro dia, Rins aproveitou sua sexta volta para cravar 2min01s325 e assumir o segundo posto, 0s512 mais lento que Márquez. Iannone também melhorou e vinha agora em quarto, seguido por Rossi e Bautista.
Marc Márquez fez o segundo tempo em Sepang (Foto: Divulgação/MotoGP)
Enquanto os boxes foram ganhando em movimentação com 15 minutos de treino, Viñales aproveitou para anotar 2min00s640 e retomar a ponta, 0s173 melhor que Márquez. Rins, Iannone e Rossi fechavam o top-5.

De volta a pista, Jordi Torres sofreu uma queda na curva 8, mas escapou ileso. O piloto da Avintia tinha o 23º tempo na sessão.
 
Enquanto isso, Petrucci avançou para a quarta colocação, 0s780 mais lento que Viñales, que tinha acabado de melhorar sua parcial para ampliar para 0s187 a vantagem em relação a Márquez. Mais atrás, Nakagami subiu para oitavo.
 
Calçando um par de pneus usados ― médio na frente e macio atrás ―, Márquez foi a 2min00s476 e assumiu a ponta, 0s150 mais rápido que Viñales.
 
Quem também ia melhorando era Pedrosa. Com 2min01s600, o espanhol subiu para sétimo e, na sequência, avançou para o terceiro posto, 0s782 mais lento que o companheiro de Honda.
Jack Miller ficou em terceiro (Foto: Divulgação/MotoGP)
Substituindo Lorenzo, Michele Pirro sofreu uma queda sem maiores consequências na curva 15. O italiano tinha o 16º na sessão. 
 
Antes de retornar aos boxes da Yamaha, Viñales cravou 2min00s284 e retomou a ponta, abrindo 0s104 de margem para Márquez. Pedrosa, Rins, Petrucci e Bautista vinham em seguida. 
 
Em uma manhã discreta, Rossi cravou 2min01s152 em sua 14ª volta e subiu para o terceiro posto, 0s868 mais lento que o companheiro de Yamaha. O #46 tinha um par de pneus médios usados.
 
Com cerca de 8 minutos para o fim da sessão, Zarco cravou 2min00s268 e assumiu a ponta, superando Viñales por apenas 0s016.
 
Usando pneus novos ― médio na frente e macio atrás ―, Bradl saltou para a quarta colocação, mas, na sequência, caiu uma posição, já que Pedrosa saltou para terceiro. O #26 tinha a mesma combinação de pneus do substituto de Cal Crutchlow e tinha acabado de entrar no top-10 combinado.
 
Como sempre acontece no TL3, os minutos finais foram de muitas voltas rápidas, com muita movimentação na tabela. Com 4 minutos para o fim, Bautista tomou a liderança com 2min00s191, mas logo caiu para segundo, superado por 0s592 por Pedrosa.
 
O #26, porém, tampouco ficou na ponta, já que Viñales apareceu com 1min59s453. O piloto da Yamaha, no entanto, foi desbancado em seguida, com Miller aparecendo 0s078 melhor. Petrucci também apertou o passo e subiu para a quarta colocação.
 
Perto da marca de 1 minuto para o fim, Rossi chegou a 1min59s913 e assumiu o quinto posto na sessão, 0s538 mais lento que Miller. Mais atrás, Morbidelli pulou para a nona colocação.
 
Instantes antes de o cronômetro ser zerado, Márquez registrou 1min59s257 e assumiu a liderança, mas foi superado em seguida por Viñales, que virou 0s026 melhor. Zarco também melhorou e subiu para quinto, 0s118 melhor que Rossi, o sexto.
 
MotoGP, GP da Malásia, Sepang, treino livre 3:

1 M VIÑALES Yamaha 1:59.231  
2 M MÁRQUEZ Honda 1:59.257 +0.026
3 J MILLER Pramac Ducati 1:59.375 +0.144
4 D PEDROSA Honda 1:59.599 +0.368
5 J ZARCO Tech3 Yamaha 1:59.655 +0.424
6 D PETRUCCI Pramac Ducati 1:59.671 +0.440
7 V ROSSI Yamaha 1:59.773 +0.542
8 A IANNONE Suzuki 1:59.799 +0.568
9 A BAUTISTA Ángel Nieto Ducati 2:00.130 +0.899
10 F MORBIDELLI Marc VDS Honda 2:00.405 +1.174
11 S BRADL LCR Honda 2:00.428 +1.197
12 P ESPARGARÓ KTM 2:00.513 +1.282
13 H SYAHRIN Tech3 Yamaha 2:00.558 +1.327
14 T NAKAGAMI LCR Honda 2:00.638 +1.407
15 A RINS Suzuki 2:00.649 +1.418
16 A ESPARGARÓ Aprilia Gresini 2:00.737 +1.506
17 A DOVIZIOSO Ducati 2:00.810 +1.579
18 M PIRRO Ducati 2:01.090 +1.859
19 B SMITH KTM 2:01.223 +1.992
20 K ABRAHAM Ángel Nieto Ducati 2:01.385 +2.154
21 T LÜTHI Marc VDS Honda 2:01.470 +2.239
22 S REDDING Aprilia Gresini 2:02.442 +3.211
23 J TORRES Avintia Ducati 2:03.242 +4.011
24 X SIMEÓN Avintia Ducati 2:03.455 +4.224
         
REC J LORENZO Yamaha 2:00;606 165.4 km/h
MV D PEDROSA Honda 1:59.053 167.6 km/h
         
  Condições do tempo PISTA SECA   ar: 25ºC | pista: 34ºC